Meteorologia

  • 21 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 24º

PM cabo-verdiano envia carta de felicitações a Luís Montenegro

O primeiro-ministro de Cabo Verde endereçou uma carta de felicitações a Luís Montenegro, pela posse como líder do novo Governo português, anunciou hoje Ulisses Correia e Silva.

PM cabo-verdiano envia carta de felicitações a Luís Montenegro
Notícias ao Minuto

13:37 - 03/04/24 por Lusa

Política Eleições

"Desejo-lhe plenos sucessos na assunção desta nobre missão e na condução dos destinos desse país irmão, Portugal", partilhou o primeiro-ministro do arquipélago lusófono numa mensagem na Internet.

Na carta, Ulisses Correia e Silva reiterou "o firme propósito e desejo" de ambos trabalharem para o fortalecimento "das relações de amizade e cooperação no plano bilateral, da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e no quadro multilateral" das relações com a União Europeia. 

O primeiro-ministro cabo-verdiano considerou que se vivem "tempos difíceis para a Europa e para o mundo, marcados por guerras, alterações climáticas, processos migratórios complexos e fome prevalecente em muitos territórios do continente africano".

Os dois países "amigos e irmãos podem continuar a afirmar-se como referenciais de diálogo, tolerância, democracia, solidariedade e de paz a nível global. É total a disponibilidade de Cabo Verde para esse esforço coletivo", concluiu. 

O Governo do Montenegro, investido na terça-feira, é composto por 17 ministros, sete dos quais são mulheres, o que faz dele o terceiro governo com maior representação feminina na história de Portugal. 

A maioria dos ministros pertence ao Partido Social Democrata (PSD), liderado pelo primeiro-ministro.

No final de março, teve início a 16.ª legislatura do parlamento português com a posse dos 230 deputados eleitos.

A coligação Aliança Democrática, formada pelo PSD e pelo CDS-PP, obteve 80 deputados contra 78 do Partido Socialista (PS), ambos muito aquém dos 116 lugares necessários para a maioria absoluta.

Os dois maiores partidos apelaram à responsabilidade de Estado de cada um para fazer aprovar as principais leis e medidas.

Leia Também: PS adota "bloqueio democrático"? Questão de Montenegro é "quase ofensiva"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório