Meteorologia

  • 24 ABRIL 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 24º

"Costa demonstrou que não há alternativa sólida e credível nas Direitas"

O responsável pela pasta da Administração Interna, José Luís Carneiro, comentou o discurso de António Costa, que no sábado se juntou à campanha eleitoral, no Porto. O ministro acredita ainda que o Partido Socialista vai ganhar as eleições "de forma folgada".

"Costa demonstrou que não há alternativa sólida e credível nas Direitas"
Notícias ao Minuto

15:25 - 03/03/24 por Notícias ao Minuto

Política Partido Socialista

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, mostrou-se, este domingo, confiante numa vitória do Partido Socialista (PS), durante uma arruada em Guimarães.

Questionado sobre a entrada de António Costa na campanha eleitoral e sobre o discurso proferido pelo primeiro-ministro, no Porto, o também cabeça-de-lista por Braga referiu, em declarações à CNN Portugal: “É um sentimento que só mesmo o Partido Socialista oferece estabilidade, previsibilidade, confiança no futuro do nosso país. Na medida em que o nosso primeiro-ministro, ontem na qualidade de militante do PS, demonstrou que não há uma alternativa séria, sólida e credível nas Direitas, que mais não fazem do que criticar não apenas o Governo, mas até criticar, em parte, tudo aquilo que nós enquanto sociedade fomos capazes de construir desde 1976”.

O ministro foi ainda questionado sobre se este será um 'discurso' de viragem, nomeadamente, em relação aos eleitores indecisos. Sublinhando que esta era "uma semana muito relevante" para estes eleitores, na qual devem fazer um juízo "rigoroso daquilo que foi possível construir". O ministro exemplificou o trabalho feito durante a governação socialista, apontando as medidas tomadas pelo Executivo durante a pandemia de Covid-19 ou o crescimento da economia. "Aumentámos não apenas o salário mínimo, mas também o salário médio. Ficámos entre os países que mais cresceram economicamente, e conseguimos vencer essa pandemia contrariamente àquilo que aconteceu no período da assistência financeira ao país. Essa marca está bem patente naquilo que é a vida das comunidades locais", respondeu.

Estão em crer que vamos ganhar estas eleições e de uma forma, do meu ponto de vista, folgada

Enquanto esperava a chegada do líder socialista, Pedro Nuno Santos, Carneiro foi mais uma vez questionado com esta possível viragem após o discurso de Costa - e confrontando com uma sondagem do JN/TSF/DN divulgada hoje, e que dá o PS à frente da AD e o Chega, BE e CDU à frente da IL.

"Fiz uma campanha neste distrito há dois anos e fiz uma agora. Não houve uma única pessoa que tivesse uma única palavra de deselegância, falta de confiança em relação ao governo do PS", afirmou, sublinhando melhorias feitas na região. "Estão em crer que vamos ganhar estas eleições e de uma forma, do meu ponto de vista, folgada".

Leia Também: Rui Rocha descredibiliza sondagem que dá BE e CDU à frente da IL

Recomendados para si

;
Campo obrigatório