Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 26º

"Objetivo da Direita era a vingança e sonho era o falhanço do país"

O primeiro-ministro dirigiu pesadas críticas à Direita nacional num discurso proferido em Ponta Delgada, nos Açores.

"Objetivo da Direita era a vingança e sonho era o falhanço do país"
Notícias ao Minuto

12:25 - 27/06/16 por Patrícia Martins Carvalho

Política António Costa

António Costa discursou, esta segunda-feira, na abertura das jornadas parlamentares do PS que decorrem em Ponta Delgada, nos Açores.

A Direita foi alvo das palavras do primeiro-ministro que a acusou de ter “errado no défice, no investimento, nas exportações e nos desequilíbrios da balança comercial”.

“A Direita errou e agora perguntamos: ‘qual é o plano B?’”, questionou, respondendo de seguida que “não há um plano B”.

“A verdade é que a Direita só tinha como ânimo o azedume, como objetivo a vingança e como sonho o falhanço do país”, acusou, defendendo que “ninguém constrói esperança nesta base”.

Assim, e considerando que a Direita “apostou sistematicamente” no falhanço do governo socialista, António Costa garante que os “grandes falhados são a Direita porque não acertou numa única das suas previsões”.

“Está esgotada, está amarrada. A Direita ficou no passado que os portugueses derrotaram”, rematou.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório