Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

"Não vale a pena ter ilusões. Reformar o Estado é despedir"

O novo líder do PSD/Madeira concede esta sexta-feira uma entrevista ao Diário Económico. Na conversa, Miguel Albuquerque sustenta que ?reformar o Estado é despedir funcionários?.

"Não vale a pena ter ilusões. Reformar o Estado é despedir"

Miguel Albuquerque vai disputar as eleições na Madeira a 29 de Março. O sucessor de Alberto João Jardim na liderança do PSD/Madeira afirma que não vale a pena iludir os portugueses, dizendo que para reduzir o peso do Estado nas contas públicas, o tão afamado projeto de reforma da Função Pública, será sempre necessário "despedir" trabalhadores.

“[A reforma do Estado] é despedir funcionários públicos, não vale a pena estar com ilusões, 78% da despesa do Estado é com pessoal", argumenta o novo líder social-democrata da Madeira.

Como tal, considera Albuquerque que o Governo deveria ter criado um fundo, fora do quadro do Orçamento do Estado, para assegurar despedimentos, considerando que nessa altura Passos Coelho estaria em condições para tirar “10, 15, 20, 30, 40 mil pessoas".

Sobre a presidência de Alberto João Jardim, com as eleições locais marcadas para dia 29 do próximo mês, defende que apesar de ambicionar uma maioria absoluta esta “não significa autoritarismo”, em clara alusão a forma de governar do seu antecessor.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório