"Os mais afoitos zurzem na maldade espanhola de nos querer dominar"

Aproveitando a visita de Estado do rei espanhol a Portugal, o socialista Porfírio Silva comentou as celebrações do feriado nacional 1.º de Dezembro.

© Global Imagens
Política Porfírio Silva

A poucas horas de se celebrar o 1.º de Dezembro, dia em que se celebra a Restauração da Independência de Portugal, o socialista Profírio Silva não deixou de comentar a visita dos reis de Espanha a Lisboa e a associação que é feita ao feriado português.

PUB

Ressalvando que “os mais afoitos zurzem na maldade espanhola de nos querer dominar”, reitera que, na sua opinião, “convinha estudar um pouco mais de história”.

“Quando Portugal perdeu a independência, a união das coroas era um projeto comum da elite portuguesa e castelhana de então”, relembrou.

Deste modo, “dizer que a união das coroas foi uma maldade espanhola contra os portugueses”, é, na opinião do deputado do PS, “uma simplificação que deixamos de correr” e por isso, deve-se celebrar o feriado nacional “sem aligeirar o olhar sobre o passado”.

Foi esta quarta-feira que Marcelo Rebelo de Sousa se despediu de Felipe VI e da sua mulher Letizia, na Fundação Champalimaud, em Lisboa, após três dias de bastante diálogo entre os dois países vizinhos. Um visita que disse ter constituído “uma contribuição essencial para uma dupla na Europa”.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS