Meteorologia

  • 14 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

Liberdade de expressão? "Deviam guardar irritação. Vão ter oportunidades"

Miguel Sousa Tavares comentou a polémica sobre a liberdade de expressão e também a comparação "errada" que André Ventura fez com o povo turco. Criticou, por outro lado, as declarações do líder do Chega em Espanha, quando este disse que é preciso "dizer à Europa" que não é possível continuar a permitir a "entrada massiva de imigrantes islâmicos e muçulmanos".

Liberdade de expressão? "Deviam guardar irritação. Vão ter oportunidades"
Notícias ao Minuto

00:18 - 24/05/24 por Notícias ao Minuto

Política Miguel Sousa Tavares

O comentador Miguel Sousa Sousa Tavares falou, esta quinta-feira, sobre a polémica sobre a liberdade de expressão, que 'rebentou' na semana passada após considerações do líder do Chega, André Ventura.

No Parlamento, o líder do Chega falou sobre os dez anos previstos para a construção do novo aeroporto: "Podemos ser muito melhores que os turcos, que os chineses, que os albaneses, vamos ter um aeroporto em cinco anos", disse. A frase deu origem a uma polémica sobre 'linhas vermelhas' que se prolongou para esta semana, depois de o Presidente da Assembleia da República, José Pedro Aguiar-Branco, citar a "liberdade de expressão" dos deputados no âmbito desta discussão.

"Uma coisa é a imunidade parlamentar dos deputados e têm de a ter porque senão não podem falar livremente. Outra coisa é insultos dentro do Parlamento. Acho que André Ventura desta vez não insultou ninguém. E acho que Aguiar-Branco esteve bem. Porque se amanhã se disser 'os franceses não são conhecidos por serem bem educados ou os chineses não são conhecidos por serem um povo muito higiénico'. Isto é conversa normal que as pessoas têm cá fora", afirmou Sousa Tavares, no seu espaço de comentário na CNN Portugal.

"As pessoas que ficaram escandalizadas deviam guardar a sua irritação para oportunidades melhores que certamente as vão ter em relação ao Chega e a André Ventura", acrescentou, apontando, por exemplo, para um outro episódio de que já tinha falado. Em causa esteve a presença de Ventura num congresso de ultra-direita em Espanha onde, no fim de semana - já depois de esta polémica em Portugal começar -, Ventura dizer que é preciso "dizer à Europa" que não é possível continuar a permitir a "entrada massiva de imigrantes islâmicos e muçulmanos".

"Isso é racismo e é um ataque às pessoas pela sua origem religiosa. Isso é que é grave. Essa afirmação é gravíssima", considerou.

Ventura pede fim de

Ventura pede fim de "entrada massiva de imigrantes islâmicos"

O presidente do Chega, André Ventura, pediu hoje uma União Europeia com "fronteiras fortes" e sem "entrada massiva de imigrantes islâmicos e muçulmanos" e disse estar convencido de que será o próximo primeiro-ministro de Portugal.

 Lusa | 12:38 - 19/05/2024

Recorde-se que a polémica por cá começou numa discussão no Parlamento, depois de o primeiro-ministro, Luís Montenegro, anunciar a localização e plano para o novo aeroporto. Durante a sua intervenção, o comentador considerou ainda que a comparação dos cinco anos estava errada.

"Ele está errado quanto à comparação. Quando ele diz que que os turcos que trabalham pouco fazem um aeroporto em cinco anos, nós precisamos de dez ou 12. O problema é que nós não vamos precisar de dez ou 12 para construir o aeroporto. Os primeiros cinco são prazos burocráticos. O problema está aí. O contrato feito pelo Governo com a ANA implica que nos primeiros cinco anos não há uma pedra construída. Quando começarmos a construir se calhar vamos demorar o mesmo que os turcos demoraram. Só que os turcos não estão amarrados com a burocracia monumental que nós temos", defendeu.

Leia Também: "Desilusão". Partidos criticam "palavras infelizes" de Aguiar-Branco

Recomendados para si

;
Campo obrigatório