Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 27º

Edição

Fundador do PSD ameaça abandonar partido

O fundador do Partido Social Democrata (PSD), Miguel Veiga, que pondera apoiar a candidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto, assegura esta quinta-feira ao jornal i que não se sujeitará a uma possível expulsão como prevêem os estatutos do partido.

Fundador do PSD ameaça abandonar partido

A forte possibilidade de alguns militantes do PSD apoiarem uma eventual candidatura do presidente da Associação Comercial do Porto, Rui Moreira, à Câmara Municipal do Porto contra o candidato social-democrata Luís Filipe Menezes, está a provocar desentendimentos dentro do partido.

O fundador do PSD Miguel Veiga é um deles, justificando que por não se rever na candidatura de Menezes não votará no candidato social-democrata. Por outro lado, admite ao jornal i que está “muito ligado ao dr. Rui Moreira”, uma pessoa que aprecia muito.

Mas a posição de Miguel Veiga e de outros notáveis do PSD, como o ex-ministro Valente de Oliveira, pode valer-lhes a expulsão, como garantiu no início da semana ao Jornal de Notícias (JN) o presidente do Conselho Nacional de Jurisdição do PSD, Calvão da Silva, avisando que serão cumpridos os estatutos do partido aos militantes que sejam “mandatários ou apoiantes de uma candidatura adversária”.

Declarações que o histórico do PSD encara como “uma ameaça” e prova de que “na candidatura de Luís Filipe Menezes andam muito nervosos”.

Quanto à possibilidade de ser expulso, Miguel Veiga afirma que se “se vier a colocar esse caso”, ele próprio sai do PSD.

Até agora, os candidatos conhecidos à Câmara do Porto nas próximas autárquicas: são Manuel Pizarro, pelo PS, e Luís Filipe Menezes, pelo PSD, sendo que ainda autarca de Gaia não contará com o apoio dos centristas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório