Meteorologia

  • 25 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

"É criminoso desviar tanto dinheiro para a Caixa"

Vice-presidente de Associação Transparência e Integridade garante que o banco púbico não precisa de capital. "Quem o assegura são os documentos da própria CGD".

"É criminoso desviar tanto dinheiro para a Caixa"

Paulo de Morais tem sido um assíduo crítico da decisão do Governo em recapitalizar a Caixa Geral de Depósitos (CGD). Hoje, na sua página no Facebook, o antigo candidato presidencial volta a desfazer-se em críticas às decisões do Executivo.

“A Caixa não precisa de capital. Quem o assegura são os documentos da própria CGD. A Caixa está de boa saúde”, começa por escrever Paulo de Morais, dizendo não perceber as razões que levam à decisão de recapitalizar o banco público, não deixando, ainda assim, de levantar suspeitas.

“Então o que poderá explicar esta recapitalização? A primeira hipótese é a de que devemos então suspeitar dos dados publicados pela CGD. Mas não podemos sequer imaginar que esses relatórios estejam falsificados! Estaríamos a duvidar da idoneidade dos ex-Presidente e do ex-Presidente Executivo”, afirma, em tom satírico.

Aquilo que leva o Governo a canalizar mais dinheiro para a CGD, diz o antigo adversário de Marcelo Rebelo de Sousa, será “encharcar o mercado com créditos artificiais”, créditos esses que “irão presumivelmente beneficiar as autarquias em ano eleitoral, para que os autarcas comprem apoios e votos; ou então para estimular o crédito ao consumo, com ganhos eleitorais imediatos para o PS, mas que mais tarde todos pagaremos com austeridade”.

Por fim, o atual vice-presidente de Associação Transparência e Integridade reitera que “a recapitalização da Caixa é desnecessária” e que a mesma “irá custar milhares de milhões a um povo que sofre com milhões de pobres, centenas de milhar no desemprego, outros tantos com salários de miséria”.

Tudo isto leva Paulo de Morais a concluir, por fim, que “é criminoso desviar assim tanto dinheiro para a Caixa”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório