Meteorologia

  • 25 SETEMBRO 2017
Tempo
23º
MIN 23º MÁX 24º

Edição

Concelhia do PSD/Viana do Castelo age contra "quem cometeu ilegalidades"

A concelhia de Viana do Castelo do PSD decidiu "agir internamente", de acordo com os estatutos" do partido, contra "quem cometeu ilegalidades" no processo autárquico da capital do Alto Minho, informou hoje fonte daquela estrutura social-democrata.

Concelhia do PSD/Viana do Castelo age contra "quem cometeu ilegalidades"
Notícias ao Minuto

10:34 - 12/09/17 por Lusa

Política Autárquicas

"Como pugnamos pela verdade e pela democracia, iremos agora agir internamente, de acordo com os estatutos do PSD, sobre quem cometeu as ilegalidades já identificadas pelo partido, apresentando listas à Assembleia e Câmara Municipal que não foram aprovadas em nenhum órgão partidário, condicionando todo o processo autárquico. Terão de ser obviamente responsabilizados pelos resultados obtidos", refere o comunicado daquela concelhia.

A decisão foi tomada, "por unanimidade, na segunda-feira, em reunião da concelhia social-democrata".

O Tribunal de Viana do Castelo rejeitou a lista à Assembleia Municipal apresentada e liderada pelo presidente da concelhia do PSD, Eduardo Teixeira, por "irregularidade insuprível".

Com aquela decisão ficou validada pelo tribunal local a lista à Assembleia Municipal encabeçada por Eduardo Viana, ex-secretário de Estado da Inovação, Investimento e Competitividade do anterior governo PSD/CDS e atual deputado municipal.

A concelhia do PSD defende que a lista encabeçada por Eduardo Teixeira à Assembleia Municipal "é a única sufragada em plenário de militantes" e, no final de agosto, anunciou recurso para o Tribunal Constitucional.

No comunicado hoje emitido, a estrutura local adianta que "até às eleições de 01 de outubro, irá continuar o trabalho de apoio às candidaturas das Assembleias de Freguesia e de Hermenegildo Costa à Câmara Municipal".

"[Vamos fazê-lo] para que todos juntos, possamos minimizar o prejuízo causado, nestes últimos oito meses, pelo presidente da distrital do PSD de Viana do Castelo", frisou.

Em agosto, em conferência de imprensa, o presidente da distrital do PSD, Carlos Morais Vieira, acusou a concelhia de "falta de ética" por ter entregado em tribunal uma lista "ilegal" à Assembleia Municipal, contrariando "decisões legítimas" dos órgãos do partido.

"Ao arrepio dos órgãos legítimos do PSD, um grupo de militantes apresentou uma lista paralela e ilegal à Assembleia Municipal de Viana do Castelo, a qual foi prontamente chumbada pelo tribunal. Espelha, claramente, a falta de ética, equilíbrio, bom senso, lucidez e respeito pelas decisões legítimas dos órgãos do partido", afirmou Carlos Morais Vieira.

Aquele responsável adiantou que a distrital "não abdicará da defesa intransigente do bom nome e imagem do partido", pelo que não se coibirá de "lançar mão a todos os meios legais disponíveis para agir em conformidade".

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório