Meteorologia

  • 23 JULHO 2024
Tempo
37º
MIN 23º MÁX 37º

"Ninguém está satisfeito com o orçamento que tem", diz novo ministro

Novo responsável pela pasta da Cultura adiantou, após a tomada de posse, que para já "a prioridade é trazer a Cultura para o quotidiano dos cidadãos".

"Ninguém está satisfeito com o orçamento que tem", diz novo ministro
Notícias ao Minuto

16:45 - 14/04/16 por João Oliveira

Política Tomada de posse

Depois da tomada de posse no Palácio de Belém, o novo ministro da Cultura, Luís Filipe de Castro Mendes, afirmou desde logo, em declarações aos jornalistas, que “existem prioridades”, mas que “não as vai concretizar”. No entanto, não deixou de enumerá-las.

“Para já, [a prioridade] é trazer a Cultura para o quotidiano dos cidadãos, tanto nos grandes centros como a nível local. É criar alianças entre as instituições e os poderes locais, tal como as autonomias, as fundações e a sociedade civil. É apoiar os criadores e produtores culturais, ao mesmo tempo que incentivamos o uso pelos cidadãos e a maior sensibilização dos cidadãos para a Cultura”.

Sobre o orçamento disponível para uma pasta que muitas vezes cai no esquecimento, Luís Filipe Castro Mendes foi muito perentório na resposta: "Ninguém está satisfeito com o orçamento que tem. A primeira pessoa a estar insatisfeita é o primeiro-ministro e a segunda o ministro das Finanças”, disse, acrescentando que “se perguntar aos meus colegas do Governo, nenhum deles acha que a verba disponibilizada é suficiente e as coisas têm de ser vistas na relatividade da exigência social”.

Sobre os temas que ainda estão por resolver dentro do panorama cultural, como os Mirós, o novo ministro afirmou que não irá fazer quaisquer declarações “sobre pontos concretos sem os estudar primeiro”.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório