"Mérito" não é nem da "defunta coligação" nem da Geringonça. É de Draghi

Não foi nem "a defunta coligação PSD-CDS" ou os excitados hagiógrafos da "Geringonça" o responsável pela retoma económica. Vital Moreira 'tira o chapéu' a Mário Draghi, presidente do Banco Central Europeu.

© Global Imagens
Política Vital Moreira

O crescimento da economia no primeiro trimestre do ano serviu desde logo de premissa para que todos os partidos políticos discutissem, entre si, quem merecia o mérito pela notícia.

PUB

Entre a “furibunda e defunta coligação PSD-CDS e os excitados hagiógrafos da "Geringonça", a verdade é que nenhum deles deve ser considerado o responsável pela retoma económica do país.

Quem o diz é Vital Moreira, que atribui os louros ao presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, “sem o qual tudo teria sido em vão”.

“[Mário Draghi] estancou a crise da dívida soberana, estabilizou o euro e lançou ousadamente a política de expansão monetária que permitiu estimular a atividade económica em toda a União e poupar centenas de milhões de euros em juros da dívida pública a Portugal e a outros países mais endividados”, sustenta o constituicionalista no seu blog Causa Nossa.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser