Meteorologia

  • 25 JULHO 2017
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

Bloco apresenta nova queixa contra Ventura à PGR e à Ordem dos Advogados

A queixa dos bloquistas surge na sequência das declarações mais recentes proferidas por André Ventura. Candidatura do Bloco a Loures fala em "ataque vil, gratuito e preconceituoso".

Bloco apresenta nova queixa contra Ventura à PGR e à Ordem dos Advogados
Notícias ao Minuto

22:01 - 17/07/17 por Notícias Ao Minuto

Política Polémica

A candidatura do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Loures avançou com mais uma queixa contra André Ventura, candidato a Loures pela coligação PSD e CDS. Desta vez, a queixa dos bloquistas foi apresentada à Procuradoria Geral da República (PGR) e à Ordem dos Advogados.

Em causa estão as mais recentes declarações de André Ventura, desta vez, ao jornal i esta segunda-feira, na qual, refere o Bloco, o candidato PSD/CDS voltou a atacar a "comunidade cigana do concelho de Loures".

Na semana passada, o Bloco de Esquerda já tinha apresentado uma queixa contra o candidato do PSD/CDS pelas suas declarações numa entrevista ao Notícias Ao Minuto. Nesta entrevista, André Ventura já tinha feito comentários pouco abonatórios sobre a comunidade cigana.

Na queixa apresentada esta segunda-feira, o candidato do Bloco a Loures, Fabian Filipe Figueiredo, considera que André Ventura ultrapassou "os limites da liberdade de expressão" nestas entrevistas. Uma situação que considera não ter acontecido por "excesso de linguagem" mas que foi "meticulosamente pensada".

"Estamos, antes, perante um ataque vil, gratuito e preconceituoso para com as pessoas de etnia cigana que, como tal, é punido pelo Código Penal Português", refere o Bloco na sua queixa. "Mas não contente com aquela primeira entrevista, o ora denunciado calculou friamente o próximo passo nesta sua tentativa de incitar o ódio contra as pessoas de etnia cigana, pois aprofundando os motivos da sua xenofobia fez questão de lançar uma série de acusações contra toda a etnia cigana, sem nenhum caso concreto, claro está".

O Bloco considera este caso ainda mais grave, porque André Ventura é professor de Direito e "sabe muito bem que as suas declarações constituem crime".

Campo obrigatório