Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 27º

Madeira. JPP venceu no concelho de Santa Cruz pela primeira vez

O partido Juntos Pelo Povo (JPP) venceu hoje no concelho de Santa Cruz, pela primeira vez numas eleições legislativas regionais na Madeira, depois de terminada a contagem dos votos, segundo os resultados provisórios divulgados pela Secretaria-Geral do MAI.

Madeira. JPP venceu no concelho de Santa Cruz pela primeira vez
Notícias ao Minuto

21:25 - 26/05/24 por Lusa

Política Madeira

De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI), depois de encerrada a contagem no concelho, o JPP alcançou 33,83%, relativos a 7.579 votos.

O partido venceu em todas as cinco freguesias do concelho: Camacha (31,70% por 1.150 votos), Caniço (30,13% por 3.746 votos), Gaula (51,71%/1.149 votos), Santa Cruz (36,10%/1.315 votos) e Santo António da Serra (45,44%/219 votos).

O PSD foi o segundo partido mais votado neste concelho, com 26,85% (6.016 votos) e o PS o terceiro, com 15,96% (3.575 votos).

Nas cinco freguesias do concelho de Santa Cruz votaram hoje 22.406 eleitores, dos 39.912 inscritos (56,14%).

Em setembro de 2023, nas anteriores legislativas, a coligação PSD/CDS-PP venceu no concelho de Santa Cruz, com 32,76% dos votos, mas o JPP subiu para segunda força política, com 27,82%, enquanto PS passou de primeira para terceira, segundo os resultados das eleições regionais.

Encabeçado pelo secretário-geral do partido, Élvio Sousa, o JPP foi formalizado em 2015 e nasceu de um movimento de cidadãos independentes da freguesia de Gaula que, em 2013, concorreu às eleições autárquicas no concelho de Santa Cruz, onde ganhou por maioria absoluta.

As eleições legislativas regionais antecipadas na Madeira decorreram hoje, num escrutínio em que mais de 254 mil eleitores foram chamados a votar, para escolher um novo parlamento e um novo governo.

As mesas de voto das eleições legislativas madeirenses encerraram às 19:00 nas duas ilhas do arquipélago, Madeira e Porto Santo.

Catorze candidaturas disputam os 47 lugares do parlamento regional, num círculo único: ADN, BE, PS, Livre, IL, RIR, CDU (PCP/PEV), Chega, CDS-PP, MPT, PSD, PAN, PTP e JPP.

As eleições antecipadas ocorrem oito meses após as mais recentes legislativas regionais, depois de o Presidente da República ter dissolvido o parlamento madeirense, na sequência da crise política desencadeada em janeiro, quando o líder do Governo Regional (PSD/CDS-PP), Miguel Albuquerque, foi constituído arguido num processo em que são investigadas suspeitas de corrupção.

Leia Também: Coligações? JPP remete para depois de conhecidos resultados finais

Recomendados para si

;
Campo obrigatório