Meteorologia

  • 15 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 24º

Europeias? 63 candidatos para lista do Livre e Rui Tavares não avança

As primárias do Livre contam com 63 candidatos que querem integrar a lista do partido às eleições europeias de junho, processo interno no qual o porta-voz Rui Tavares não vai participar depois de ter admitido essa possibilidade.

Europeias? 63 candidatos para lista do Livre e Rui Tavares não avança
Notícias ao Minuto

16:39 - 02/04/24 por Lusa

Política Livre

Segundo um e-mail enviado aos membros e apoiantes ao qual a Lusa teve acesso, 63 candidatos, entre dirigentes do partido e cidadãos independentes, propõem-se a integrar a lista com a qual o Livre irá concorrer às eleições europeias do próximo dia 09 de junho.

Entre os nomes divulgados não consta o de Rui Tavares, que foi eurodeputado independente eleito pelas listas do BE entre 2009 e 2014. Em entrevista à Lusa, em janeiro, o porta-voz tinha deixado em aberto uma candidatura às europeias, mesmo que fosse eleito para a Assembleia da República, algo que acabou por acontecer nas eleiçõe de março.

Entre os candidatos está o dirigente e chefe de gabinete do Livre na Assembleia da República, Tomás Cardoso Pereira, que também acumula funções como deputado municipal em Oeiras.

Filipa Pinto, que foi 'número dois' na lista pelo Porto às legislativas de março, e Carlos Teixeira, 'número seis' pelo círculo eleitoral de Lisboa e biólogo, são outros dos dirigentes que estão na lista divulgada.

O membro da direção do partido Filipe Honório e Inês Pires, que foi cabeça-de-lista por Leiria nas últimas legislativas, estão também incluídos nesta lista.

É também candidato o antigo jornalista e editor da secção Internacional da TVI e CNN Portugal Filipe Caetano, e co-criador do podcast 'Globalistas'.

De acordo com o calendário divulgado, as candidaturas têm ainda que reunir um conjunto de avais de membros e apoiantes antes do arranque da campanha eleitoral que decorre entre os dias 03 e 08 de abril.

Os resultados da primeira volta são conhecidos a 11 de abril e os da segunda a 19.

A participação nas eleições primárias do Livre é aberta a qualquer cidadão, desde que este assine a carta de princípios deste partido, respeite o código de ética e assine um "acordo de compromisso", sob pena de ser retirada a confiança política.

Podem votar nestas primárias membros e apoiantes do Livre e qualquer cidadão maior de 16 anos, após inscrição.

Todos os cidadãos que decidam votar nas primárias do Livre têm que assumir o compromisso de honra "de participar de boa-fé no processo das primárias abertas e de zelar pela sua integridade e credibilidade", subscrever os princípios e o programa político do Livre e declarar que não fazem parte de outro partido político.

As eleições para o Parlamento Europeu estão marcadas para 09 de junho.

Nas últimas eleições europeias, em 2019, Rui Tavares foi cabeça-de-lista pelo Livre tendo como 'número dois' Joacine Katar Moreira, que nesse ano foi eleita deputada para a Assembleia da República e perdeu a confiança política do partido cerca de dois meses depois.

Na altura, o partido obteve 1,83% dos votos, o equivalente a 60.575 boletins, o que não foi suficiente para eleger.

Leia Também: Livre considera que faltou "alargamento" e critica fusão de ministérios

Recomendados para si

;
Campo obrigatório