Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 15º

Edição

"Não nos escondemos sob a capa de falsas listas de independentes"

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse hoje, no Funchal, que as eleições autárquicas são importantes para o poder local mas também para prosseguir políticas nacionais e defender os interesses do povo.

"Não nos escondemos sob a capa de falsas listas de independentes"
Notícias ao Minuto

21:50 - 08/09/17 por Lusa

Política Jerónimo de Sousa

por isso que as próximas eleições autárquicas assumem grande importância pelo que representam no plano local, mas também pelo que podem contribuir para dar força à luta que travamos para melhor defender os interesses dos trabalhadores, do povo e do país", declarou Jerónimo de Sousa na sessão pública da CDU no âmbito da pré-campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 01 de outubro.

Para o dirigente comunista, "mais votos na CDU são garantia de poder dar novos passos e avanços na resposta aos problemas do país, dos trabalhadores e do povo".

Nesse sentido, o líder do PCP lembrou que "mais força na CDU" é "assegurar o aumento geral de salários e o aumento extraordinário do salário mínimo nacional para 600 euros em janeiro de 2018".

E continuou: "é prosseguir a reposição dos direitos, subsídios e complementos retirados aos trabalhadores da Administração Pública; é fazer avançar o valor das pensões de reforma, garantindo um aumento mínimo de 10 euros para todas as pensões; é dar novos passos na proteção no desemprego, prolongando o prazo do subsídio e eliminando o corte dos 10% e é garantir uma política fiscal mais justa com a criação de mais escalões no IRS e redução de taxas".

"Todos os que reconhecem mérito ao trabalho da CDU, todos os que apoiam a CDU e consideram indispensável a sua presença nas autarquias, em maioria ou em minoria, têm de expressar com o seu voto essa confiança e assegurar que, em 01 de outubro, a CDU, com mais eleitos e mais votos, está em melhores condições de responder às suas aspirações, direitos e expectativas", defendeu.

Numa crítica velada à coligação "Confiança" liderada pelo atual presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafofo, que integra o PS, o BE, JPP, PDR e Nós, Cidadãos, Jerónimo de Sousa realçou que a CDU concorre de "cara levantada" e "sem precisar de se esconder ou disfarçar".

"Não nos escondemos sob a capa de falsas listas de independentes, nem nos diluímos em arranjos partidários que podem dar jeito a alguns para disfarçar as suas fraquezas e a outros para reforçar a sua ambição de poder", salientou.

O candidato da CDU à Câmara Municipal do Funchal, Artur Andrade, disse, por seu lado, que o "PS com o PSD, Cafofo e Albuquerque [líder do PSD e presidente do Governo Regional] sacrificaram o Funchal na sua luta partidária e por protagonismo", sublinhando que para a CDU "as populações são os protagonistas fundamentais na construção da cidade".

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório