Meteorologia

  • 13 JULHO 2024
Tempo
25º
MIN 15º MÁX 25º

CDS-PP disponível para dialogar com todos os partidos na Madeira

O CDS-PP/Madeira manifestou-se hoje disponível para dialogar com todos os partidos para entendimentos parlamentares que viabilizem o Governo Regional e o orçamento madeirense, e reiterou que não faz coligações de Governo.

CDS-PP disponível para dialogar com todos os partidos na Madeira
Notícias ao Minuto

22:47 - 26/05/24 por Lusa

Política Madeira

"O CDS está disposto a dialogar com todos os partidos para viabilizar o próximo governo e o orçamento", garantiu o líder do CDS-PP regional e cabeça de lista do partido às eleições de hoje, José Manuel Rodrigues, na sede do partido.

O centrista reagia assim aos resultados da votação, que deram a vitória sem maioria absoluta ao PSD e um grupo parlamentar com dois deputados ao CDS-PP.

José Manuel Rodrigues reiterou que o seu partido não fará coligações de Governo e defendeu uma negociação sobre o programa de Governo, sobre o orçamento e entendimentos parlamentares decreto a decreto.

"Se o novo Governo Regional, que eventualmente será formado pelo PSD, acolher as propostas do CDS, nós estamos dispostos a viabilizar esse governo e esse orçamento, em nome da nossa responsabilidade política", vincou o líder partidário.

Entre as propostas de que não abdica para que haja entendimentos, estão aquelas direcionadas a corrigir as desigualdades sociais, o número de pessoas em risco de pobreza e medidas direcionadas aos jovens, detalhou.

O cabeça de lista do CDS-PP considerou que "as notícias sobre a morte do CDS" eram "manifestamente exageradas" e que os resultados de hoje demonstram que o partido está presente para influenciar as políticas regionais.

Questionado sobre uma eventual coligação do PSD (19 deputados eleitos) com o Chega (quatro deputados), José Manuel Rodrigues respondeu que essa não é a sua preocupação e lembrou que são precisos 24 deputados para ter maioria absoluta.

O líder realçou ainda a derrota da esquerda nestas eleições, com o PS a manter o seu número de deputados (11) e o BE e PCP a desaparecem do parlamento regional.

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais antecipadas da Madeira, falhando por cinco deputados a maioria absoluta, quando estão apuradas todas as freguesias, segundo dados oficiais provisórios.

De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, os sociais-democratas obtiveram 36,13% dos votos e 19 lugares no parlamento regional, constituído por um total de 47 deputados.

No ano passado, nas anteriores regionais, o PSD e o CDS-PP, que concorreram coligados, elegeram 23 deputados, pelo que os sociais-democratas assinaram um acordo de incidência parlamentar com a deputada única do PAN.

Catorze candidaturas disputaram os 47 lugares no parlamento regional, num círculo eleitoral único: ADN, BE, PS, Livre, IL, RIR, CDU (PCP/PEV), Chega, CDS-PP, MPT, PSD, PAN, PTP e JPP.

As eleições antecipadas de hoje ocorreram oito meses após as mais recentes legislativas regionais, depois de o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter dissolvido o parlamento madeirense, na sequência da crise política desencadeada em janeiro, quando o líder do Governo Regional (PSD/CDS-PP), Miguel Albuquerque, foi constituído arguido num processo em que são investigadas suspeitas de corrupção.

Leia Também: AO MINUTO: PSD vence em 9 dos 11 concelhos; CDU e BE fora do parlamento

Recomendados para si

;
Campo obrigatório