Meteorologia

  • 16 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 26º

"Vou para São Bento", diz Pedro Nuno em viagem de comboio para o Porto

O secretário-geral do PS afirmou hoje que vai para São Bento, numa viagem de comboio que tinha como destino a estação no Porto com o mesmo nome, em que quis mostrar obra feita e defender investimento na ferrovia.

"Vou para São Bento", diz Pedro Nuno em viagem de comboio para o Porto
Notícias ao Minuto

10:20 - 04/03/24 por Lusa

Política Pedro Nuno Santos

No comboio que saiu hoje às 09h13 de Marco de Canaveses, com destino à estação de Porto - São Bento, os utentes foram surpreendidos pela entrada nas carruagens da comitiva de Pedro Nuno Santos, que quis mostrar obra feita numa linha eletrificada e modernizada por este Governo.

Depois de ter estado à conversa com vários utentes, que elogiaram a redução do passe ferroviário para 40 euros e o aumento da frequência de comboios, Pedro Nuno Santos sentou-se ao lado do cabeça de lista do PS pelo Porto, Francisco Assis.

"Vou para São Bento", gracejou, em resposta aos jornalistas, fazendo um trocadilho entre o nome da residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa, e o nome da estação de destino, no Porto.

"Agora vou para São Bento. No dia 10 de março, se os portugueses quiserem, também. E nós estamos a trabalhar para mobilizá-los", acrescentou, salientando que tem "muita vontade de continuar a transformar o país, para que o povo possa viver melhor em Portugal".

Sobre a ferrovia, área que tutelou enquanto ministro das Infraestruturas entre 2019 e 2022, Pedro Nuno Santos disse querer que "as pessoas migrem do transporte individual para o transporte coletivo", porque é "um dos maiores contributos para o combate às alterações climáticas".

"Nós andámos décadas a desinvestir, a fechar linhas, infelizmente, a deixar a ferrovia degradar-se. Nós começámos neste último Governo a recuperar. Começámos um caminho que não se resolve todo de um dia para o outro, mas esse caminho de recuperação já se iniciou", frisou.

Salientando que a redução do preço dos passes "é para continuar", o líder do PS destacou ainda que são necessários mais comboios, uma vez que os últimos foram comprados há "mais de 20 anos" e há uns com 50 anos que continuam em circulação.

"Nós começámos a recuperar muitos comboios que estavam abandonados pelo país, comprámos também carruagens em Espanha que renovámos e lançámos um concurso para a maior compra de sempre de comboiosh 117", afirmou, acrescentando que, se for Governo, espera conseguir descongestionar as linhas que ligam os subúrbios até aos centros das cidades até ao final da próxima legislatura.

Interrogado se teme que seja um Governo de Luís Montenegro a inaugurar esses investimentos, Pedro Nuno Santos recusouh "Estamos a trabalhar para vencer as eleições e temos sentido uma grande força, ânimo, entusiasmo das pessoas".

Já questionado sobre a última viagem de comboio que tinha feito, Pedro Nuno Santos disse não se recordar, mas afirmou que anda de comboio, apesar de não ter esse meio de transporte entre a casa e o trabalho em Lisboa.

Nestas curtas declarações, o líder socialista recusou comentar as palavras do autarca de Vizela, Vítor Hugo Salgado, que, no dia anterior, numa arruada que contou com Pedro Nuno Santos, tinha acusado Marcelo Rebelo de Sousa de pretender criar condições, no dia a seguir às eleições, para um acordo entre o Chega e o PSD, com vários populares a apupar o Presidente da República.

Leia Também: Pedro Nuno acusa AD de querer "desbaratar e desperdiçar" o que PS poupou

Recomendados para si

;
Campo obrigatório