Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

"Tudo farei para que Passos não ganhe as eleições"

António Capucho está “em reflexão” e, meses depois de ter sido expulso do PSD, o histórico social-democrata admite virar-se para o Partido Socialista (PS). Pelo menos, defende em entrevista ao i, não hesitará em votar em António Costa se mais nenhuma formação política lhe agradar. Mas uma coisa é certa: tudo fará “para que Passos Coelho não ganhe” as próximas eleições.

"Tudo farei para que Passos não ganhe as eleições"

“Admito empenhar-me [na campanha eleitoral]. Disso não tenho dúvida”. Esta é, para já, a única certeza política de António Capucho. Meses depois de ter sido expulso do PSD, o antigo ministro de Sá Carneiro defende que “nenhuma das alternativas” políticas que se colocam “preenchem” as suas “expectativas”. Mas há uma para a qual está mais ‘virado’.

“Neste momento estou relativamente mais próximo, em termos de voto útil do Partido Socialista – já o fiz nas eleições para o Parlamento Europeu”, sublinha.

Embora revele que, num primeiro momento, tenha considerado o projeto Nós Cidadãos “muito interessante”, o sentido político está virado mais para os ‘rosa’. “Se, de facto, nenhuma outra formação política me der garantias de ser o voto útil, não terei a mínima hesitação em votar no Partido Socialista e no António Costa”, justifica.

Mas uma coisa é certa: António Capucho tem “uma fortíssima convicção de que o pior que pode acontecer ao país é o Pedro Passos Coelho ganhar as próximas eleições. Tudo farei para que ele não as ganhe”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório