Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2024
Tempo
17º
MIN 12º MÁX 17º

"Vamos mexer nos escalões de IRS", afirma António Costa

Em entrevista ao ‘Jornal das 8’ da TVI, António Costa voltou a reforçar a tese de que é “necessário virar a página da austeridade sem romper com a Europa”.

"Vamos mexer nos escalões de IRS", afirma António Costa
Notícias ao Minuto

21:02 - 06/05/15 por Notícias Ao Minuto

Política Entrevista

António Costa disse estar confiante no sucesso das medidas descritas no relatório macroeconómico apresentado pelo Partido Socialista (PS).

Em entrevista ao ‘Jornal das 8’ da TVI, o secretário-geral socialista destaca que as propostas constantes no relatório permitem o cumprimento dos compromissos de Portugal com a Europa.

“Este relatório é o segundo passo da construção de uma alternativa segura que temos vindo a construir”, disse o socialista, destacando que o documento se baseia “num conjunto de políticas a médio e longo prazo” e que “veio dizer que é ou não possível virar a página da austeridade sem romper com a Europa”.

Relativamente às decisões económicas do Executivo liderado por Pedro Passos Coelho, Costa diz que “ao fim de quatro anos, as duas grandes promessas feitas por este Governo não foram alcançadas. A primeira foi o relançamento da economia e a segunda a criação de emprego – hoje estamos com uma taxa de desemprego muito grande”.

António Costa criticou ainda o facto de a dívida pública ser agora “bastante maior do que há quatro anos atrás”. “A estratégia de austeridade que foi apresentada como salvação, fracassou”, frisou.

“O relatório diz que para vencermos a crise temos que virar a página da austeridade, dando prioridade a um conjunto de políticas que criem emprego”, destacou.

Sobre alguns pontos em concreto, o antigo autarca de Lisboa referiu que “vamos mexer nos escalões de IRS para alterar a progressividade”, “introduzir um novo imposto sobre as heranças acima de um milhão de euros” e a “redução temporária da TSU sobre trabalhadores para aumentar o rendimento disponível das famílias”.

“No conjunto, é garantido que temos um nível de crescimento superior, mais emprego e uma dívida pública de acordo com os nossos compromissos”, anunciou.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório