Vasco Cordeiro diz que orçamento "é bom" para os Açores

O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, afirmou que o Orçamento do Estado (OE) aprovado hoje no parlamento é "bom para a Região Autónoma dos Açores" e permitirá resolver "matérias que se arrastam há alguns anos".

© DR
Política Governo Regional

Vasco Cordeiro falava aos jornalistas no final de uma reunião com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém, em Lisboa.

PUB

"É um bom Orçamento do Estado para a Região Autónoma dos Açores, em que se assumem compromissos claros em relação a matérias que já se arrastavam há alguns anos", afirmou o presidente do Governo Regional, quando questionado sobre o assunto.

Quanto a compromissos que "servem a região", Vasco Cordeiro salientou "medidas que constam do Plano de Revitalização Económica da ilha Terceira, que foi definido na sequência da decisão da Força Aérea norte-americana de reduzir o seu efetivo nesta ilha".

"Também o que tem a ver com aquilo que é a construção de infraestruturas do Estado, no caso o Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada, é uma matéria que urge", continuou o chefe do Governo regional.

O OE prevê uma verba de 700 mil euros para o projeto do novo Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada.

Na opinião de Vasco Cordeiro, estes constituem "dois exemplos de entre várias medidas que no Orçamento do Estado servem a região".

"Como aliás é suposto ser e como neste caso nos congratulamos de constatar que, da parte do Governo da República, e também da parte do grupo parlamentar e daquilo que foi a aprovação de propostas de alteração, se consagrou", acrescentou.

Questionado quanto a outras medidas que poderiam constar do OE, Vasco Cordeiro preferiu destacar que o que deve ser tido em conta "é um caminho crescente de assunção de responsabilidade por parte do Estado, nomeadamente através deste Orçamento do Estado, em relação a matérias que tinham já urgência no sentido de serem assumidas".

"O caminho faz-se caminhando e, portanto, vamos concretizando estas matérias que são importantes para a região e, a seu tempo, indo assumindo também aquelas que faltam", advogou.

Apesar de ter estado reunido com o chefe de Estado durante cerca de uma hora, o socialista apontou também que este "não foi um aspeto que tenha sido abordado neste encontro".

O Açores recebem no próximo ano 250 milhões de euros, menos cerca de dois milhões do que a verba aprovada para este ano, segundo uma versão do articulado do Orçamento do Estado de 2017, a que a agência Lusa teve acesso.

Para este ano, tinha sido aprovada uma verba total de cerca de 252 milhões de euros.

O Orçamento do Estado foi hoje aprovado em votação final global, com os votos favoráveis do PS, BE, PCP, PEV e PAN e os votos contra do PSD e do CDS-PP, repetindo-se a votação nas Grandes Opções do Plano (GOP).

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS