Meteorologia

  • 18 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 13º MÁX 20º

Joana Amaral Dias vai ser cabeça de lista pelo ADN às eleições europeias

A comentadora propõe-se a "lutar pelos direitos e denunciar os lóbis e negociatas daqueles que se comportam como os donos disto tudo".

Joana Amaral Dias vai ser cabeça de lista pelo ADN às eleições europeias
Notícias ao Minuto

22:53 - 16/04/24 por Notícias ao Minuto

Política ADN

A psicóloga e comentadora Joana Amaral Dias será a cabeça de lista do partido Alternativa Democrática Nacional (ADN) às eleições europeias. A apresentação da candidatura ocorrerá no dia 18 de abril, às 18h00, na Associação dos Deficientes das Forças Armadas, no Lumiar.

"Sou a tua candidata ao Parlamento Europeu", anunciou a própria nas redes sociais, incluindo, também, um vídeo de apresentação.

Nas imagens, Joana Amaral Dias propõe-se a "lutar pelos direitos e denunciar os lóbis e negociatas daqueles que se comportam como os donos disto tudo".

"Perante tanta injustiça há quem consiga ficar calado. Perante as ameaças à paz há quem consiga ficar calado. Perante o ataque às nossas liberdades há quem consiga ficar calado e eu não sou assim. Eu não consigo ficar calada. Eu não consigo ficar de braços cruzados. Por isso, sou a tua candidata ao Parlamento Europeu", disse.

Já no domingo, o partido atualmente liderado por Bruno Fialho deu conta do local e da hora em que os seus candidatos seriam anunciados, por forma a provar que "o ADN está em força e com o propósito firme de combater a Agenda 2030 em pleno Parlamento Europeu".

Recorde-se que o ADN, anteriormente designado como Partido Democrático Republicano, multiplicou por dez o seu resultado de 2022, tendo arrecadado mais de 100 mil votos nas eleições legislativas de 10 de março.

Muitos eleitores relataram ter confundido os símbolos da Aliança Democrática (AD) e do ADN, o que levou a que ambos os partidos apresentassem queixas junto da Comissão Nacional de Eleições (CNE) pela semelhança das designações nos boletins de voto.

ADN quase entrou no Parlamento. Mas o que defende e quem o lidera?

ADN quase entrou no Parlamento. Mas o que defende e quem o lidera?

Com o resultado obtido nestas eleições legislativas, que aconteceram no domingo, o partido passa a ter direito a receber subvenção pública para o seu financiamento.

Notícias ao Minuto com Lusa | 11:41 - 11/03/2024

Saliente-se ainda que Joana Amaral Dias foi deputada pelo Bloco de Esquerda entre 2002 e 2005, partido do qual se afastou depois de ter sido criticada por ter apoiado Mário Soares nas eleições presidenciais. Desfiliou-se do coletivo em 2014, ano em que participou na reunião do movimento Juntos Podemos, onde foi admitida a hipótese do movimento se juntar ao partido Livre. Naquele ano, juntou-se ao grupo político Agir, que concorreu às legislativas de 2015 em coligação com o PTP e o MAS. Dois anos depois, foi candidata à Câmara Municipal de Lisboa pelo Nós, Cidadãos!.

Leia Também: ADN quer melhor resultado e representação no parlamento regional

Recomendados para si

;
Campo obrigatório