Meteorologia

  • 20 JUNHO 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 22º

AO MINUTO: Bugalho acusado de "cinismo"; Bloco? "Partido eurosonso"

Acompanhe AO MINUTO o arranque da campanha para as eleições europeias. Maioria dos partidos concentrados em Lisboa, com a exceção da AD, PS e Chega, que dedicarão o dia a distritos a sul do Tejo.

AO MINUTO: Bugalho acusado de "cinismo"; Bloco? "Partido eurosonso"
Notícias ao Minuto

10:59 - 27/05/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Política Europeias

A campanha oficial para as eleições europeias começa esta segunda-feira, com a maioria dos partidos concentrados em Lisboa, com a exceção da AD, PS e Chega, que dedicarão o dia a distritos a sul do Tejo.

Na sua primeira ação de campanha, o cabeça de lista da Aliança Democrática (AD), Sebastião Bugalho, vai ter um dia preenchido, com cinco ações no sul do país. Terminará o dia em Évora, onde também vai estar o presidente do partido e primeiro-ministro, Luís Montenegro. O Chega também estará no Algarve e no Alentejo.

A caravana do PS terá o dia mais intenso entre todos os partidos, também ele a sul do Tejo e unicamente no distrito de Setúbal. O dia acaba com um comício em Almada, que também contará com uma intervenção do líder socialista, Pedro Nuno Santos.

De resto, todos os partidos com assento parlamentar terão iniciativas no distrito de Lisboa.

Fim de cobertura

Notícias ao Minuto | há 3 semanas

Boa noite! Fechamos aqui a cobertura do primeiro dia de campanha para as eleições Europeias. Muito obrigado por ter estado connosco.

CDU quer que registo de patentes seja obrigatoriamente feito em português

Lusa | há 3 semanas

O cabeça de lista da CDU às europeias propôs hoje que o registo de patentes em Portugal seja feito obrigatoriamente em português, e não noutra língua, como é admitido atualmente, considerando tratar-se de uma "forma de colonização do país".

Num discurso numa sessão pública sobre cultura, em Lisboa, João Oliveira referiu que a CDU rejeita a "lógica da mercantilização, da homogeneização e da colonização" da cultura, abordando a temática do registo de patentes e da propriedade industrial para exemplificar a posição da coligação sobre este tema.

O candidato indicou que, quando fala em soberania, não está a fazê-lo "na conceção chauvinista do nacionalismo, para se fechar dentro de fronteiras", mas para afirmar que essa conceção de identidade nacional "se constrói na interação, no diálogo, na cooperação com outros, com as suas culturas".

"Ser socialista ou outra coisa qualquer à direita não é a mesma coisa"

Lusa | há 3 semanas

O secretário-geral do PS defendeu hoje que "ser socialista ou ser outra coisa qualquer à direita não é a mesma coisa" e que nestas europeias estão em confronto as visões distintas que PS e AD têm da sociedade.

Pedro Nuno Santos, cuja participação na campanha para as europeias será intensa, fez questão de participar no comício do primeiro dia oficial que reuniu na Incrível Almadense, em Almada, diferentes rostos do partido, entre os quais os ainda eurodeputados Pedro Silva Pereira e Margarida Marques.

O líder do PS fez questão de traçar uma linha clara entre o seu partido e a AD, apontando a "diferença enorme" entre estas duas forças políticas.  

IL acusa BE de ser "partido eurosonso" por apoiar Ucrânia com condições

Lusa | há 3 semanas

O cabeça de lista da Iniciativa Liberal às eleições europeias, João Cotrim de Figueiredo, acusou hoje o Bloco de Esquerda de ser um "partido eurosonso" por apoiar a luta da Ucrânia, mas com condições.

Num jantar-comício em Lisboa, naquele que é o primeiro dia oficial de campanha para as eleições europeias, o candidato liberal lançou duras críticas à oposição, nomeadamente ao BE, por apoiar a Ucrânia "mas com 'mas'".

"É um partido a que eu chamo eurosonso porque o apoio do BE à luta do povo ucraniano é um dos tais apoios 'mas', ou seja, apoia a Ucrânia, mas era interessante que houvesse uma solução que permitisse a paz com base na neutralidade da Ucrânia", afirmou durante um discurso de cerca de 20 minutos.

Segundo João Cotrim de Figueiredo, não compete ao BE dizer o que compete à Ucrânia, portanto, "isso é uma sonsice".

Pedro Nuno acusa Governo de simular diálogo sobre habitação

Lusa | há 3 semanas

O secretário-geral socialista acusou hoje o Governo de estar "em permanente campanha" e fazer uma "simulação de diálogo" sobre a habitação porque o objetivo era mais um Conselho de Ministros "a marcar o início da campanha" das europeias.

Pedro Nuno Santos subiu hoje ao palco da Incrível Almadense, em Almada, para encerrar o comício do primeiro dia de campanha para as eleições europeias e elegeu como alvo o Governo de Luís Montenegro.

"Temos um Governo em Portugal que combate intensamente o Governo anterior, mas que está também em permanente campanha. Um Governo que faz vários Conselhos de Ministros por semana, nunca sabemos se de manhã, se à tarde, se é na segunda-feira, se na quarta-feira", ironizou.  

Tânger quer dar a conhecer trabalho dos eurodeputados pelas redes sociais

Lusa | há 3 semanas

O cabeça de lista do Chega às eleições europeias quer dar a conhecer, através das redes sociais, o trabalho que os eurodeputados do partido farão no Parlamento Europeu.

"Como nós fazemos hoje em dia relativamente às redes sociais, em que fazemos 'podcasts', em que nos fazemos filmes, em que fazemos comunicações para os portugueses através das redes sociais, nós vamos fazer exatamente a mesma coisa a partir de Bruxelas com conteúdo diferente", disse António Tânger Corrêa antes de uma arruada em Albufeira, no Algarve.

O antigo embaixador disse que o objetivo desta interação é também pedir contributos aos portugueses sobre as ações que os eurodeputados devem tomar, além de explicar "o que se passa em Bruxelas".

BE acusa UE e Governo de cinismo sobre Gaza e pede "sobressalto cívico"

Lusa | há 3 semanas

 A cabeça de lista do BE às eleições europeias acusou hoje a União Europeia e o Governo de cinismo na postura que assumem quanto ao conflito israelo-palestiniano e o líder parlamentar bloquista pediu à Europa um "sobressalto cívico".

No primeiro jantar-comício do BE na campanha oficial para as eleições europeias de 9 de junho, na Escola Secundária da Portela, freguesia de Moscavide, concelho de Loures, em Lisboa, Catarina Martins lembrou que o Tribunal Penal Internacional (TPI) já exigiu que Israel se retirasse de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, local onde um ataque israelita atingiu recentemente um campo de deslocados.

Catarina Martins acusa Bugalho de cinismo sobre direitos das mulheres

Lusa | há 3 semanas

A cabeça de lista do BE às eleições europeias acusou hoje o candidato da Aliança Democrática (AD), Sebastião Bugalho, de manifestar confusão e cinismo quanto aos direitos das mulheres, num discurso no qual também deixou críticas à socialista Marta Temido.

No primeiro jantar-comício da campanha oficial para as eleições europeias de 09 de junho, Catarina Martins dedicou uma boa parte do seu discurso aos direitos das mulheres, considerando que este é "o grande debate" deste sufrágio.

"Quando Sebastião Bugalho diz que se levantará para defender os direitos das mulheres, nós sabemos que este é o cinismo de quem se está a querer sentar ao lado da extrema-direita, com quem a sua candidata a presidente da Comissão Europeia [Úrsula Von der Leyen] já está a negociar a comissão e os cargos oficiais. Quem se senta na direita ao lado da extrema-direita não se levanta pelos direitos das mulheres", acusou.  

Madeira. IL considera "uma encenação" solução de governo PS com JPP

Lusa | há 3 semanas

O presidente da Iniciativa Liberal classificou hoje de "encenação e momento teatral" a apresentação de "uma solução de governo conjunta" pelo PS e JPP para a Madeira, alegando que "não tem qualquer viabilidade política".

"Temos um enorme respeito pelos madeirenses e, portanto, com esse enorme respeito não faz muito sentido comentar encenações e momentos teatrais que não têm nenhuma possibilidade de trazer novidade ao panorama político", afirmou Rui Rocha à entrada para um jantar-comício, em Lisboa, naquele que é o primeiro dia de campanha oficial para as eleições europeias de 9 de junho.

O líder liberal disse ainda que se PS e JPP "queriam fazer uma encenação podiam ter convidado também o BE e o PCP porque o resultado seria exatamente o mesmo".

"Quem afinal não consegue governar sem a extrema-direita é o PS"

Lusa | há 3 semanas

O candidato da AD às europeias acusou hoje o PS de não conseguir governar nem ter "futuro na democracia portuguesa" sem o Chega e defendeu que será pior para os socialistas perder as europeias do que a coligação.

Num comício em Évora, Sebastião Bugalho disse querer fazer campanha com moderação e "sem ataques pessoais e remoques", mas deixou críticas à postura do PS, depois de os socialistas terem passado meses "a exigir a Luís Montenegro que não governasse com o Chega".

"Temos uma novidade que é um facto consumado: afinal quem não consegue governar sem a extrema-direita é o PS, quem afinal não consegue fazer uma campanha para as europeias sem a extrema-direita é o PS, quem não consegue aprovar nada no parlamento sem o Chega é o PS. Quem afinal não tem futuro na democracia portuguesa sem o Chega é o PS", acusou.

Leia mais aqui.

Acordo na Madeira? "Uma coisa é certa: o PSD também não tem maioria"

Márcia Guímaro Rodrigues | há 3 semanas

O secretário-geral do Partido Socialista (PS), Pedro Nuno Santos, destacou, esta segunda-feira, que o PSD Madeira "também não tem maioria" após as eleições de domingo e defendeu que o acordo entre o PS Madeira e o JPP insere-se numa "democracia parlamentar". 

"O PSD também não tem maioria. O que temos de aceitar e perceber é que os grupos parlamentares conversam e tentam encontrar e construir entendimentos. É assim que funciona uma democracia parlamentar", disse, em declarações aos jornalistas, em Almada.

Pedro Nuno Santos disse ser "necessário encarar a democracia como ela está prevista na Constituição". "Se o PS e outros grupos parlamentares não têm maioria, uma coisa é certa: o PSD também não tem maioria", atirou.

O responsável rejeitou ter "dado indicações" para a decisão do PS Madeira e reiterou que "não interfere nas decisões" do partido local. "Eu apoio as decisões que o PS Madeira tomar. Nós estamos ao lado do PS Madeira. Eu não participo nas negociações, no diálogo, que são feitas no quadro da Região Autónoma da Madeira", frisou.

Madeira. Pedro Nuno pede a Montenegro para não enganar portugueses

Madeira. Pedro Nuno pede a Montenegro para não enganar portugueses

O secretário-geral do PS pediu hoje ao primeiro-ministro para não enganar os portugueses quanto ao que diz a Constituição sobre as eleições nas regiões autónomas.

Lusa | 22:02 - 27/05/2024

Acordo na Madeira? "Os derrotados estão concentrados em geringonçar"

Lusa | há 3 semanas

O primeiro-ministro acusou hoje os derrotados das várias eleições de estarem "mais ocupados em geringonçar uns com os outros" do que em ser oposição construtiva e prometeu manter a "dinâmica do Governo" após as europeias.

Enquanto nós vencermos eleições, nós vamos governar: nós os vencedores das eleições estamos concentrados em governar, os derrotados das eleições estão concentrados em geringonçar

Luís Montenegro acusou os que perderam as eleições de manterem "uma postura de altivez e arrogância".

"Projeto europeu está em risco" devido a "ambiente de guerra, de ódio"

Lusa | há 3 semanas

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, avisou hoje que "o projeto europeu está risco" perante um "ambiente belicista de guerra, de violência, de ódio e de divisão", salientando a importância do voto no dia 9.

Montenegro confiante na 5.ª vitória eleitoral seguida. "Estamos a lutar"

Lusa | há 3 semanas

O presidente do PSD e primeiro-ministro, Luís Montenegro, mostrou-se hoje confiante na quinta vitória eleitoral consecutiva, apesar de admitir que o desafio das europeias "é difícil".

"O nosso desafio é difícil, porque nós vencemos quatro eleições seguidas e não é fácil vencer cinco, mas nós estamos a lutar por isso", afirmou aos jornalistas em Évora, onde hoje se juntou ao candidato da Aliança Democrática (AD), o independente Sebastião Bugalho, no primeiro dia da campanha.

Acompanhe aqui o comício de Montenegro e Bugalho em Évora

Anabela Sousa Dantas | há 3 semanas

Pode acompanhar a emissão em direto abaixo:

"Bugalho tem feito uma campanha extraordinária de contacto com pessoas"

Daniela Filipe | há 3 semanas

O primeiro-ministro, Luís Montenegro, considerou, esta segunda-feira, que o cabeça de lista pela Aliança Democrática (AD), Sebastião Bugalho, "uma campanha extraordinária de contacto com as pessoas", tendo apelado a que os votantes da coligação identifiquem "bem o local onde colocar a cruzinha", por forma a evitar equívocos como os que ocorreram nas eleições Legislativas.

"Acredito que podemos aproveitar a embalagem das eleições Legislativas, que mostraram que os portugueses estão mais motivados para participar. Naturalmente faremos a nossa parte. [...] O Sebastião Bugalho tem feito uma campanha extraordinária de contacto com as pessoas, de esclarecimento dos pontos principais que nos levam a perspetivar um mandato no parlamento europeu nos próximos cinco anos", disse, em declarações aos jornalistas.

O chefe do Governo salientou ainda ser "importante que as pessoas possam exprimir a sua vontade autêntica", devendo, por isso, "identificar bem o local onde colocar a cruzinha", que "tem os três símbolos dos partidos" que compõe a coligação. Isto porque, recorde-se, houve relatos de que alguns votantes nas eleições Legislativas se equivocaram e selecionaram o partido ADN, ao invés da AD.

Montenegro realçou também que "a meta é vencer", mas reconheceu ser necessário "ter humildade democrática e é preciso lutar pela confiança das pessoas".

O responsável escusou-se ainda a abordar a visita do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, que deverá chegar a Portugal amanhã à tarde.

Algarve? "1/4 da população é estrangeira. Questão tem de ser tratada"

Daniela Carrilho | há 3 semanas

O líder do Chega, André Ventura, está em Albufeira em campanha eleitoral para as Europeias deste ano, focando o tema da imigração.

"Ainda hoje tivemos notícias que, pela primeira vez, Portugal ultrapassou um milhão de imigrantes. A par disto, temos centenas de milhares por regularizar, com processos pendentes e o Algarve é uma das regiões que mais tem sentido isto. Eu recordo que 1/4 da população do Algarve já é estrangeira. E esta é uma questão que tem de ser tratada", afirma Ventura.

A par deste "problema", o presidente do Chega diz ainda que o Algarve tem sido também das regiões onde mais se sente "a distância face ao poder político" e "onde os cidadãos mais desconfortáveis se sentem".

Além disso, Ventura aborda ainda as questões da criminalidade, recordando que "o Algarve aumentou quase 20% na criminalidade grave", de acordo com um relatório, afirmando que este é "um cenário grave" e salientando que os partidos devem estar ao lado das pessoas para resolver os problemas da sociedade.

Apoio à Ucrânia. "A guerra não é um jogo de Playstation"

Daniela Carrilho | há 3 semanas

Numa ação em Moscavide, Catarina Martins (Bloco de Esquerda) comentou a visita do presidente Volodymyr Zelensky a Portugal, considerando que "a Ucrânia tem de ter apoio para defender o seu território e para um desenho de uma estratégia para a paz".

Além disso, acusou Rui Rocha, líder da IL, de mentir ao dizer que o BE vacilava sobre o apoio ao país invadido pela Rússia.

"É absolutamente mentira. A IL não devia dizer o que sabe que não é verdade. O BE é o partido português que mais consistentemente denunciou sempre o regime de Putin", salientou, acrescentando a defesa pelos refugiados para que "fossem bem acolhidos".

"A guerra não é um jogo de Playstation. É preciso mesmo conversações e empenho para que haja paz. A escalada militar só vai matar mais pessoas", declarou ainda Catarina Martins, dizendo que levará o mote da paz e da guerra, inclusivamente no caso de apoio à Palestina, pela sua campanha eleitoral.

Partidos recusam fazer previsões de resultados

Lusa | há 3 semanas

O primeiro dia da campanha eleitoral para as europeias arrancou hoje com as forças concorrentes a recusarem comprometer-se com previsões de resultados ou a comentar as eleições regionais de domingo na Madeira.

Acampanha oficial para as eleições europeias começou hoje com a maioria dos partidos concentrados em Lisboa, à exceção da AD, PS e Chega, que dedicaram o dia a distritos a sul do Tejo.

Em Olhão, no Algarve, o cabeça de lista da Aliança Democrática (AD), Sebastião Bugalho, escusou-se a falar das eleições de domingo na Região Autónoma da Madeira, onde um dos partidos que faz parte da AD, o PSD, ficou em primeiro lugar mas sem maioria absoluta.

Leia o artigo completo aqui.  

Bugalho diz que estará "em espírito e politicamente" com Zelensky

Lusa | há 3 semanas

O candidato da AD às eleições europeias disse que estará na terça-feira "em espírito e politicamente" com o Presidente da Ucrânia e assegurou não temer que a campanha seja ofuscada pela presença de Volodymyr Zelensky em Portugal.

"Se a guerra terminasse amanhã com a vitória ucraniana e isso e ofuscasse a minha campanha, só poderia ficar feliz", afirmou Sebastião Bugalho, em declarações aos jornalistas, à margem de uma visita a uma herdade em Reguengos de Monsaraz.

"Política submissa à UE empurrou país para desvalorização de salários"

Daniela Carrilho | há 3 semanas

O cabeça de lista da CDU, João Oliveira, está numa ação de campanha em Lisboa, em comemoração dos 50 anos da criação do salário mínimo nacional.

"A política de direita, executada pelas políticas de PS, PSD e CDS, sob orientação e de forma submissa às políticas da UE, tem empurrado o país para o caminho contrário, da desvalorização dos salários, da diminuição do seu peso na distribuição da riqueza nacional, do empobrecimento dos trabalhadores e do agravamento da divergência face aos salários dos países mais desenvolvidos na UE", começou por dizer.

No que diz respeito às diferentes políticas da UE sobre os salários, "somos contra e a favor". "Somos contra o nivelamento por baixo dos direitos sociais e laborais e somos a favor na convergência do progresso das condições de vida e de trabalho numa Europa dos trabalhadores e dos povos que seja de desenvolvimento e de progresso social", acrescentou.

Quase 98 mil inscritos para voto antecipado em Portugal

Lusa | há 3 semanas

Um total de 97.386 eleitores inscreveram-se até às 12:00 de hoje para exerceram antecipadamente o seu direito de voto no dia 02 de junho, disse à agência Lusa fonte do Ministério da Administração Interna (MAI).

Segundo o MAI, o voto antecipado em mobilidade, no domingo 02 de junho, é permitido a todos eleitores recenseados no território nacional, numa mesa de voto à sua escolha e a inscrição pode ser feita até quinta-feira, dia 30.

Portugal registou, nas europeias de 2019, a pior taxa de abstenção (68,6%) desde que pertence à União Europeia, em contraciclo com a participação na Europa - cerca de 50%.

Participação de Pedro Nuno Santos na campanha de Temido é "essencial"

José Miguel Pires | há 3 semanas

Marta Temido, cabeça de lista do Partido Socialista às Eleições Europeias, admitiu que "é sempre exigente" fazer campanha eleitoral, prometendo "fazer sempre o possível" para chegar às pessoas.

"O nosso secretário-geral é absolutamente essencial para nos motivar, para nos animar e poder falar de uma dimensão nacional da nossa política", disse, sobre contar com o apoio de Pedro Nuno Santos na sua campanha. "Temos que garantir que os temas nacionais e a sua ligação aos temas europeus é mantida", continuou.

Temido diz que é essencial poder contar com presença de Pedro Nuno

Temido diz que é essencial poder contar com presença de Pedro Nuno

A cabeça de lista do PS às eleições europeias, Marta Temido, considerou hoje essencial contar com a presença de Pedro Nuno Santos no comício desta noite, que marca o primeiro dia de campanha oficial.

Lusa | 17:29 - 27/05/2024

Marta Temido, antiga ministra da Saúde, confessou que as pessoas a têm recebido com muito "carinho" e "interesse". "Também há uma ou outra reação que não podemos deixar de ouvir, interpretar e referir, também. Por vezes, uma reação ainda de insatisfação e necessidade de maior esclarecimento, mas a Democracia é isto, a campanha eleitoral é isto", acrescentou, em declarações aos jornalistas.

Para Temido, a visita de Zelensky é uma notícia "muito aguardada" e "mostra um caminho que é para continuar a percorrer", afastando "reticências" sobre a inclusão da Ucrânia na União Europeia.

"A parte ecológica é um dos nossos pilares, é o nosso forte"

José Miguel Pires | há 3 semanas

O cabeça de lista do Livre às Eleições Europeias, Francisco Paupério, esteve numa ação de campanha em Sintra, para defender a criação de uma Lei do Restauro da Natureza.

"Vamos, neste mandato, forçar e tentar negociar ainda com mais ambição as perspetivas para esta lei passar no Parlamento Europeu", apesar de estar "pausada" no Conselho Europeu.

"Pretendemos mostrar neste início de campanha que a parte ecológica é um dos nossos pilares, é o nosso forte", defendeu, em declarações à RTP, listando também a criação de um "comissário dos oceanos" como uma das propostas do partido.

Debate entre AD, PS, IL e Livre na SIC foi o mais visto

Lusa | há 3 semanas

O primeiro debate televisivo, entre a AD, PS, IL e Livre, transmitido pela SIC, foi o mais visto dos seis debates a quatro, com uma audiência média de 852.000 telespetadores e um 'share' de 17,3%, segundo a Universal McCann.

Europeias. Debate entre AD, PS, IL e Livre na SIC foi o mais visto

Europeias. Debate entre AD, PS, IL e Livre na SIC foi o mais visto

O primeiro debate televisivo, entre a AD, PS, IL e Livre, transmitido pela SIC, foi o mais visto dos seis debates a quatro, com uma audiência média de 852.000 telespetadores e um 'share' de 17,3%, segundo a Universal McCann.

Lusa | 15:12 - 27/05/2024

Madeira. JPP diz que está a preparar "cenários de estabilidade"

Lusa | há 3 semanas

O secretário-geral do Juntos pelo Povo (JPP), Élvio Sousa, disse hoje que está a preparar "cenários de estabilidade" para o executivo na sequência das eleições regionais de domingo, pedindo confiança aos madeirenses quanto à sua "capacidade de governança".

Madeira. JPP diz que está a preparar

Madeira. JPP diz que está a preparar "cenários de estabilidade"

O secretário-geral do Juntos pelo Povo (JPP), Élvio Sousa, disse hoje que está a preparar "cenários de estabilidade" para o executivo na sequência das eleições regionais de domingo, pedindo confiança aos madeirenses quanto à sua "capacidade de governança".

Lusa | 15:02 - 27/05/2024

"Absurdo". Chega arranca campanha a defende maior controlo da "imigração"

Lusa | há 3 semanas

O Chega arrancou hoje a campanha eleitoral para as eleições europeias no sudoeste alentejano, defendendo maior controlo à imigração e a priorização de estrangeiros que falem português e partilhem a "matriz cultural".

"Absurdo". Chega arranca campanha a defende maior controlo da "imigração"

 O Chega arrancou hoje a campanha eleitoral para as eleições europeias no sudoeste alentejano, defendendo maior controlo à imigração e a priorização de estrangeiros que falem português e partilhem a "matriz cultural".

Lusa | 14:54 - 27/05/2024

IL identifica "a abstenção" como o "grande aniversário"

José Miguel Pires | há 3 semanas

Durante uma arruada em Lisboa, o cabeça de lista da Iniciativa Liberal às Eleições Europeias, João Cotrim Figueiredo, defendeu que o partido "não está aqui para fazer política nacional à custa das políticas europeias".

Quer, sim "que a Europa cresça, seja um espaço de liberdade, paz e prosperidade, porque isso beneficia Portugal". Para Cotrim Figueiredo, é preciso "reconhecer" que "não vemos projetos com o mesmo tipo de consistência, e portanto elegemos, a partir dos últimos dias, que o grande adversário é a abstenção", é "as pessoas não perceberem a importância das eleições europeias".

Para Cotrim Figueiredo, existe, agora, uma "excelente oportunidade, um pouco à semelhança do que se passou na Madeira", para que "aquilo que tem sido um crescimento de determinadas forças em Portugal deixasse de acontecer, referindo-se ao Chega.

O líder do partido, Rui Rocha, que se encontrava a acompanhar a arruada, rejeitou fazer comparações entre as eleições regionais na Madeira e as eleições ao Parlamento Europeu. "São eleições manifestamente diferentes, há sempre questões próprias das regiões".

"Temos que ter políticas diversas para poder potenciar riqueza do mar"

Lusa | há 3 semanas

O cabeça de lista da Aliança Democrática (AD) às europeias, Sebastião Bugalho, defendeu hoje em Olhão, no Algarve, que Portugal deve ter mais políticas relacionadas com o mar para criar riqueza para os seus cidadãos.

"Temos que ter políticas diversas para poder potenciar riqueza do mar"

O cabeça de lista da Aliança Democrática (AD) às europeias, Sebastião Bugalho, defendeu hoje em Olhão, no Algarve, que Portugal deve ter mais políticas relacionadas com o mar para criar riqueza para os seus cidadãos.

Lusa | 13:24 - 27/05/2024

Livre quer defesa de maior aposta da UE na "mobilidade sustentável"

Lusa | há 3 semanas

O cabeça de lista do Livre às europeias, Francisco Paupério, arrancou a campanha de barco para defender mais investimento europeu na mobilidade sustentável e transição energética, numa viagem que disse provar como essa aposta serve as pessoas.

Livre quer defesa de maior aposta da UE na

Livre quer defesa de maior aposta da UE na "mobilidade sustentável"

 O cabeça de lista do Livre às europeias, Francisco Paupério, arrancou a campanha de barco para defender mais investimento europeu na mobilidade sustentável e transição energética, numa viagem que disse provar como essa aposta serve as pessoas.

Lusa | 13:08 - 27/05/2024

MAS quer UE a cortar relações económicas e a isolar Israel

Lusa | há 3 semanas

O cabeça-de-lista do Movimento Alternativa Socialista às europeias defende o corte de relações e o isolamento político de Israel, num "boicote geral ainda mais forte" do que aconteceu contra o regime de apartheid na África do Sul.

MAS quer UE a cortar relações económicas e a isolar Israel

MAS quer UE a cortar relações económicas e a isolar Israel

O cabeça-de-lista do Movimento Alternativa Socialista às europeias defende o corte de relações e o isolamento político de Israel, num "boicote geral ainda mais forte" do que aconteceu contra o regime de apartheid na África do Sul.

Lusa | 12:36 - 27/05/2024

MPT apoia defesa europeia e quer diplomacia da UE no conflito da Ucrânia

Lusa | há 3 semanas

O Partido da Terra (MPT) defende a necessidade de apostar mais na diplomacia e na educação para resolver o conflito na Ucrânia, e é favorável à eventual emissão conjunta de divida para financiar a defesa europeia.

MPT apoia defesa europeia e quer diplomacia da UE  no conflito da Ucrânia

MPT apoia defesa europeia e quer diplomacia da UE no conflito da Ucrânia

O Partido da Terra (MPT) defende a necessidade de apostar mais na diplomacia e na educação para resolver o conflito na Ucrânia, e é favorável à eventual emissão conjunta de divida para financiar a defesa europeia.

Lusa | 12:19 - 27/05/2024


  

Ergue-te antevê fim da UE e quer Portugal "poderoso" na Europa das Nações

Lusa | há 3 semanas

O partido Ergue-te, que concorre às eleições europeias de 09 de junho, acredita que a União Europeia (UE) vai desintegrar-se numa década, e considera que Portugal pode ser um país poderoso numa "Europa das nações independentes e soberanas".

Em resposta a um questionário enviado pela Agência Lusa aos partidos que concorrem às próximas eleições europeias, o Ergue-te classificou a UE como "uma organização supranacional ao serviço da finança internacional", entendendo que "o aumento infinito da dívida sem correspondência na criação de riqueza está a determinar o fim deste modelo, sendo de esperar uma desintegração da UE dentro dos próximos cinco a dez anos".

Ergue-te antevê fim da UE e quer Portugal

Ergue-te antevê fim da UE e quer Portugal "poderoso" na Europa das Nações

O partido Ergue-te, que concorre às eleições europeias de 09 de junho, acredita que a União Europeia (UE) vai desintegrar-se numa década, e considera que Portugal pode ser um país poderoso numa "Europa das nações independentes e soberanas".

Lusa | 11:35 - 27/05/2024

PAN quer apoios às energias renováveis "melhor" direcionados

Lusa | há 3 semanas

O cabeça-de-lista do PAN às eleições do Parlamento Europeu defendeu hoje a necessidade de direcionar melhor os apoios às energias renováveis, afirmando que existe dinheiro mas é preciso torná-lo acessível a empresas e famílias.

"Temos de desburocratizar os apoios da Europa" à adoção de energias renováveis e "temos de direcioná-los melhor e torná-los acessíveis a qualquer empresa e a qualquer família", afirmou Pedro Fidalgo Marques, no final de uma visita à 'start up' tecnológica Wind Credible, criadora de turbinas revolucionárias para produzir energia eólica, que marcou o início da campanha eleitoral do partido.

Europeias. PAN quer apoios às energias renováveis

Europeias. PAN quer apoios às energias renováveis "melhor" direcionados

O cabeça-de-lista do PAN às eleições do Parlamento Europeu defendeu hoje a necessidade de direcionar melhor os apoios às energias renováveis, afirmando que existe dinheiro mas é preciso torná-lo acessível a empresas e famílias.

Lusa | 11:45 - 27/05/2024

"São eleições distintas". CDU não teme "transposição" de resultados

Natacha Nunes Costa | há 3 semanas

A CDU arrancou a campanha eleitoral para as Europeias na Amadora, no rescaldo do mau resultado que obteve nas eleições regionais da Madeira.

Apesar da CDU ter perdido a representação política no Parlamento Regional, João Oliveira, o cabeça de lista do partido ao Parlamento Europeu, não teme que isso se reflita nas eleições de 9 de junho.

"São eleições distintas, a comparação não é manifestamente possível de se fazer. Aliás, desde logo, considerando que na Madeira há até uma força política regional que nem sequer concorre para as eleições ao Parlamento Europeu e que, naquele contexto regional, foi até a força política que mais cresceu", lembrou, recordando o crescimento do Juntos pelo Povo (JPP) na Madeira, que passou de cinco para nove deputados, este domingo, 26 de maio.

Leituras europeias do resultado na Madeira? "São realidades diferentes"

José Miguel Pires | há 3 semanas

A cabeça de lista do Bloco de Esquerda (BE) às Eleições Europeias, Catarina Martins, rejeitou tirar ilações do resultado do partido nas eleições regionais na Madeira, no domingo, para as eleições ao Parlamento Europeu - o BE, recorde-se, ficou sem representação parlamentar na Madeira.

"São realidades bastante diferentes, com condições muito diferentes", disse desde Espinho, em declarações à comunicação social, preferindo defender que "é preciso que as pessoas saibam que nas Eleições Europeias se determinam coisas fundamentais para a nossa vida".

Leituras europeias do resultado na Madeira?

Leituras europeias do resultado na Madeira? "São realidades diferentes"

A candidata do BE às Eleições Europeias pediu uma Esquerda "determinada, forte e que vai lutar pelas liberdades de toda a gente".

José Miguel Pires | 10:56 - 27/05/2024

"Pressão" para dar vitória ao PS? "Todas as eleições têm valor próprio"

Carmen Guilherme | há 3 semanas

A campanha oficial para as eleições europeias arrancou esta segunda-feira. Marta Temido falou não só sobre este ato eleitoral, mas também sobre os mais recentes resultados na Madeira. A cabeça de lista do Partido Socialista (PS) às eleições europeias, recusou que os resultados do partido nas eleições legislativas regionais antecipadas na Madeira coloquem "pressão" para uma vitória no ato eleitoral de junho, destacando que "são eleições distintas" e que as europeias são, "talvez, a eleição europeia mais importante das nossas vidas".

"Pressão" para dar vitória ao PS? "Todas as eleições têm valor próprio"

A campanha oficial para as eleições europeias arrancou esta segunda-feira. Marta Temido falou não só sobre este ato eleitoral, mas também sobre os mais recentes resultados na Madeira.

Carmen Guilherme | 10:55 - 27/05/2024


  

Campanha oficial para as eleições europeias começa hoje

Notícias ao Minuto | há 3 semanas

A campanha oficial para as eleições europeias começa hoje com a maioria dos partidos concentrados em Lisboa, com a exceção da AD, PS e Chega, que dedicarão o dia a distritos a sul do Tejo.

Arranca campanha às Europeias: Maioria em Lisboa, AD e PS a sul do Tejo

Arranca campanha às Europeias: Maioria em Lisboa, AD e PS a sul do Tejo

A campanha oficial para as eleições europeias começa hoje com a maioria dos partidos concentrados em Lisboa, com a exceção da AD, PS e Chega, que dedicarão o dia a distritos a sul do Tejo.

Lusa | 06:25 - 27/05/2024

Início de cobertura

Notícias ao Minuto | há 3 semanas

Bom dia! Damos início a um acompanhamento AO MINUTO do primeiro dia de campanha para as eleições europeias.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório