Meteorologia

  • 13 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 29º

IL lamenta "incidente" contra comitiva do PS, mas fala em "provocações"

O presidente da IL afirmou hoje que os cidadãos e os partidos políticos têm de dar um "exemplo de tranquilidade e espírito democrático" até ao final da campanha eleitoral, após um incidente durante uma arruada socialista em Guimarães.

IL lamenta "incidente" contra comitiva do PS, mas fala em "provocações"
Notícias ao Minuto

19:07 - 03/03/24 por Lusa

Política Iniciativa Liberal

"O apelo que eu faço a todos os cidadãos, mas também aos responsáveis políticos e às caravanas políticas é que temos de dar um exemplo de tranquilidade, serenidade e espírito democrático, não podemos responder à agressividade com agressividade", disse Rui Rocha no final de uma visita à Soito Wines, em Viseu.

Hoje à tarde, em Guimarães, durante uma arruada, um homem atirou de uma varanda de um primeiro andar um vaso contra o desfile do PS, depois de ter inicialmente insultado e feito gestos obscenos aos militantes e simpatizantes socialistas, que lhe atiraram uma bandeira e um guarda-chuva.

Dizendo que este tipo de incidentes são lamentáveis, o dirigente liberal sustentou que nada justifica este tipo de provocações e de ataques de parte a parte.

"Parece-me que há provocações de parte a parte, há tentativas de agressão de parte a parte", assinalou.

Rui Rocha espera que até ao final da campanha eleitoral para as legislativas de março, que termina sábado, impere a tranquilidade.

Para isso, é importante que os cidadãos e os partidos políticos deem um "exemplo de tranquilidade, serenidade e espírito democrático", insistiu.

"Temos uma semana para demonstrar que o país é um país maduro", reforçou.

Questionado novamente sobre a segurança disponibilizada pelo primeiro-ministro, após o presidente do PSD, Luís Montenegro, ter sido atingido com tinta numa ação de campanha por um ativista climático, Rui Rocha reafirmou que António Costa "fez o que tinha de fazer".

O dirigente liberal repetiu ainda que não irá recorrer a essa segurança, apesar dos incidentes que têm ocorrido, porque não sente necessidade.

Leia Também: Após momento de tensão em Guimarães, Pedro Nuno Santos pede "serenidade"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório