Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 15º

Edição

Parlamento recomenda criação de novo programa nacional de realojamento

O Parlamento aprovou hoje, por unanimidade, um texto comum de BE, CDS, PSD e PCP sobre o Programa Especial de Realojamento (PER).

Parlamento recomenda criação de novo programa nacional de realojamento
Notícias ao Minuto

14:02 - 17/02/17 por Lusa

Política PER

No texto, os deputados recomendam ao Governo que, em articulação com as Regiões Autónomas e os municípios, "proceda ao levantamento das necessidades de realojamento e proteção social, em matéria de habitação, a nível nacional, à avaliação da execução do Programa Especial de Realojamento (PER) e à criação de um novo programa nacional de realojamento que garanta o efetivo acesso ao direito à habitação".

O projeto de resolução foi elaborado no âmbito do grupo parlamentar de trabalho de Habitação, Reabilitação Urbana e Políticas de Cidade, através da fusão das propostas apresentadas pelo BE, CDS-PP, PSD e PCP sobre o programa PER.

Além do levantamento das necessidades habitacionais, da avaliação da execução do PER e da criação de um novo programa nacional de realojamento, o projeto de resolução recomenda ao Governo que considere "medidas alternativas de apoio à habitação, entre as quais o subsídio de renda, que permitam encontrar soluções condignas para os moradores com carência habitacional, em especial os agregados familiares mais vulneráveis, com crianças, idosos ou cidadãos com deficiência".

No âmbito da recomendação de um novo programa nacional de realojamento, os deputados defendem "a possibilidade de recorrer à reabilitação de edifícios devolutos, nomeadamente do património público, privilegiando soluções assentes na reabilitação e na reconversão de áreas degradadas, em detrimento de soluções que fomentem a nova construção".

O projeto de resolução aconselha a criação de "uma comissão permanente de acompanhamento do PER e demais programas de realojamento", com representantes do Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), do Instituto da Segurança Social (ISS), dos governos regionais, dos municípios e dos representantes dos moradores.

No diploma, os deputados indicam ainda que o Governo deve, em estreita colaboração e articulação com os governos regionais e os municípios, apostar num incremente da oferta pública de habitação social, disponibilizar, através do IHRU, fogos para realojamento que possam ser mobilizados para responder localmente às carências habitacionais mais prementes e procurar assegurar que, em caso de demolição de habitações degradadas seja salvaguardada uma solução habitacional alternativa ou apoio social adequado para o efeito.

Também aprovado por unanimidade foi um projeto de resolução do PSD que recomenda ao Governo que defina uma estratégia de responsabilidade do Estado na gestão do património desportivo português.

O projeto de resolução pretende que o executivo defina até ao fim do ano uma estratégia integrada do Estado na gestão do património desportivo, que "compreende toda a memória material e imaterial associada à prática desportiva e ao fenómeno desportivo".

Os deputados vão recomendar que seja submetida a ampla discussão pública, durante o primeiro trimestre de 2017, as orientações estratégicas que vierem a ser definidas pelo Governo, envolvendo a Assembleia da República e outros organismos.

O Comité Olímpico de Portugal, o Comité Paralímpico de Portugal, a Confederação do Desporto de Portugal, a Direção-Geral do Património Cultural, o Museu Nacional do Desporto e a Associação Nacional de Municípios Portugueses são algumas entidades que serão chamadas a pronunciar-se.

Igualmente por unanimidade, foi aprovada a autorização para a deslocação do Presidente da República à Bélgica, que decorrerá entre 21 e 23 de março.

Rejeitado foi um projeto de resolução do Partido Ecologista 'Os Verdes' que visava impedir o recurso à energia nuclear, que mereceu a abstenção de BE e PCP e votos contra das restantes bancadas à exceção dos proponentes, que votaram a favor.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório