Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 27º

Pedro Nuno considera que "não vale a pena" Bugalho vitimizar-se

O líder socialista considerou hoje que o cabeça de lista da AD às europeias não deve vitimizar-se após atacar todos os opositores, enquanto a candidata socialista se escusou a pedir desculpas ao opositor e a fazer um caso.

Pedro Nuno considera que "não vale a pena" Bugalho vitimizar-se
Notícias ao Minuto

17:16 - 29/05/24 por Lusa

Política Europeias

Pedro Nuno Santos, que se juntou à cabeça de lista do PS às europeias, Marta Temido, durante uma ação de campanha em Portimão, foi questionado sobre a exigência de um pedido de desculpas feita por Sebastião Bulgalho à candidata socialista por lhe ter chamado imaturo no debate na RTP, na terça-feira. Em causa estava a afirmação de Bugalho de que a visita do Presidente da Ucrânia se traduziu num "dia de festa" para Portugal.

"Não me parece que seja caso para isso [para pedir desculpas] e todos os portugueses perceberam muito bem do que é que estávamos a falar", respondeu, enfatizando que não classifica candidatos, mas "quando muito as leituras".

Para Marta Temido, uma coisa é celebrar o fim de uma guerra, outra é fazer "uma festa da visita de um Presidente de um país que está em guerra a pedir ajuda militar" e deixou um pedido: "não vamos fazer deste caso um caso".

Pedro Nuno Santos também respondeu a esta questão para dizer que Sebastião Bugalho "está agora a vitimizar-se e esteve toda a pré-campanha a atacar, a atacar todos os candidatos, os partidos".

"Não vale a pena vitimizar-se. A vinda do Presidente da Ucrânia não é nenhuma festa. Ponto final. Não há sobre essa matéria mais nenhuma questão e era importante que o cabeça de lista da AD não se procurasse vitimizar porque não é um fato que lhe fique bem porque na realidade aquilo que tem estado sistematicamente a fazer durante toda a campanha é a atacar os adversários", enfatizou.

Para o líder do PS, o candidato da AD "tem que se acostumar a aquilo que é o combate político".

"E, de facto, não é uma festa nenhuma, é um Presidente de um país invadido, que está em guerra, que está a procurar apoio e veio a Portugal nessa condição", defendeu.

Esta manhã, no final de uma visita ao mercado de Setúbal, Sebastião Bugalho foi questionado sobre o momento que marcou o debate entre os oito candidatos às europeias de 09 de junho, na terça-feira à noite na RTP.

Nesse debate, o cabeça de lista da AD às europeias considerou que a visita do Presidente da Ucrânia a Portugal traduziu-se num "dia de festa", com Marta Temido a acusá-lo de "brutal imaturidade" por essa afirmação.

"Lamento que a candidata Marta Temido tenha considerado uma imaturidade o momento em que eu disse que devíamos festejar o facto de o Zelensky estar em Portugal, no dia em que o líder do seu partido disse que devíamos comemorar a vitoria ucraniana", afirmou.

E acrescentou: "Como tenho a certeza que a dra. Marta Temido não queria chamar imaturo ao dr. Pedro Nuno Santos, continuo à espera de um pedido de desculpas dela", apelou.

Leia Também: Pedro Nuno avisa que PS não define voto no Orçamento com pressões

Recomendados para si

;
Campo obrigatório