Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

AO MINUTO: "É preciso estabilidade emocional"; PS é "fator de renovação"

Os últimos cinco dias de campanha eleitoral arrancam esta segunda-feira e os líderes partidários percorrem o país.

AO MINUTO: "É preciso estabilidade emocional"; PS é "fator de renovação"
Notícias ao Minuto

09:04 - 04/03/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Política Legislativas

Arrancam, esta segunda-feira, os últimos cinco dias de campanha eleitoral, com os líderes dos principais partidos concorrentes às eleições legislativas do dia 10 de março a centrar as suas ações no Norte, com arruadas e comícios.

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, continua o seu périplo pelo Norte do país, marcando presença no Marco de Canaveses, Porto, na Afurada em Vila Nova de Gaia, mas também em Anadia e Coimbra.

Por sua vez, Luís Montenegro, líder da coligação Aliança Democrática (AD), vai andar por Trás-os-Montes e Alto Douro, começando o dia em Vila Real. Passará também por Bragança e Macedo de Cavaleiros.

O presidente do Chega, André Ventura, passa por Santarém e Portalegre, enquanto o líder da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, visita São João da Madeira e Leiria.

Entre o Norte e o Centro, o secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, vai passar por Santo Tirso, Matosinhos e Coimbra.

Já a coordenadora do BE, Mariana Mortágua, estará por Setúbal, distrito por onde também vai andar a porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, que vai passar pelo Pragal e pelo Seixal. O líder do Livre, Rui Tavares, também dedica a ação de campanha de hoje a Setúbal e vai passar em Sesimbra e Trafaria.

Fim de acompanhamento

Daniela Carrilho | há 1 mês

Boa noite. Terminamos por aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral. Estaremos de volta na terça-feira de manhã com os acontecimentos mais marcantes do 10.º dia de campanha. Até amanhã!

Paulo Raimundo defende o "voto 'hat trick'" na CDU

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, descreveu hoje, em Coimbra, o voto na CDU como "um voto 'hat-trick'", realçando três vantagens da aposta no seu partido nas eleições legislativas de domingo.

"O voto na CDU é o voto necessário, é o voto indispensável, é o voto 'hat trick': um voto que vale por três. Vale pelas soluções, vale por aquilo que condiciona outros e vale pelo combate à direita. Este, sim, é o voto útil, necessário, indispensável, o voto do povo e dos trabalhadores", declarou, continuando: "Ninguém decide pelo povo. Contamos com a sua sabedoria, com o seu reconhecimento e por isso temos de ter confiança no nosso povo".

"Mentiu aos portugueses". Ventura pede demissão do porta-voz da CNE

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega pediu hoje a demissão do porta-voz da Comissão Nacional de Eleições, Fernando Anastácio, alegando que "mentiu aos portugueses" quando disse não ter recebido queixas sobre a possibilidade de desvirtuação do processo eleitoral.

"Mentiu aos portugueses". Ventura pede demissão do porta-voz da CNE

O presidente do Chega pediu hoje a demissão do porta-voz da Comissão Nacional de Eleições, Fernando Anastácio, alegando que "mentiu aos portugueses" quando disse não ter recebido queixas sobre a possibilidade de desvirtuação do processo eleitoral.

Lusa | 23:55 - 04/03/2024

"Só há uma forma de mudar Portugal. É votando no PS, derrotando a AD"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS salientou hoje a sua capacidade para dialogar com os partidos de esquerda, mas defendeu que só um voto no PS permitirá derrotar a AD.

No final do seu discurso no Pavilhão dos Olivais, em Coimbra, durante um comício do PS, Pedro Nuno Santos fez um apelo direto ao voto útil: "Eu apelo ao voto no PS para derrotar a Aliança Democrática (AD), porque é isso que está em causa".

Fazenda apela a eleitores com "independência e firmeza" do BE em acordos

Lusa | há 1 mês

O fundador do BE Luís Fazenda disse hoje aos eleitores de esquerda que os bloquistas têm "independência e firmeza" para as negociações numa maioria pós eleições, defendendo que o partido soube "dizer sim e não" a António Costa.

Num jantar comício em Setúbal, no qual esteve na mesa principal a viúva de Zeca Afonso, Zélia Afonso, o fundador bloquista subiu ao púlpito com uma mensagem ao eleitorado: "o futuro faz-se à esquerda e contra todas as ondas populistas será a esquerda que vencerá".

"Deixo um recado aos eleitores de esquerda, a todos aqueles que nos ouvem propor justamente que temos uma proposta de maioria politica para respostas sociais. Temos essa proposta para que ela venha a ser uma realidade depois das eleições de 10 de março e temos de dar essa garantia aos eleitores de esquerda", considerou.

Chega? "Vai buscar teorias meias loucas e conspirativas sobre eleições"

Daniela Carrilho | há 1 mês

A ex-líder do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, considerou esta segunda-feira que o apelo ao voto útil "é um argumento muito estafado" tendo em conta que o aconteceu nas últimas eleições há dois anos e que a extrema-direita tem perdido força ao longo da campanha eleitoral - e recorreu a "teorias meias loucas conspirativas sobre eleições".

Chega? "Vai buscar teorias meias loucas e conspirativas sobre eleições"

Catarina Martins considerou que "o voto útil é um argumento muito estafado face o que vimos há dois anos" e o que é realmente importante é que a campanha se centre "em propostas".

Daniela Carrilho | 23:45 - 04/03/2024

Ana Abrunhosa quer fim das propinas e das portagens nas ex-SCUT

Lusa | há 1 mês

A cabeça de lista socialista por Coimbra, Ana Abrunhosa, advertiu hoje os eleitores para "cantos de sereia" populistas e promessas simplistas, e defendeu o fim das portagens nas ex-SCUT e das propinas no Ensino Superior.

PS. Ana Abrunhosa quer fim das propinas e das portagens nas ex-SCUT

A cabeça de lista socialista por Coimbra, Ana Abrunhosa, advertiu hoje os eleitores para "cantos de sereia" populistas e promessas simplistas, e defendeu o fim das portagens nas ex-SCUT e das propinas no Ensino Superior.

Lusa | 23:13 - 04/03/2024

Pedro Nuno Santos quer "incentivar" professores aposentados a dar aulas

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS afirmou hoje que quer incentivar os professores aposentados a darem aulas para responder às necessidades atuais da escola pública, à semelhança do que já propõe para os médicos.

"Enquanto nós não conseguirmos ter os professores que nós precisamos, nós vamos incentivar que quem já se aposentou possa ainda dar aulas para tentarmos dar resposta às necessidades que a nossa escola tem hoje em matéria de professores", anunciou Pedro Nuno Santos. 

O líder do PS discursava perante uma sala cheia no Pavilhão dos Olivais, em Coimbra, com várias pessoas a assistirem de pé aos discursos, entre as mesas onde vários simpatizantes estão agora a jantar. Segundo o PS, houve 1.400 inscrições para o comício.

Ventura recusa indicar "forças vivas" do PSD que podem afastar Montenegro

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega reiterou hoje que o PSD "não deixará que o PS governe por causa de um capricho de Luís Montenegro", que poderá ser afastado, mas recusou indicar quem lhe deu essa garantia.

Chuva acelera arruada e discurso de Raimundo nas ruas de Matosinhos

Lusa | há 1 mês

A chuva condicionou hoje a arruada da CDU em Matosinhos, impondo um ritmo mais rápido do secretário-geral do PCP nos contactos com as pessoas e no discurso no final do trajeto de cerca de 500 metros.

No final da tarde, e já depois de uma ação de campanha efetuada diante da refinaria naquela cidade do distrito do Porto, Paulo Raimundo desceu a Rua Alfredo Cunha até junto da Câmara Municipal local na companhia do primeiro candidato distrital da CDU, Alfredo Maia, e de cerca de 150 apoiantes com muitas bandeiras da Coligação Democrática Unitária (CDU). 

"[Estas ações] fazem a diferença toda, porque elas têm duas grandes vantagens: permite-nos contactar com as pessoas na rua e permite-nos demonstrar também a confiança que temos de que vamos ter um grande resultado, que é aquilo que nós precisamos e precisa o povo. Faz falta a CDU e isto ajuda a dar essa confiança", afirmou o líder comunista aos jornalistas enquanto cumpria o percurso, espalhando cumprimentos e folhetos.

"Votar no PS e Pedro Nuno é fator de renovação das políticas e políticos"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PS defendeu hoje que Pedro Nuno Santos representa renovação dos políticos e das políticas, sendo humanista e um economista que conhece as empresas, e sustentou que os socialistas no Governo vão continuar para mudar.

"Votar no PS e Pedro Nuno é fator de renovação das políticas e políticos"

O presidente do PS defendeu hoje que Pedro Nuno Santos representa renovação dos políticos e das políticas, sendo humanista e um economista que conhece as empresas, e sustentou que os socialistas no Governo vão continuar para mudar.

Lusa | 22:23 - 04/03/2024

Montenegro a Pedro Nuno: "Para governar é preciso estabilidade emocional"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD disse hoje que "para se governar um país também é preciso ter estabilidade emocional", dirigindo-se ao secretário-geral do PS, a quem acusou de fazer um discurso do medo e divisionista contra a AD.

"Se a campanha do PS e do meu principal adversário é andar a meter medo às pessoas, é querer vir com estas coisas de que vai cortar, vai fazer e acontecer, era importante que ele pudesse parar, pensar naquilo que diz. Sinceramente, pensar naquilo que diz", aconselhou Luís Montenegro, num comício da Aliança Democrática (AD) no auditório do Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança.

"Para se governar um país também é preciso ter estabilidade emocional. É preciso ter estabilidade para compreender os outros, é preciso ter estabilidade para nos sabermos colocar no lugar dos outros", acrescentou.

Montenegro a Pedro Nuno: "Para governar é preciso estabilidade emocional"

O presidente do PSD disse hoje que "para se governar um país também é preciso ter estabilidade emocional", dirigindo-se ao secretário-geral do PS, a quem acusou de fazer um discurso do medo e divisionista contra a AD.

Lusa | 21:17 - 04/03/2024

De uma refinaria à beira do fecho, Raimundo abriu porta aos 'unicórnios'

Lusa | há 1 mês

A refinaria de Matosinhos tem encerramento previsto para 2026, mas o secretário-geral do PCP recusa ver a infraestrutura como passado e defende um futuro em que há espaço para a indústria petroquímica, mas também para os novos 'unicórnios' empresariais.

Com os tanques da refinaria nas suas costas e o mar pela frente, Paulo Raimundo pegou no exemplo da refinaria que a Galp anunciou em 2020 que ia fechar para elogiar a especialização dos trabalhadores portugueses, advogar a capacidade de aumentar a produção nacional e combater a dependência externa.

"Não somos nem contra as empresas, nem contra o investimento estrangeiro. É preciso é que se salvaguarde os interesses nacionais e a nossa própria soberania. Esta é que é a questão fundamental. Não temos nenhum problema com os unicórnios. O problema é que isso não pode ser em substituição das capacidades e necessidades que temos instaladas hoje", adiantou o líder comunista.

Esquerda ganha, diz Tavares. Mas pode "ganhar melhor ou pior"

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre Rui Tavares mostrou-se hoje convicto de que a esquerda vai ganhar as próximas legislativas mas avisou que pode ganhar "melhor ou pior", pedindo um voto que "não deixe tudo na mesma".

Esquerda ganha, diz Tavares. Mas pode "ganhar melhor ou pior"

O porta-voz do Livre Rui Tavares mostrou-se hoje convicto de que a esquerda vai ganhar as próximas legislativas mas avisou que pode ganhar "melhor ou pior", pedindo um voto que "não deixe tudo na mesma".

Lusa | 20:51 - 04/03/2024

Nuno Melo acusa PS de só querer "falar e governar para a Esquerda"

Lusa | há 1 mês

O presidente do CDS-PP, Nuno Melo, acusou hoje o PS e Pedro Nuno Santos de apenas querer "falar para a esquerda e governar para a Esquerda", e de pedir votos "dividindo os portugueses".

Num comício em Macedo de Cavaleiros (distrito de Bragança), Nuno Melo quis responder ao secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, que disse ter ouvido na rádio a caminho da última iniciativa de campanha da AD.

BE acredita no "voto por convicção" após experiência da maioria absoluta

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, considerou hoje que os portugueses, depois da experiência da maioria absoluta, "vão votar por convicção" e em quem acreditam, defendendo que a direita além de não ter projeto também "não se entende".

A caravana do BE dedica hoje todo o dia de campanha ao distrito de Setúbal, tendo Mariana Mortágua falado aos jornalistas a meio de uma arruada pelo centro da cidade setubalense. 

"Toda a gente em Portugal que viveu a experiência das últimas eleições, toda a gente em Portugal que viveu a experiência da maioria absoluta vai votar nestas eleições por convicção, no partido em que acredita, no partido que prefere", afirmou.

Pedro Nuno Santos vê 'cartão vermelho' das forças de segurança em Coimbra

Lusa | há 1 mês

Agentes da PSP, GNR e da guarda prisional mostraram hoje um cartão vermelho ao secretário-geral do PS em Coimbra, com Pedro Nuno Santos a prometer negociar com eles para que "se sintam bem a trabalhar em Portugal".

Pedro Nuno Santos vê 'cartão vermelho' das forças de segurança em Coimbra

Agentes da PSP, GNR e da guarda prisional mostraram hoje um cartão vermelho ao secretário-geral do PS em Coimbra, com Pedro Nuno Santos a prometer negociar com eles para que "se sintam bem a trabalhar em Portugal".

Lusa | 19:48 - 04/03/2024

"Com mais força no nosso grupo parlamentar conseguimos ir mais longe"

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN defendeu hoje que o único voto útil no domingo é em forças políticas como o seu partido que têm trabalhado ao longo de todo o ano e não apenas em campanha eleitoral.

Inês de Sousa Real reagia às declarações do secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, de que travar "o regresso da direita ao poder" passa pela concentração de votos nos socialistas. 

Para a porta-voz do PAN, que falava aos jornalistas junto ao terminal fluvial do Seixal, no distrito de Setúbal, o voto útil deve ser no seu partido que tem trabalhado quer a proteção animal, quer o cuidado pelas pessoas quer em defesa da natureza.

"Com mais força no nosso grupo parlamentar conseguimos ir mais longe naquilo que tem sido o nosso trabalho e nosso compromisso em colocar sempre em primeiro lugar as causas que representamos", disse Inês Sousa Real.

Luís Montenegro promete "mais economia, mais saúde, mais habitação"

Lusa | há 1 mês

A campanha da Aliança Democrática (AD) passou hoje por Bragança, onde o presidente do PSD, Luís Montenegro, prometeu mais economia, emprego, saúde, educação, habitação e mais retribuição a quem trabalha. Numa curta passagem por esta capital de distrito, Luís Montenegro desceu a Rua Almirante Reis, acompanhado pelo presidente do CDS-PP, Nuno Melo, e por dezenas de apoiantes da AD, ao som de cânticos entoados pelos jovens militantes dos dois partidos e de um grupo de gaiteiros de Rio D'Onor.

Nesta ação de rua, que começou com perto de 40 minutos de atraso, a comitiva percorreu aproximadamente 270 metros, até à Praça da Sé, onde o presidente do PSD voltou a subir a um banco de rua para dizer algumas palavras ao microfone, que ecoaram através de uma coluna.

"Temos mais quatro dias de campanha eleitoral. E teremos no dia 10, no próximo domingo, a oportunidade de mudar o futuro do nosso país. Quero contar com todos até domingo para darmos tudo por tudo até ao último segundo para levar o máximo de pessoas a votar, para conquistarmos uma vitória, e com base na confiança direta do povo governarmos Portugal", apelou.

Frases que marcaram 9.º dia de campanha. "Sim ao círculo de compensação"

Lusa | há 1 mês

Seleção de frases que marcaram o nono dia da campanha eleitoral para as legislativas de 10 de março:

Frases que marcaram 9.º dia de campanha. "Sim ao círculo de compensação"

Seleção de frases que marcaram o nono dia da campanha eleitoral para as legislativas de 10 de março:

Lusa | 19:11 - 04/03/2024

IL. Empresários "vão ter mesmo de aumentar os salários" dos trabalhadores

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL disse hoje diretamente aos empresários que "vão ter mesmo de aumentar os salários dos trabalhadores" porque, caso contrário, não será possível contrariar a saída sistemática de pessoas qualificadas do país. "Vão ter mesmo que aumentar os salários, nós vamos ter que pagar melhor às nossas pessoas, nós temos que fazer esse esforço agora. Parece-me evidente que em Portugal os salários têm que subir", insistiu Rui Rocha.

IL. Empresários "vão ter mesmo de aumentar os salários" dos trabalhadores

O presidente da IL disse hoje diretamente aos empresários que "vão ter mesmo de aumentar os salários dos trabalhadores" porque, caso contrário, não será possível contrariar a saída sistemática de pessoas qualificadas do país.

Lusa | 19:04 - 04/03/2024

Nova Direita diz que falar sobre políticas de imigração não é "xenofobia"

Lusa | há 1 mês

A líder da Nova Direita, Ossanda Líber, considerou hoje que "qualquer país soberano" deve ter uma estratégia para a imigração, defendendo que os partidos devem poder falar sobre o tema sem serem apelidados de xenófobos.

"O problema que se passa com a imigração é que as pessoas não querem falar sobre ela. A esquerda acha que falar sobre imigração significa ser xenófobo. Isso é ridículo. Qualquer país soberano deve ter um plano, uma estratégia, ter regras para a imigração", afirmou a cabeça de lista às legislativas por Lisboa.

AD encerra campanha com duas arruadas em Lisboa

Lusa | há 1 mês

A campanha da AD vai encerrar na sexta-feira com uma 'Festa da Juventude' no Capitólio, em Lisboa, depois de duas arruadas tradicionais na capital, a primeira na Avenida da Igreja e a descida do Chiado. Este será o único dia da Aliança Democrática (PSD, CDS-PP e PPM) dedicado ao distrito de Lisboa no período oficial de campanha e inclui ainda um almoço do Dia da Mulher, que se assinala nesse dia.

AD encerra campanha com duas arruadas em Lisboa e festa no Capitólio

A campanha da AD vai encerrar na sexta-feira com uma 'Festa da Juventude' no Capitólio, em Lisboa, depois de duas arruadas tradicionais na capital, a primeira na Avenida da Igreja e a descida do Chiado.

Lusa | 18:43 - 04/03/2024

Rui Tavares acusa PS de "alguma desorientação" com apelos ao voto útil

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre Rui Tavares defendeu hoje que os apelos ao voto útil "são sempre sinal de alguma desorientação", questionado sobre a dramatização socialista, realçando que o partido quer ajudar a esquerda a corrigir erros.

Numa visita a um centro comunitário no Monte da Caparica, distrito de Setúbal, o dirigente do Livre foi questionado sobre o facto de o secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, ter considerado hoje que a única forma de travar "o regresso da direita ao poder" passa pela concentração de votos nos socialistas.

"Esses pedidos de voto útil são sempre sinal de alguma desorientação. É verdade, tal como diz o PS, e como diz Pedro Nuno Santos, que é preciso deter uma maioria de direita, mas é da lógica que para deter uma maioria de direita é preciso uma maioria de esquerda", sustentou.

Jovens? "É no PS que encontram solução para os seus problemas"

José Miguel Pires | há 1 mês

Em campanha desde Coimbra, o secretário-geral do Partido Socialista (PS), Pedro Nuno Santos, deu declarações aos jornalistas em pleno protesto dos polícias.

Sobre o voto dos jovens, disse que "é na Esquerda, é no PS, que encontram solução para os seus problemas". "Não é na Direita, antes pelo contrário, e isso vamos querer demonstrar", afirmou.

"É óbvio que somos um partido que esteve e estará sempre ao lado das mulheres portuguesas, sem hesitação. E também somos um partido que esteve, e estará, sempre ao lado dos mais velhos, isso é evidente. Mas nós somos o partido de Portugal inteiro", reiterou.

AD e PS entram na última semana da campanha com convicção na vitória

Lusa | há 1 mês

A última semana de campanha para as legislativas arrancou hoje com a convicção de vitória das duas principais forças políticas, mas também com reações às suspeitas levantadas pelo líder do Chega sobre o processo eleitoral.

AD e PS entram na última semana da campanha com convicção na vitória

A última semana de campanha para as legislativas arrancou hoje com a convicção de vitória das duas principais forças políticas, mas também com reações às suspeitas levantadas pelo líder do Chega sobre o processo eleitoral.

Lusa | 18:10 - 04/03/2024

CNE vai analisar suspeitas sobre tentativa de anulação de votos no Chega

Lusa | há 1 mês

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) vai analisar as suspeitas levantadas pelo presidente do Chega sobre a possibilidade de anulação propositada de votos no partido nas legislativas. "Vamos analisar esse assunto e depois, em função da informação disponível e dos factos que tivermos, ponderaremos [abrir investigação], mas ainda não foi apreciado", disse à agência Lusa o porta-voz da CNE, Fernando Anastácio.

Está em curso um investimento "sem precedentes" na habitação, diz PS

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS defendeu hoje que está em curso um investimento "sem precedentes" na habitação, que disse estender-se a todo o país, e responsabilizou o executivo PSD/CDS pelos atrasos na resposta aos problemas atualmente existentes.

Estamos numa obra que resulta da colaboração entra as administrações central e local. Este é um exemplo do que temos de intensificar em todo o país, alargando o parque público de habitação para dar resposta às carências

Estas posições foram transmitidas por Pedro Nuno Santos em declarações aos jornalistas, depois de ter visitado obras para a construção de novas casas em Anadia, município do distrito de Aveiro tradicionalmente de maioria PSD ou CDS - um projeto financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Proposta do PSD para mudar sistema eleitoral "arrasta problema"

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL afirmou hoje que a alteração do sistema eleitoral assente na revisão constitucional que o PSD propõe "vai arrastar o problema mais umas décadas", passando a solução pela criação de um círculo de compensação.

Pedro Nuno Santos defende que não se "pode parar avanço" do TGV

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral socialista defendeu hoje que a ferrovia é o futuro e não se pode "parar esse avanço", depois de ter ouvido críticas sobre o impacto que o traçado da linha do TGV irá ter para as populações locais.

Ventura quer conduzir o país e deixar PSD no "banco de trás"

Lusa | há 1 mês

Uma carrinha estacionada junto ao local do comício do Chega foi o mote para André Ventura dar uma "volta de aquecimento" para o cenário pós-eleitoral, na esperança de deixar o PSD no banco de trás e liderar o próximo governo.

Quando chegou ao Centro Nacional de Exposições de Santarém (CNEMA), o líder do Chega tinha à sua espera, estacionada, uma carrinha Bedford vermelha, um clássico com "uns 60 e tal anos", segundo a estimativa de quem a trouxe.

Na parte de trás um cartaz com a cara de Ventura e os símbolos do Chega, apelando ao voto, e as propostas do partido a serem anunciadas a partir de um altifalante.

"O que propomos é um caminho novo, um projeto de futuro"

José Miguel Pires | há 1 mês

Desde o distrito do Porto, o líder da CDU, Paulo Raimundo, disse que Portugal "não é pobre", mas "tem sido empobrecido". Tem, por sua vez, "trabalhadores especializados", reconhecidos "lá fora". "Pena que não sejam cá dentro reconhecidos como aqueles que produzem riqueza, põem a economia e o país a funcionar", continuou.

"O que propomos é um caminho novo, um projeto de futuro e um projeto que contrarie este projeto desastroso e velho com o qual temos sido confrontados nas últimas décadas", disse Paulo Raimundo, argumentando que Portugal "tem meios, recursos, clima, tem isto tudo e pessoas altamente qualificadas com vontade para pôr o país a andar para a frente".

O líder comunista falou também sobre a atualidade no setor da agricultura e da pesca, que "está em morte lenta e acentuada". "Um país como o nosso, na vanguarda da fabricação de navios, há alguma razão para estamos nesta situação em que importamos 70% do pescado que consumimos?", questionou.

Manifestações devem ser "pacíficas". "Insatisfação" expressa-se nas urnas

Carmen Guilherme | há 1 mês

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, apelou, esta terça-feira, a que as pessoas se manifestem de forma "pacífica" e que expressem a sua "insatisfação" nas urnas, no próximo dia 10 de março.

Esta posição foi transmitida por Inês Sousa Real aos jornalistas, em Almada, em reação a um incidente durante uma arruada socialista em Guimarães.

"Apelamos às pessoas que de forma pacifica se manifestem, que tenham em consideração que estamos todos a lutar por um bem comum que é a nossa Democracia e que é para trazermos uma Assembleia mais plural, mais representativa da sociedade no próximo dia 10 de março. E isso só se faz votando. Essa insatisfação tem de ser transformada nas unas num voto útil em forças politicas como a do PAN", declarou.

PAN condena incidente com comitiva do PS em Guimarães

A porta-voz do PAN apelou hoje às pessoas que se manifestem de forma pacífica durante o período da campanha eleitoral, condenando o incidente em Guimarães com a campanha do PS, na tarde de domingo.

Lusa | 15:24 - 04/03/2024

Montenegro quer maior representação para Interior e plano para portagens

Lusa | há 1 mês

O líder da AD comprometeu-se hoje a aumentar a representação política do interior, também em função do território e não só da população, e com um plano global para as portagens, que discrimine positivamente zonas de baixa densidade.

Perto do final de uma arruada em Chaves (distrito de Vila Real), Luís Montenegro prestou declarações aos jornalistas durante cerca de 15 minutos, onde falou sobre a importância de fixar população nos territórios mais despovoados, como os distritos de Vila Real e Bragança, por onde passa hoje a campanha da AD.

"Há um sentimento de grande frustração por, geração após geração, cada vez serem menos as pessoas que aqui conseguem ter um projeto de vida viável. O nosso plano é um plano de tentar reanimar economicamente estas zonas com aquilo que são atividades que podem aqui ser mais competitivas", disse.

PAN acusa Chega de irresponsabilidade por suspeitas de anulação de votos

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN acusou hoje o Chega de irresponsabilidade e de adotar estratégias eleitorais idênticas às de Donald Trump, nos Estados Unidos, após André Ventura ter alegado a possibilidade da anulação de votos no seu partido.

"Nós achamos que é uma irresponsabilidade por parte do Chega estar aqui a trazer mecanismos eleitorais ou estratégias eleitorais como as que vimos nos Estados Unidos para pôr em causa o ato eleitoral", afirmou aos jornalistas Inês Sousa Real.

Falando à margem de uma visita à associação Onde Há Gato Não Há Rato, em Almada, a cabeça de lista do PAN por Lisboa lembrou o "afastamento das urnas" na repetição das eleições legislativas no círculo eleitoral da Europa em 2022.

Nesse ano, os eleitores participaram de novo no ato eleitoral para eleger dois deputados, na sequência da anulação de 80% de votos em assembleias do círculo da Europa, na sequência da mistura de votos válidos com votos inválidos, não acompanhados de cópia do documento de identificação.

"Paz, pão, habitação, saúde e educação"? É preciso "PS derrotar a AD"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral socialista concordou hoje com uma senhora que lhe disse que "só há liberdade a sério quando houver a paz, o pão, habitação, saúde e educação", mas considerou que, para tal, é preciso "o PS derrotar a AD".

"Paz, pão, habitação, saúde e educação"? É preciso "PS derrotar a AD"

O secretário-geral socialista concordou hoje com uma senhora que lhe disse que "só há liberdade a sério quando houver a paz, o pão, habitação, saúde e educação", mas considerou que, para tal, é preciso "o PS derrotar a AD".

Lusa | 12:42 - 04/03/2024


  

"Está em marcha vitória inequívoca" da AD mas não vou pedir "maioria"

Lusa | há 1 mês

 O presidente do PSD afirmou hoje que "está em marcha uma vitória inequívoca da AD", mas, questionado se vai pedir maioria absoluta, respondeu que "não vai pedir maioria nenhuma" e lutará pelo maior número de votos possível.

"Está em marcha vitória inequívoca" da AD mas não vou pedir "maioria"

 O presidente do PSD afirmou hoje que "está em marcha uma vitória inequívoca da AD", mas, questionado se vai pedir maioria absoluta, respondeu que "não vai pedir maioria nenhuma" e lutará pelo maior número de votos possível.

Lusa | 12:57 - 04/03/2024

Tavares pede "sangue frio" e avisa para consequências do discurso de ódio

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre Rui Tavares pediu hoje "sangue frio" na reta final da campanha para as legislativas e avisou que o discurso de ódio feito por alguns "aprendizes de feiticeiro" da extrema-direita tem consequências reais.

Há momentos de tensão, houve ontem um momento de tensão em Guimarães que poderia ter tido aqueles efeitos que não desejamos, consequências de acidentes físicas, de lesões. É uma eleição decisiva mas toda a gente tem que manter desde logo o sangue frio

Rui Tavares fazia referência ao incidente na campanha do PS, no domingo, no qual um homem atirou um vaso de uma varanda contra o desfile socialista em Guimarães.

Momento tenso com comitiva do PS em Guimarães. Homem atira vaso da janela

O secretário-geral do PS teve hoje uma receção calorosa em Guimarães, como aconteceu com anteriores líderes socialistas em campanha nesta cidade, mas alguns dos seus apoiantes estiveram envolvidos num incidente com um homem que os insultou.

Lusa | 16:17 - 03/03/2024

"Este é o momento" de escolherem entre passado ou futuro

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL afirmou hoje, no arranque para a última semana de campanha eleitoral, que é o momento de os portugueses escolherem entre passado e futuro, reforçando que a IL "está cá para mudar a sério" Portugal.

"Não acredito em chantagens. Confio na sabedoria das pessoas"

Natacha Nunes Costa | há 1 mês

Luís Montenegro está de visita ao Norte do país, esta segunda-feira. Ao passar por Chaves, o líder do PSD mostrou-se confiante na conquista de mais deputados, quer em Bragança, quer em Vila Real, dizendo que "círculo, a círculo, grão a grão", a Aliança Democrática está a "conquistar" os portugueses que querem uma "mudança de governo".

Questionado sobre as declarações de Rui Rocha, da Iniciativa Liberal, que salientou que "é preciso não cair nos mesmos erros", Luís Montenegro afirmou que desvaloriza as "considerações que são feitas sobre o jogo político".

"Não acredito em nenhum tipo de chantagem, confio na sabedoria das pessoas, no discernimento dos portugueses", atirou.

"A ofensiva é grande", mas "força da CDU" vai "salvar SNS"

Carmen Guilherme | há 1 mês

"É verdade que a ofensiva é muito grande, mas também não é menos verdade que este conjunto, os profissionais de saúde, os utentes e a força da CDU, estão em condições e vão mesmo salvar o Serviço Nacional de Saúde (SNS)", afirmou Paulo Raimundo, secretário-geral do PCP e líder da CDU, numa Tribuna Pública em defesa do SNS em frente ao Hospital de Santo Tirso. 

"É um desafio muito grande, mas vamos conseguir", assegurou.

Pouco antes, Paulo Raimundo havia defendido a necessidade dar "condições" aos profissionais de saúde para que possam "responder aos problemas de todos os utentes do SNS". Com "reconhecimento, respeito, criação de condições", defendeu o comunista, os profissionais vão ficar em Portugal para trabalhar e optar pelo SNS e não pelo privado, que descreveu como "negócio da doença". 

CDU dramatiza voto entre quem quer desmantelar e quem quer salvar o SNS

O secretário-geral do PCP dramatizou hoje o voto nas eleições legislativas entre aqueles que querem desmantelar e os que querem salvar o Serviço Nacional de Saúde (SNS), assegurando que apenas a CDU garante os cuidados públicos de saúde.

Lusa | 12:34 - 04/03/2024

 

Ventura? "Não precisamos em Portugal de aprendizes de Bolsonaro"

Carmen Guilherme | há 1 mês

Mariana Mortágua, líder do Bloco de Esquerda, apelidou, esta terça-feira, o presidente do Chega, André Ventura, de "aprendiz de Bolsonaro"

Em causa está uma denúncia feita pelo presidente do Chega, André Ventura, que mostrou a publicação de uma pessoa nas redes sociais, que identificou como membro do BE, afirmando que se preparava para considerar nulos os votos no Chega e na AD. André Ventura alegou assim estar em curso uma tentativa para "desvirtuar o resultado" das eleições legislativas de 10 de março, que passa por "anular os votos" do seu partido.

"Parece-me declarações de aprendiz de Bolsonaro sobre supostas ilusões de condicionamentos que não existem", disse Mortágua em declarações aos jornalistas, durante uma viagem de barco em Setúbal.

A coordenadora bloquista voltou a reforçar que se tratou de uma "piada de mau gosto" e que o Bloco solicitou que esta pessoa apagasse a declaração e pedisse dispensa na participação nas mesas eleitorais, assim que teve conhecimento do sucedido. 

"O pedido foi feito, já foi respondido, e, portanto não estará nas mesas eleitorais", revelou. "Penso que o caso está encerrado", disse, referindo, contudo, que a "CNE fará o que tem a fazer". 

"Não precisamos em Portugal de aprendizes de Bolsonaro a pôr em causa as eleições", rematou.

"Maioria à direita não antevejo, sinceramente"

Carmen Guilherme | há 1 mês

Já dentro do comboio, a caminho do Porto, o líder socialista, Pedro Nuno Santos, disse que não antevê uma "maioria à direita", reforçando ainda que as suas "contas" apenas de centram no PS. 

"Maioria à direita não antevejo, sinceramente, não existe esse bloco", disse aos jornalistas, ao ser interrogado sobre se uma vitória será suficiente ou se uma maioria de direita lhe pode estragar os planos. 

Confrontado com a possibilidade de AD, IL e Chega se aliarem, Pedro Nuno Santos lembrou as palavras do líder do PSD, Luís Montenegro. "A partir do momento em que o PSD exclui o Chega não me parece que possamos continuar a fazer esse bloco. Digo eu". 

Questionado então sobre se as suas contas juntam AD e IL contra o Chega, o líder socialista foi claro. "As minhas contas é só PS. E só estou a pensar no PS e o PS ter o melhor resultado possível", disse. 

"Quem quer travar o regresso da direita ao poder e o regresso ao passado deve concentrar o seu voto no PS. Eu apelo todos os indecisos que votem no PS", completou.

Pedro Nuno pede concentração de votos para travar "regresso da direita"

O secretário-geral do PS dramatizou hoje o que está em jogo nas eleições de domingo, considerando que a única forma de travar "o regresso da direita ao poder" passa pela concentração de votos nos socialistas.

Lusa | 10:36 - 04/03/2024

Em fim de semana de Clássico, Costa foi 'mister', mas oposição pediu VAR

Tomásia Sousa | há 1 mês

No dia em que se juntou à campanha do PS, o atual primeiro-ministro lançou o mote para a discussão do fim de semana, ao comparar a interrupção da atual legislatura a um jogo suspendido aos 40 minutos. AD discorda e lembra que foi o próprio quem "saiu de campo".

Em fim de semana de Clássico, Costa foi 'mister', mas oposição pediu VAR

No dia em que se juntou à campanha do PS, o atual primeiro-ministro lançou o mote para a discussão do fim de semana, ao comparar a interrupção da atual legislatura a um jogo suspendido aos 40 minutos. AD discorda e lembra que foi o próprio quem "saiu de campo".

Tomásia Sousa | 08:00 - 04/03/2024

De "desvirtuar resultados" a "piada de mau gosto". Chega lança polémica

Notícias ao Minuto com Lusa | há 1 mês

André Ventura mostrou a publicação de uma pessoa, que identificou como membro do BE, afirmando que se preparava para considerar nulos os votos no Chega e AD. O Bloco de Esquerda condenou o que considerou uma "piada de mau gosto", enquanto a Comissão Nacional de Eleições disse não ter registo de qualquer queixa sobre qualquer tentativa de "desvirtuar o resultado" das legislativas de dia 10, tal como alega o Chega.

De "desvirtuar resultados" a "piada de mau gosto". Chega lança polémica

André Ventura mostrou a publicação de uma pessoa, que identificou como membro do BE, afirmando que se preparava para considerar nulos os votos no Chega e AD. O Bloco de Esquerda condenou o que considerou uma "piada de mau gosto", enquanto a Comissão Nacional de Eleições disse não ter registo de qualquer queixa sobre qualquer tentativa de "desvirtuar o resultado" das legislativas de dia 10, tal como alega o Chega.

Notícias ao Minuto com Lusa | 08:35 - 04/03/2024

Montenegro "não anda de comboio, não conhece a ferrovia em Portugal"

Carmen Guilherme | há 1 mês

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, acusou, esta segunda-feira, o líder do PSD, Luís Montenegro, de "não conhecer a ferrovia em Portugal"

Esta posição foi transmitida depois de o líder socialista ser confrontado com as críticas da oposição relativamente a este tema, nomeadamente por Luís Montenegro. "Porque não conhece, não anda de comboio, não conhece a ferrovia em Portugal, porque se conhecesse sabia que, por exemplo, a viagem que vamos fazer é numa linha que está modernizada, eletrificada por nós", disse em declarações à CNN Portugal, numa altura em que se preparava para arrancar a manhã com uma viagem de comboio no Marco de Canaveses em direção a Campanhã, no Porto. 

"Há atrasos porque há obras, no tempo deles nem sequer havia obras", atirou.

"Vou para São Bento", diz Pedro Nuno em viagem de comboio para o Porto

O secretário-geral do PS afirmou hoje que vai para São Bento, numa viagem de comboio que tinha como destino a estação no Porto com o mesmo nome, em que quis mostrar obra feita e defender investimento na ferrovia.

Lusa | 10:20 - 04/03/2024

Ideologia de género é "fenómeno de insanidade", diz deputado do Chega

Lusa | há 1 mês

O deputado do Chega Gabriel Mithá Ribeiro, cabeça de lista por Leiria, defendeu na noite de domingo que a ideologia de género é um "fenómeno de insanidade mental" e acusou a esquerda de mover uma "guerra psicológica permanente".

Ventura diz que PS tornou Portugal num "inferno para os empresários"

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega acusou no domingo à noite o PS de ter tornado o país "num inferno para os empresários" e considerou que Portugal tem "muitos impostos, habitação cara e maus serviços".

BE condena "piada de mau gosto" de membro de mesa, após alerta do Chega

Lusa | há 1 mês

O Bloco de Esquerda condenou hoje a "piada de mau gosto" de um elemento que iria estar nas mesas de voto em Aveiro e que disse nas redes sociais que se preparava para anular os votos no Chega.

BE condena "piada de mau gosto" de membro de mesa, após alerta do Chega

O Bloco de Esquerda condenou hoje a "piada de mau gosto" de um elemento que iria estar nas mesas de voto em Aveiro e que disse nas redes sociais que se preparava para anular os votos no Chega.

Lusa | 06:20 - 04/03/2024

Últimos cinco dias de campanha arrancam hoje com ações no Norte e Sul

Lusa | há 1 mês

Últimos cinco dias de campanha arrancam hoje com ações no Norte e Sul

Os últimos cinco dias de campanha eleitoral arrancam hoje com os líderes dos principais partidos concorrentes às eleições legislativas do dia 10 de março a centrar as suas ações no Norte, com arruadas e comícios.

Lusa | 07:06 - 04/03/2024

Recomendados para si

;
Campo obrigatório