Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

PSD fez "voz grossa a Bruxelas e isso revela toda a sua fraqueza"

O socialista Tiago Barbosa Ribeiro falou sobre a posição assumida pelo PSD relativamente à decisão de Bruxelas de deixar de receber Durão Barroso como ex-presidente da Comissão.

PSD fez "voz grossa a Bruxelas e isso revela toda a sua fraqueza"

O PSD faz ‘voz grossa’ a Bruxelas e isso revela toda a sua fraqueza”. É assim que Tiago Barbosa Ribeiro começa por comentar, através de uma publicação no Facebook, a reação do partido social-democrata à notícia de que Durão Barroso deixará de ser recebido em Bruxelas como ex-presidente da Comissão Europeia.

Afirmando que o PSD, “por opção e comprometimento ideológico, passou anos a assumir um comportamento obediente e submisso em relação a Bruxelas”, Barbosa Ribeiro fez notar a reação do partido da oposição face à decisão europeia. 

“Ora, o que fez o PSD hoje? Atacou de forma inaudita Bruxelas por causa da reação da Comissão ao seu ex-presidente, Durão Barroso, que decidiu ir tratar de negócios e por isso será tratado como um banal lobista nos corredores europeus”, escreveu.

E reiterou: “Eis um partido que se empenha nos combates que considera justos pela dignidade nacional”.

Já esta segunda-feira o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro defendeu, à margem de uma visita ao agrupamento em Coimbra, que a decisão tomada por Bruxelas “é um espetáculo que não abona nada em favor das instituições europeias”.

Segundo o Financial Times, o atual presidente da Comissão Europeia também disse que irá examinar o contrato do seu antecessor com o banco norte-americano de investimento. Durão Barroso aceitou o cargo de administrador não-executivo na Goldman Sachs.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório