Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

"É uma mentira escandalosa que tenhamos tentado invadir a sede do Livre"

PNR apelida Rui Tavares de “aprendiz de Trotsky” e insurge-se contra o que diz ser a sua “pequenez mesquinha”.

"É uma mentira escandalosa que tenhamos tentado invadir a sede do Livre"
Notícias ao Minuto

20:33 - 14/11/16 por Goreti Pera 

Política PNR

O Partido Nacional Renovador (PNR) reagiu às notícias que dão conta de que cerca de 20 elementos do partido tentaram interromper um debate na sede do Livre, no passado domingo.

“É uma mentira escandalosa que tenhamos tentado invadir a sede” do partido Livre, informou esta segunda-feira o PNR, num comunicado enviado às redações.

“O Livre anunciou uma sessão-debate, de entrada livre, intitulada ‘Como combater o Trumpismo?’. Dado o interesse específico pelo tema e tendo o PNR uma posição de verdadeiro debate, já que, ao contrário, apoiamos o ‘Trumpismo, quisemos assistir à sessão e debater”, começam por explicar os responsáveis pelo PNR.

“Batemos à porta e disseram-nos que a sala estava cheia, pelo que não poderíamos entrar. Claro que era mentira, pois na fantástica sessão, se estivessem quinze pessoas já seria muito. Mas perante isso fomos embora. É uma mentira escandalosa que tenhamos tentado invadir a sede. Qual seria o nosso interesse em invadir-lhes a sede?”, lê-se na nota enviada à imprensa.

Na mesma comunicação, o PNR garante ser também “mentira” que tenha havido “intervenção policial”. “A verdade é que, cheios de medo, cobardes que são, chamaram a polícia que chegou quando estávamos já há algum tempo sentados numa esplanada a lanchar. (…) Ainda gracejámos com os agentes sobre essa situação caricata. Talvez esse bom convívio que o PNR tem com as forças da autoridade tenha sido a tal ação da PSP a que aludem”, acrescenta.

Num comunicado em que se tecem ainda farpas à comunicação social, elementos do PNR criticam severamente o fundador do partido Livre, a quem apelidam de “aprendiz de Trotsky”.

“O PNR vem mostrar o mais veemente repúdio pela pequenez mesquinha do Livre e do caricato Rui Tavares e pela falta de isenção vergonhosa da comunicação que pratica a mais hipócrita censura”, remata a nota a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório