Meteorologia

  • 28 JUNHO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

"Não basta um Presidente dar beijinhos no dói-dói. Já chega de tragédias"

A consideração pertence ao centrista Hélder Amaral que na rede social Facebook deixou ainda um “abraço solidário às gentes de Pedrógão Grande”.

"Não basta um Presidente dar beijinhos no dói-dói. Já chega de tragédias"
Notícias ao Minuto

10:30 - 19/06/17 por Ana Lemos

Política Hélder Amaral

Ninguém ficou indiferente à tragédia que no passado sábado ceifou mais de 60 vidas, entre as quais as de crianças, e deixou um rasto de outros tantos feridos em Pedrógão Grande. O incêndio mantém-se com quatro frentes ativas, deixando para trás um rasto de destruição.

O centrista Hélder Amaral foi um dos que deixou, nas redes sociais, uma palavra de solidariedade para com as vítimas mas não só porque, esclarece, “já chega de tragédias destas: não há falta de meios, nem há condições nunca vistas”.

“O vento, a temperatura e a humidade são similares aos registados em Agosto do ano passado, ou no Caramulo, no fatídico verão de 2013. A Autoridade Nacional de Proteção Civil, conhece com razoável antecedência as condições do tempo. O que falta? Prevenção, prevenção, prevenção...”, alerta.

E nesta senda não deixa de fora “os senhores autarcas e os bombeiros” que, escreve, “sabem a floresta que têm”. É, por isso, “obrigatório”, sustenta o centrista, “terem mapas de risco atualizados, e é fundamental levar muito a sério estes riscos”.

“A culpa não pode morrer solteira, e não basta um Presidente da República dar beijinhos no dói-dói, e dizer que não há nada a fazer. Está quase tudo previsto, na lei e no dispositivo de combate aos incêndios. Basta levar muito a sério estes riscos que se repete todos os anos”, remata Hélder Amaral.

Campo obrigatório