Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

"Lisboa está melhor do que estava há dez anos"

O candidato socialista à presidência da Câmara de Lisboa e atual presidente do município contestou hoje as críticas dos seus adversários relativamente ao estado da cidade, advogando que "Lisboa está melhor do que estava há dez anos".

"Lisboa está melhor do que estava há dez anos"
Notícias ao Minuto

23:29 - 12/09/17 por Lusa

Política Fernando Medina

No âmbito da apresentação da Comissão de Honra da sua candidatura, presidida pelo fadista Carlos do Carmo, Fernando Medina lamentou que os seus adversários nestas eleições autárquicas só digam "mal de tudo [...], como se a cidade estivesse pior do que estava há quatro anos ou há dez anos, tão mal como nunca esteve em toda a sua história".

"Mas isso não é verdade. Lisboa está melhor do que estava há dez anos", afirmou o autarca, considerando que "Lisboa vive hoje um tempo único de oportunidades e de realizações".

Na perspetiva do candidato socialista, há muitas décadas que a cidade de Lisboa não tinha "uma economia pujante" como a que tem hoje, pelo que é o momento de "construir um futuro melhor para todos".

A candidatura do PS à presidência da Câmara de Lisboa, denominada "Lisboa precisa de todos", pretende "continuar a andar para a frente, continuar a fazer, continuar a progredir" com o que tem vindo a ser feito nos últimos anos.

De acordo com Fernando Medina, existe "uma vontade de avançar sem medos e com coragem" para resolver problemas antigos e problemas recentes que a cidade enfrenta.

"Nada pior há do que ter o poder e não ter a coragem para o exercer", declarou o autarca, ambicionando aproveitar o futuro para "continuar a avançar".

Como primeira prioridade para a cidade de Lisboa, o socialista avançou que é preciso "continuar a dar força à economia da cidade", referindo que pretende avançar com a criação de um fundo para financiar investigação através de bolsas de mestrado e de doutoramentos em Lisboa.

A segunda prioridade da candidatura "Lisboa precisa de todos" prende-se com a qualidade de vida dos cidadãos, apostando no transporte público enquanto instrumento de resposta à mobilidade.

Nesse âmbito, Fernando Medina comprometeu-se a fazer da empresa Carris "um grande instrumento da cidade de Lisboa", através da aquisição de mais autocarros, da contratação de mais motoristas e da recuperação do sistema de elétricos.

O candidato socialista adiantou ainda que a terceira prioridade é a coesão social, destacando-se a área da habitação, em que é preciso que haja promoção de habitação pública.

O autarca lembrou a promessa de construir seis mil casas para rendas acessíveis, referindo que essas habitações vão começar a ser construídas no próximo mandato e ambicionando chegar a ter 20 mil casas disponíveis.

No discurso da apresentação da Comissão de Honra da sua candidatura à Câmara de Lisboa, Fernando Medina disse que a cidade enfrenta "o desafio da abertura, da inclusão e da tolerância", defendendo que Lisboa deve ser "um espaço de oportunidade para todos, um espaço de igualdade".

Nesta candidatura denominada "Lisboa precisa de todos", o PS conta com o apoio do partido Livre e com os movimentos independentes Cidadãos por Lisboa e Lisboa é Muita Gente.

Como adversários nestas eleições autárquicas, marcadas para 01 de outubro, Fernando Medina (PS) terá Assunção Cristas (CDS-PP), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Teresa Leal Coelho (PSD), Inês Sousa Real (PAN), Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!), Carlos Teixeira (independente apoiado pelo PDR e JPP), António Arruda (PURP), José Pinto-Coelho (PNR), Amândio Madaleno (PTP) e Luís Júdice (PCTP-MRPP).

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório