Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 38º

Partidos? "Dialogar, podem dialogar sempre. Pode é resultar o contrário"

A antiga ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite falou ainda sobre a "novidade" em que se encontra a Assembleia da República, que nos últimos anos esteve sempre em maioria, quer com a Esquerda, quer com a Direita.

Partidos? "Dialogar, podem dialogar sempre. Pode é resultar o contrário"
Notícias ao Minuto

23:33 - 11/04/24 por Notícias ao Minuto

Política Manuela Ferreira Leite

A antiga líder do Partido Social Democrata (PSD) considerou, esta quinta-feira, que o Partido Socialista estava a dar 'luz verde' à governação atual para os próximos quatro anos, dado que os socialistas vão viabilizar o programa do Governo.

"Objetivamente, assim é. Se viabiliza um Governo, com certeza que está na disposição de todas aquelas medidas que foram suscetíveis de melhorar a situação das pessoas e que não sejam contra princípios que o PS - ou qualquer outro - possa ter sobre a matéria, não se pensa que possa não aprovar determinado tipo de propostas apenas pela origem das mesmas", afirmou, no seu espaço de comentário na CNN Portugal, ao fim de um dia que ficou marcado pela discussão do programa de Governo no Parlamento.

"Fundamentalmente, aquilo que ficou bastante explícito neste debate e, especialmente, na intervenção do primeiro-ministro foi algo de muito sentido, muito real, muito concreto - foi um conjunto de medias explícitas, simples, sem complicações, inseridas dentro de uma política que ele não explicitou completamente, mas foi explicitando as medidas para a mudança que é necessária verificar", determinou.

A ex-ministra das Finanças apontou ainda que "todos os partidos têm as suas táticas" e que isso é algo que faz parte da política, mas lembrou a situação "complexa" que Portugal enfrenta. "Já não estamos a falar de campanhas eleitorais. Estamos já na fase do Governo", atirou. A comentadora foi ainda questionada sobre a possível margem entre o diálogo de partidos políticos, retorquindo: "Acho que ainda ninguém negou essa margem de diálogo. O primeiro-ministro não o negou e, portanto, os diferentes partidos também não o negam. Dialogar, podem dialogar sempre. O que pode acontecer é que do diálogo não resulte nada, ou que resulte o contrário daquilo que se pretende".

Ferreira Leite sustentou ainda que acreditava "genuinamente" que não iria haver uma posição de todos em conjunto estarem contra e "votarem todos contra". "A generalidade da população não entenderia nunca medidas que fossem boas para o país fossem por motivos de jogos da natureza política reprovados", afirmou.

Manuela Ferreira Leite salientou ainda que há "uma novidade" na estrutura do Parlamento, e que  era preciso haver adaptação por parte dos "protagonistas". "Há muitos anos que ou a Direita ou a Esquerda estão em maioria na Assembleia. Nesta situação nunca se esteve", reforçou.

Leia Também: AO MINUTO: Governo chama professores; "Nenhum euro pode ser desperdiçado"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório