Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Antigo colaborador de Passos 'ganha' contrato de milhões

Um professor universitário, Fernando de Sousa, um antigo colaborador de Passos Coelho, na Tecnoforma, empresa em que o primeiro-ministro foi consultor, ganhou um contrato de 2,5 milhões de euros, para o tratamento de arquivos dos governos civis. A portaria foi publicada em março de 2013 contudo, o depacho de adjuficação é de fevereiro, revela o Diário de Notícias.

Antigo colaborador de Passos 'ganha' contrato de milhões

Um antigo colaborador de Pedro Passos Coelho na Tecnoforma, empresa onde o primeiro-ministro trabalhou como consultor, ganhou um contrato de 2,5 milhões de euros para “seleção, eliminação e inventariação das fontes documentais existentes nos governos civis”. A portaria foi publicada em março mas a adjudicação deste concurso só foi publicada quando já tinha sido autorizada ao Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade (Cepese), por despacho do secretário de Estado de 27 de fevereiro, segundo o Diário de Notícias.

Foram pedidos esclarecimentos ao Ministério da Administração Interna sobre a portaria. E foi, o próprio gabinete de Miguel Macedo que reconheceu que “a adjudicação ao Cepese foi autorizada por despacho de Sua Excelência o secretário de Estado adjunto do ministro da Administração Interna, de 27 de fevereiro, e teve em consideração, essencialmente, as questões técnicas e a qualidade da equipa”.

O despacho foi assinado, segundo o MAI, por Juvenal Silva Peneda, na altura secretário de Estado adjunto da Administração Interna, mas como “não carece de publicação em Diário da República”, o gabinete limitou-se a resumir o seu conteúdo, por email, sem não enviar o mesmo.

Fernando de Sousa foi levado por Passos para a Tecnoforma para o apoio na criação de uma organização não-governamental que explorasse “as facilidades de financiamento” da Europa, em projetos de formação profissional.

O próprio Cepese anunciou em abril que estavam a “recrutar técnicos de arquivo em todo o território nacional”, no âmbito do projeto ‘Os Governos Civis de Portugal. História, Memória e Cidadania’.

No relatório de atividades de 2013, o projeto é mencionado relativamente a 2013 e 2014, com a “coordenação de Fernando Sousa” e “financiamento” pelo “Ministério da Administração Interna”. E o Cepese informa que “não encontrou referências ao concurso, apenas a cópia que o MAI remeteu depois de vários pedidos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório