Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

Os Verdes reúnem hoje e sábado em convenção nacional

O Partido Ecologista Os Verdes (PEV) reúne-se hoje e no sábado, em Lisboa, na convenção nacional do partido, um encontro que vai debater as ideias contidas na moção global, entre as quais a renegociação da dívida do país.

Os Verdes reúnem hoje e sábado em convenção nacional
Notícias ao Minuto

11:03 - 29/05/15 por Lusa

Política Partidos

"Uma das questões que a moção global salienta é a necessidade urgente de renegociar a divida em montantes, prazos e também juros. De analisar o que é legítimo pagar dessa divida para promover desenvolvimento em Portugal", disse à agência Lusa a dirigente do PEV Manuela Cunha.

Sob o lema ‘Respostas Ecologistas-Juntos Conseguimos’, a 13.ª Convenção do Partido Ecologista Os Verdes (PEV) inicia-se hoje no Fórum Lisboa com a apresentação de um balanço da intervenção do partido "no quadro da situação política nacional e internacional", acrescentou Manuela Cunha.

No sábado, dia 30 de maio, a convenção prossegue com vários debates em torno da moção "global e estratégica" na qual Os Verdes fazem "a análise da situação eco-política atual no país e no mundo" e em que definem também "as linhas prioritárias de intervenção" para o futuro próximo do país, adiantou a dirigente.

Manuela Cunha afirmou ainda que outra questão que está na moção é "a necessidade de uma fiscalidade ecologista".

"Definimos essa fiscalidade que nada tem haver a dita fiscalidade verde do Governo, que para nós é um perfeito embuste e uma forma de ir ao bolso dos cidadãos", criticou.

Nas preocupações do partido ecologista e que constam da moção estratégica estão ainda "a defesa e necessidade de reforçar os serviços públicos".

Relativamente às próximas eleições legislativas, que se realizarão em setembro ou outubro deste ano, e que Os Verdes concorrem em coligação com o PCP no quadro da CDU (Coligação Democrática Unitária), Manuela Cunha disse que "a alternância governativa [entre PS e PSD/CDS-PP] tem que parar" e que é "tempo de se construir uma alternativa".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório