Meteorologia

  • 22 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 27º

Menezes pergunta onde estão os ex-líderes do PS ao lado de Pedro Nuno

O antigo presidente do PSD Luís Filipe Menezes perguntou "onde estão ex-líderes do PS", como Constâncio, Ferro ou Seguro, mas considerou que a presença de Costa na campanha socialista é "tentativa desesperada de branquear falhanço" de Pedro Nuno Santos.

Menezes pergunta onde estão os ex-líderes do PS ao lado de Pedro Nuno
Notícias ao Minuto

17:37 - 02/03/24 por Lusa

Política Eleições

Num comício em Braga, o segundo consecutivo do dia da campanha da AD, Menezes - que foi presidente do PSD entre outubro de 2007 e junho de 2008 - pediu ainda ao atual secretário-geral do PS para não se comparar com o antigo primeiro-ministro do PSD Aníbal Cavaco Silva.

"Eu sei que o líder do PS adora automóveis de luxo -- agora parece que os esconde -- mas o comparar o doutor Nuno Santos com o professor Cavaco Silva é comparar um Ferrari com um calhambeque encostado numa garagem, não se compare", apelou.

Menezes disse ter visto com agrado antigos presidentes do PSD a marcarem presença na campanha da AD ao lado de Luís Montenegro e até disse que outros só não estão "por determinado tipo de funções e projetos de futuro que não lhes permitem, nem é útil que deem a cara, mas estão com ele".

"Onde é que estão os ex-líderes do PS, há alguns vivos como Vítor Constâncio, Ferro Rodrigues, António José Seguro, onde é que estão os ex-líderes do PS ao lado do líder socialista?", perguntou.

Mas o antigo autarca de Vila Nova de Gaia criticou também a presença do antecessor de Pedro Nuno Santos, o primeiro-ministro António Costa, já hoje, na campanha socialista, no Porto.

"É o desespero total, uma tentativa desesperada de branquear o falhanço do atual líder do PS", acusou.

Luís Filipe Menezes refutou também as críticas que têm sido feitas ao líder do PSD por não ter experiência governativa e disse que "os grandes líderes da democracia portuguesa Mário Soares e Sá Carneiro foram primeiros-ministros sem terem ocupado o lugar de presidente da junta".

"Luís Montenegro foi, porventura no período mais difícil do país nos últimos 20 anos, o melhor líder parlamentar da democracia portuguesa", disse, num elogio ao que foi o seu diretor de campanha nas diretas de 2007, que venceu contra Marques Mendes.

Num comício que contou com a presença na primeira fila do ex-ministro da Administração Interna Miguel Macedo, o cabeça de lista da AD por Braga e secretário-geral do PSD, Hugo Soares, também pôs a tónica nas críticas a Pedro Nuno Santos, que acusou de "acenar com o papão e o lobo mau" sobre a campanha da AD

"Todos conhecemos a história do Pedro e do lobo mau, não faça como na história, tantas vezes acena com o papão, tantas vezes acena com o lobo mau, que qualquer dia já ninguém acredita em Pedro Nuno Santos", criticou.

Hugo Soares também aludiu à presença de António Costa na campanha do PS e disse que é o "momento de perguntar porque é que Pedro Nuno Santos, que não serviu para ministro, serviria para primeiro-ministro de Portugal".

O braço-direito de Montenegro destacou como principais características do líder do PSD a preparação, a humanidade e a proximidade.

"O Luís é um de nós, acabou essa coisa dos sebastianismos, vamos mesmo ter um primeiro-ministro de Portugal que é um de nós, como eu, como qualquer português", disse.

O comício de Braga terminou com o auditório, com cerca de 1.400 lugares, a cantar os parabéns a Hugo Soares, que completa 41 anos.

[Notícia atualizada às 17h45]

Leia Também: Montenegro responde a Pedro Nuno: "Queremos valorizar o trabalho"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório