Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 27º

Miguel Albuquerque reivindica vitória do PSD na Madeira

O social-democrata Miguel Albuquerque reivindicou hoje a vitória nas eleições regionais da Madeira, sem maioria absoluta, afirmando-se disponível para governar com todos os partidos.

Miguel Albuquerque reivindica vitória do PSD na Madeira
Notícias ao Minuto

21:59 - 26/05/24 por Lusa

Política Madeira

O também presidente demissionário do Governo Regional e líder do PSD/Madeira falava no Funchal, ainda antes da divulgação dos resultados oficiais finais da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna.

"O PSD/Madeira ganhou estas eleições de forma clara e inequívoca, deixando o segundo partido, o Partido Socialista da Madeira, a mais de 20.000 votos e com uma diferença de oito mandatos", afirmou, em declarações aos jornalistas, na sede do partido, no Funchal.

Miguel Albuquerque disse que a esquerda foi "copiosamente derrotada pelo povo madeirense", salientando que "para além da derrota do PS/Madeira, o Bloco de Esquerda e o Partido Comunista deixaram de fazer parte do parlamento regional".

O líder social-democrata declarou estar agora disponível para dialogar com "todos os partidos", mas não mencionou nenhuma força política em concreto, nem se pretende governar em minoria, negociar um acordo de governo ou parlamentar.

"Vamos ver", disse.

As eleições legislativas regionais antecipadas na Madeira decorreram hoje, num escrutínio em que mais de 254 mil eleitores foram chamados a votar, para escolher um novo parlamento e um novo governo.

As mesas de voto das eleições legislativas madeirenses encerraram às 19:00 nas duas ilhas do arquipélago, Madeira e Porto Santo.

Catorze candidaturas disputam os 47 lugares do parlamento regional, num círculo único: ADN, BE, PS, Livre, IL, RIR, CDU (PCP/PEV), Chega, CDS-PP, MPT, PSD, PAN, PTP e JPP.

As eleições antecipadas ocorrem oito meses após as mais recentes legislativas regionais, depois de o Presidente da República ter dissolvido o parlamento madeirense, na sequência da crise política desencadeada em janeiro, quando o líder do Governo Regional (PSD/CDS-PP), Miguel Albuquerque, foi constituído arguido num processo em que são investigadas suspeitas de corrupção.

[Notícia atualizada às 22h25]

Leia Também: AO MINUTO: Esquerda? "Copiosamente derrotada"; PSD vence em 9 concelhos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório