Meteorologia

  • 28 MAIO 2020
Tempo
30º
MIN 20º MÁX 33º

Edição

"Passos pode fazer esforços para ganhar votos mas não os terá"

No seu último artigo de opinião no Diário de Notícias, Mário Soares traça uma retrospetiva do ano. Em termos internacionais, Soares destaca Obama e o Papa Francisco. Internamente, o socialista aborda os discursos dissonantes de Cavaco e Passos, afirmando-se convicto de que o primeiro-ministro não vencerá as próximas eleições.

"Passos pode fazer esforços para ganhar votos mas não os terá"

Mário Soares, no seu habitual artigo de opinião no Diário de Notícias, escreve esta semana sobre o ano que finda. No seu texto, o histórico socialista destaca duas figuras que considera terem tido um papel importante no plano internacional. Barack Obama, pelas medidas que tomou enquanto presidente dos Estados Unidos, e o Papa Francisco, pela mensagem que deixa ao Mundo.

No entanto, virando-se numa segunda parte do seu artigo para a atualidade interna, o ‘pai da Democracia portuguesa’, destaca a dissonância existem nas mensagens de Natal de Cavaco Silva e de Pedro Passos Coelho. Para o socialista, Passos pode pedir votos com o seu discurso, “mas não os terá”.

“O Presidente da República, sempre tão calado, invocando o Natal, limitou-se a dizer, com apreensão, que o novo ano vai ser bastante difícil. É evidente que vai, dada a pobreza das pessoas e a carência de dinheiro que o Estado parece ter mantido, bem como a austeridade, que ‘mata’”, destaca num primeiro ponto Soares.

Porém, em sentido inverso, como que em termo comparativo, o antigo Presidente e primeiro-ministro diz que mensagem de Passos Coelho transmitiu a ideia de um país “de vento em popa”.

“O primeiro-ministro fez um discurso completamente diferente: tudo vai de vento em poupa, cada vez melhor, segundo Sua Excelência. Esqueceu-se da pobreza da maior parte dos portugueses”, atira Soares.

Por fim, dando a ideia que falta ainda pagar o grosso do resgate de Portugal, Soares diz-se esperançado que o país reconheça a necessidade de mudança política no país, afirmando que “bem pode Passos Coelho fazer esforços para ganhar votos. Não os terá”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório