Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

"Quando acordamos o moralismo que há em nós é o diabo"

O antigo secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, afirma, em entrevista ao Diário de Notícias (DN) que Portugal é um "país em que quando acordamos o moralista que existe em nós é o diabo", comentando a polémica que a sua expressão de há semanas "tomar no cu" causou, a propósito da fiscalização aos contribuintes sem facturas.

"Quando acordamos o moralismo que há em nós é o diabo"

Francisco José Viegas diz que Portugal um país em que quando se acorda o moralismo "é o diabo". Em entrevista ao DN, o antigo secretário de Estado da Cultura afirma que o que a sua expressão de há algumas semanas, "tomar no cu", a propósito da fiscalização aos contribuintes apanhados sem factura, mostrou foi que "grande parte das reacções escandalizadas prova que somos um país em que quando acordamos o moralista que existe em nós é o diabo".

O antigo governante comentava o facto de o comentador Marcelo Rebelo de Sousa ter dito que a sua polémica expressão iria ser mais importante no seu percurso do que a sua obra.

A propósito do seu novo romance 'O Coleccionador de Erva', Francisco Viegas recusa que seja uma obra autobiográfica e adianta que não acredita que o prazer no consumo de liamba descrito no livro provoque novas reacções moralistas. "Esse consumo é, infelizmente, hoje em dia, tão banal que não me parece que seja um problema", afirmou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório