PSD e CDS não “descansam enquanto não matarem a CGD"

Líder parlamentar do PS diz que esta é uma opinião partilhada inclusive por pessoas de Direita.

© Global Imagens
Política Carlos César

Carlos César afirma que o PSD e o CDS não “descansam enquanto não matarem a Caixa Geral de Depósitos”.

PUB

O líder parlamentar do PS considera que aos dois partidos “não lhes interessa saber que situação ou atos levaram à necessidade de colocar capitais na Caixa para salvar o banco e como é que o plano de reestruturação vai ser gerido”, e que lhes interessa apenas é alimentar os “mexericos que alimentem uma guerra partidária”.

Defendendo que o PS “subordina a sua ação no Parlamento pelo cumprimento da lei, da constituição e dos regulamentos”, Carlos César refere que “continuaremos a trabalhar até ao limite temporal até que a comissão deve fazê-lo para produzir esse relatório”.

Enquanto isso, considera que os dois partidos de Direita continuará a “guerra partidária desesperada e a consequência é o enfraquecimento e desprestigio de uma instituição como a CGD”.

E alega que não é único a ter esta opinião. “Outras pessoas, incluindo do PSD, de forma ajuizada, tem chamado a atenção da direção do PSD”.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser