Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

AO MINUTO: A aparição de Costa, as farpas à AD e o apelo aos indecisos

A campanha eleitoral para as Legislativas de 10 de março continua a percorrer o país, de Norte a Sul.

AO MINUTO: A aparição de Costa, as farpas à AD e o apelo aos indecisos
Notícias ao Minuto

11:09 - 02/03/24 por Notícias ao Minuto

ao minuto Ao Minuto Política Eleições

A campanha eleitoral para as Eleições Legislativas de 10 de março entra, este sábado, no seu sétimo dia, com os líderes partidários a percorrer o país, de Norte a Sul.

O secretário-geral do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, inicia o dia em Bragança, desloca-se para Mirandela e termina o dia no Porto. 

Já o líder do PSD e da coligação Aliança Democrática, Luís Montenegro, vai arrancar o dia em Amarante. Depois de uma passagem pela Trofa, vai seguir para Braga e terminará o dia em Famalicão

André Ventura, líder do Chega, vai estar em Coimbra e na Figueira da Foz. Por sua vez, Rui Rocha, líder da Iniciativa Liberal, vai marcar presença em Braga e no Porto.  

O secretário-geral do PCP, Paulo Raimundo, vai estar em Ferreira do Alentejo, em Beja, em Santarém e passará ainda pelo Carregado

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, segue para Argemela, na Covilhã, e depois para o Porto.

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, vai estar no Porto e em Matosinhos. Já Rui Tavares, do Livre, estará em Lisboa.

Fim de acompanhamento

Teresa Banha | há 1 mês

Boa noite. Terminamos por aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral. Estaremos de volta no domingo de manhã com os acontecimentos mais marcantes do 8.º dia de campanha. Até amanhã!

Costa? "Maioria absoluta acabou e PS não deu conta", diz Mortágua

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, concluiu hoje, após ouvir o discurso de António Costa, que "a maioria absoluta acabou e o PS não se deu conta", pedindo aos socialistas menos arrogância e soberba e mais soluções e humildade.

Costa? "Maioria absoluta acabou e PS não deu conta", diz Mortágua

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, concluiu hoje, após ouvir o discurso de António Costa, que "a maioria absoluta acabou e o PS não se deu conta", pedindo aos socialistas menos arrogância e soberba e mais soluções e humildade.

Lusa | 23:59 - 02/03/2024

Eleições? Ventura diz estar em curso tentativa de "desvirtuar resultado"

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega, André Ventura, alegou hoje estar em curso uma tentativa para "desvirtuar o resultado" das eleições legislativas de 10 de março, que passa por "anular os votos" do seu partido.

"Está em curso uma tentativa de desvirtuar o resultado destas eleições em Portugal, e nós temos de estar muito atentos a isso", afirmou no seu discurso no final de um jantar/comício na Figueira da Foz, no distrito de Coimbra.

CDU quer mais apoios à agricultura e condena "ditadura da distribuição"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP defendeu hoje, em Santarém, a atribuição de mais apoios à produção agrícola, criticando as opções da Política Agrícola Comum (PAC) e a "ditadura da grande distribuição" identificada nos grupos Jerónimo Martins e Sonae.

CDU defende mais apoios à agricultura e condena "ditadura da distribuição"

O secretário-geral do PCP defendeu hoje, em Santarém, a atribuição de mais apoios à produção agrícola, criticando as opções da Política Agrícola Comum (PAC) e a "ditadura da grande distribuição" identificada nos grupos Jerónimo Martins e Sonae.

Lusa | 22:52 - 02/03/2024

Pedro Nuno acusa AD de querer fazer "xeque-mate ao Estado social"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS acusou hoje AD de querer fazer "xeque-mate ao Estado social" com a sua proposta de choque fiscal e também criticou a medida do vale consulta, alegando que deixaria o Estado "na mão de terceiros".

Pedro Nuno acusa AD de querer fazer "xeque-mate ao Estado social"

O secretário-geral do PS acusou hoje AD de querer fazer "xeque-mate ao Estado social" com a sua proposta de choque fiscal e também criticou a medida do vale consulta, alegando que deixaria o Estado "na mão de terceiros".

Lusa | 22:11 - 02/03/2024

Ventura acusa Costa de mostrar "grande dose de desfaçatez"

Lusa | há 1 mês

O presidente do Chega acusou hoje o primeiro-ministro cessante, António Costa, de ter mostrado "uma grande dose de desfaçatez" por dizer que os socialistas representam segurança e classificou como negativa a presença do ex-líder do PS na campanha.

Ventura acusa Costa de mostrar "grande dose de desfaçatez"

O presidente do Chega acusou hoje o primeiro-ministro cessante, António Costa, de ter mostrado "uma grande dose de desfaçatez" por dizer que os socialistas representam segurança e classificou como negativa a presença do ex-líder do PS na campanha.

Lusa | 22:01 - 02/03/2024

Pedro Nuno pede voto de confiança a indecisos e promete "não desiludir"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS dirigiu-se hoje diretamente aos indecisos para lhes pedir um voto de confiança, comprometendo-se a não desiludi-los, e agradeceu a António Costa por tê-lo feito "crescer politicamente".

Pedro Nuno pede voto de confiança a indecisos e promete "não desiludir"

O secretário-geral do PS dirigiu-se hoje diretamente aos indecisos para lhes pedir um voto de confiança, comprometendo-se a não desiludi-los, e agradeceu a António Costa por tê-lo feito "crescer politicamente".

Lusa | 21:41 - 02/03/2024

Entre os muitos idosos de Beja, um piscar de olhos da CDU aos jovens

Lusa | há 1 mês

Eram poucos os jovens por entre uma plateia com muitos cabelos grisalhos, boinas nas cabeças e rugas nas mãos que seguravam as bandeiras da CDU, mas foram deles as primeiras palavras no comício de hoje em Beja.

Entre os muitos idosos de Beja, um piscar de olhos da CDU aos jovens

Eram poucos os jovens por entre uma plateia com muitos cabelos grisalhos, boinas nas cabeças e rugas nas mãos que seguravam as bandeiras da CDU, mas foram deles as primeiras palavras no comício de hoje em Beja.

Lusa | 21:35 - 02/03/2024

"Eu não quero que vocês emigrem, nem hoje nem amanhã"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD disse hoje, num encontro com jovens, que não quer que eles emigrem "nem hoje nem amanhã", afirmando que "não há nenhuma grande transformação" que não seja impulsionada por esta faixa etária.

"Eu não quero que vocês emigrem, nem hoje nem amanhã"

O presidente do PSD disse hoje, num encontro com jovens, que não quer que eles emigrem "nem hoje nem amanhã", afirmando que "não há nenhuma grande transformação" que não seja impulsionada por esta faixa etária.

Lusa | 21:03 - 02/03/2024

IL quer médico de família para grávidas, idosos e crianças já este ano

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) comprometeu-se hoje a atribuir médico de família ainda este ano a grupos prioritários, nomeadamente a grávidas, crianças até aos nove anos e idosos com mais de 65 anos.

IL quer médico de família para grávidas, idosos e crianças já este ano

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) comprometeu-se hoje a atribuir médico de família ainda este ano a grupos prioritários, nomeadamente a grávidas, crianças até aos nove anos e idosos com mais de 65 anos.

Lusa | 20:59 - 02/03/2024

"Meninas do BE"? Catarina Martins critica declarações de Menezes

Notícias ao Minuto | há 1 mês

Também a ex-coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, reagiu às declarações de Luís Filipe Menezes esta tarde. "Também sentiram o bafio misógino que se solta da campanha da direita? Paulo Núncio, Luís Filipe Menezes… direita democrática, não era? Mas só para o clube de rapazes", escreveu Catarina Martins numa publicação partilhada na rede social X (antigo Twitter).

"Meninas do BE"? "AD convive mal com igualdade", diz Joana Mortágua

Notícias ao Minuto | há 1 mês

A deputada do Bloco de Esquerda Joana Mortágua reagiu à intervenção do antigo presidente do PSD Luís Filipe Menezes, que hoje criticou não só o secretário-geral do PS, como também o BE. "Banqueiros, alemães e outros, incluindo os portugueses estão com as pernas a tremer estão - porque estão a pensar que pode vir mais do mesmo. Daquilo que obrigou a que tivéssemos um grande líder parlamentar e na frente dele, um secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares que só tinha olhos para as meninas do Bloco de Esquerda",  afirmou o social-democrata, em Braga, referindo-se à altura da geringonça.

"Meninas do BE"? Bloquistas criticam "bafio misógino" à Direita

Em causa estão as declarações do social-democrata Luís Filipe Menezes.

Notícias ao Minuto | 21:27 - 02/03/2024

Na rede social X (antigo Twitter), Joana Mortágua partilhou o momento e comentou: "As 'meninas do Bloco de Esquerda'? A AD mostra todos os dias o seu ADN. Em todos os sentidos do trocadilho. Tentam disfarçar mas convivem mal com o protagonismo das mulheres na política. Convivem mal com a igualdade".

"Caro Costa, é um gosto saber que este tempo livre lhe fez tão bem"

Teresa Banha | há 1 mês

Depois de António Costa, é a vez de Pedro Nuno Santos falar. "Queira agradecer-vos a todos esta demonstração de força: de todos aqueles que querem avançar e não querem dar nenhum passo para trás", começo por dizer, depois do discurso de Costa.

"Caro António Costa: é uma honra. Agradecer os anos que trabalhámos juntos [...]. É uma honra enorme tê-lo aqui e e é um gosto para nós socialistas saber que este tempo livre lhe fez tão bem", disse.

Afirmando que a ideia de comunidade é algo que distingue o PS de todos os outros partidos, atirou: "É esta a consciência de comunidade de outros partidos, dos partidos de Direita, que nos distingue do PSD. A ideia de comunidade".

"Queremos andar para a frente, não queremos regressar ao passado, não queremos dar nem um passo atrás. Governámos oito anos e temos orgulho desses oito anos", repetiu, referindo amis uma vez os "resultados que têm para apresentar". "Quem fala mal destes oito anos não está a faltar ao respeito ao PS nem ao governo, mas a tudo aquilo que portugueses conseguiram construir em conjunto. Aos portugueses que ao longo destes anos deram a volta ao país", apontou.

"Não é altura de arriscarmos", pede António Costa, entre farpas ao PSD

Tomásia Sousa | há 1 mês

Para António Costa, "é altura de pôr os pontos nos is", quando a Direita diz que fez o que tinha de fazer para deixar as contas certas. "Entre 2011 e 2015, a dívida esteve sempre a subir", assegura. "Com eles, a dívida esteve sempre a aumentar" apesar dos cortes nas pensões e nas subidas de impostos.

"Com a receita deles, nem saímos do procedimento por défice excessivo, nem do risco de aplicação de sanções, nem conseguiram reduzir a dívida", aponta, lembrando que desde ontem que Portugal está entre os níveis 'A' de todas as principais agências de rating.

Em jeito de brincadeira, Costa refere que agora tem "tempo", e tem ouvido os discursos de Pedro Nuno Santos e ido verificar como têm sido classificadas as declarações do novo secretário-geral do PS pelos jornais, concluindo que a maioria delas tem sido considerada como "verdade".

Mais à frente, o ex-secretário-geral do PS faz o seu próprio fact-check, após dizer que viu na televisão a Direita a dizer que tinha construído sete hospitais enquanto governou. "Todos os sete tinham sido iniciado no Governo do Partido Socialista", garantiu. "Para eles governar é inaugurar."

Costa refere mesmo que esta postura mostra a "impreparação que a AD tem para governar. E não é por irem buscar inspiração aos anteriores PM da AD que eles vão conseguir governar no dia de hoje", atira.

Costa usa o humor para criticar Cavaco, Barroso, Santana e Passos

O ex-secretário-geral do PS recorreu hoje ao humor para sustentar que a Aliança Democrática (AD) está sem fonte de inspiração para governar, dizendo que os quatro anteriores primeiros-ministros do PSD são incompatíveis com o presente.

Lusa | 22:15 - 02/03/2024

"O mais antigo não governou só numa era em que não havia internet, em que não havia providências cautelares. Ele verdadeiramente governou e conseguiu ganhar eleições quando só havia uma televisão em Portugal que era, aliás, comandanda pelo seu ministro adjunto", afirma, referindo-se a Cavaco Silva.

Sobre Durão Barroso, refere: "Em menos de dois anos percebeu que governar não é inaugurar e achou que era melhor ir para Bruxelas". Sobre Santana Lopes, diz que "até queria que o convidassem, mas eles não convidam”.

"O último [Pedro Passos Coelho] veio e verdadeiramente o que fez foi o truque que já percebemos que eles fazem - dizem para o Chega sair pela porta, mas depois o Chega entra pela janela contaminando-os a eles com as ideias que têm sobre os estrangeiros e outras boas ideias que contaminam o Chega". 

A Pedro Nuno Santos, Costa avisa que terá "muita obra para inaugurar", incluindo do PRR, "porque os jornais agora também descobriram que as obras dispararam 130%". "Há obras, afinal!", ironiza, enquanto mostra a notícia do Negócios.

"Não é altura de arriscar com experiências de quem não tem experiência"

O primeiro-ministro cessante advertiu hoje que o cenário internacional é muito complexo e que os próximos anos serão muito exigentes para Portugal, razão pela qual defendeu que não se deve apostar na inexperiência e em soluções que não funcionam.

Lusa | 21:20 - 02/03/2024

"Não é altura de arriscarmos com experiências, nem na repetição de soluções que já demonstraram que não funcionam, nem com experiências com quem não tem experiência", conclui, realçando a importância que o Partido Socialista esteja unido neste momento. "Mais uma vez temos a apresentar ao país aquele que escolhemos para nosso líder e que é um político com experiência, que já teve de decidir, que já teve de fazer escolhas."

"Será que vale a pena fazer uma mudança sem segurança?"

Tomásia Sousa | há 1 mês

Costa elenca a pandemia, os efeitos da guerra na Ucrânia e na Faixa de Gaza entre as dificuldades que o seu Executivo enfrentou. Depois, debruçando-se sobre algumas notícias dos últimos dias, diz que "conseguimos controlar a inflação" assim como "dobrar os dois anos mais difíceis que tivémos de viver fruto da guerra da Rússia contra a Ucrânia e a brutal crise de inflação e de subidas de taxas de juro que tivémos de enfrentar".

Dirigindo-se aos indecisos, questiona: "Será que agora que as coisas se começam a endireitar, vale a pena fazer uma mudança sem segurança, em vez de dar oportunidade ao Pedro Nuno Santos para continuar o trabalho que temos vindo a desenvolver?".

"As portuguesas e os portugueses conhecem-nos. Sabem como é que nós gerimos crises e como é que eles gerem as crises. Gerem com enormes aumentos de impostos, com cortes nos salários e nas pensões, com congelamentos nas carreiras. Nós fizémos tudo isto continuando a aumentar salários, continuando a aumentar pensões, descongelando e mantendo descongeladas as carreiras e mais não fizémos porque mais não conseguimos fazer."

António Costa nota que também houve margem para lançar programas como as creches gratuitas e para aumentar o orçamento do Serviço Nacional de Saúde.

"Interromperam o jogo, mas vamos ganhar estas eleições", garante Costa

Tomásia Sousa | há 1 mês

"É muito bom ver a energia, a força e a mobilização do Partido Socialista nesta campanha eleitoral", começa por referir António Costa, que já discursa no comício do partido no Porto.

O ainda primeiro-ministro começa por dizer que o governo foi avaliado duas vezes nos últimos anos. "Tivémos um 'Bom +' nas eleições de 2019. Depois, voltámos a ser avaliados em 2022, pela forma como enfrentámos a pandemia. E aí fomos ainda melhor avaliados. Tivémos mesmo um 'Muito Bom' nas eleições de 2022".

"Agora, em condições normais, só deveriamos ser avaliados daqui a dois anos e meio, em 2026, mas a vida é como é, e estamos naquela situação um pouco estranha que é a do aluno que é sujeito a exame quando não acabou sequer o 2.º período", compara.

"Em vez de nos deixarem chegar a 2026 para sermos avaliados, em vez de deixarem o jogo chegar aos 90 minutos, interromperam o jogo aos 40... Mas há uma diferença: é que mesmo aos 40 minutos nós vamos ganhar estas eleições", garante António Costa.

"Interromperam o jogo, mas vamos ganhar as eleições", assegura Costa

O primeiro-ministro lamentou hoje que a ação do Governo tenha sido interrompida a meio do mandato, como um aluno sujeito a exame antes de terminar o segundo período, mas afirmou acreditar que o PS vai ganhar as eleições.

Lusa | 20:57 - 02/03/2024

Mortágua considera que maioria absoluta "não deixa saudades a ninguém"

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, defendeu hoje que a maioria absoluta do PS "não deixa saudades a ninguém" e que os bloquistas se apresentam com políticas para, numa maioria à esquerda, conseguir "sarar as cicatrizes" desta governação.

Mortágua considera que maioria absoluta "não deixa saudades a ninguém"

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, defendeu hoje que a maioria absoluta do PS "não deixa saudades a ninguém" e que os bloquistas se apresentam com políticas para, numa maioria à esquerda, conseguir "sarar as cicatrizes" desta governação.

Lusa | 19:33 - 02/03/2024

Pedro Nuno chega ao comício do PS poucos minutos após Costa

Teresa Banha | há 1 mês

Também o secretário-geral do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, já chegou ao comício, onde já cumprimentou o seu antecessor na liderança socialista, António Costa.

Pedro Nuno e António Costa sentaram-se lado a lado, enquanto nenhum dos dois sobe ao palco.

António Costa já chegou ao comício do PS no Porto

Teresa Banha | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, chegou pouco antes das 19 horas ao Pavilhão Rosa Mota, no Porto, onde se junta à campanha eleitoral. O chefe de Governo cumprimentou vários dirigentes e militantes socialistas, entre os quais Augusto Santos Silva, presidente da Assembleia da República.

Acompanhado da mulher, António Costa não respondeu às perguntas dos jornalistas, feitas em vários momentos, dizendo-lhes apenas um "até já". Costa discursa daqui a pouco aos socialistas, 24 horas depois de referir que "faria campanha sempre e quando o PS" entendesse que este era "útil". "Quando achar que eu sou útil, cá estou", disse, em Roma, Itália.

Montenegro acusa Governo de enviar cartas para induzir voto no PS

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD, Luís Montenegro, acusou hoje o Governo de transpor as funções de gestão e interferir no processo eleitoral através do envio de cartas e informações para induzir o voto no PS.

Montenegro acusa Governo de enviar cartas para induzir voto no PS

O presidente do PSD, Luís Montenegro, acusou hoje o Governo de transpor as funções de gestão e interferir no processo eleitoral através do envio de cartas e informações para induzir o voto no PS.

Lusa | 18:20 - 02/03/2024

Troika: PSD tem orgulho ou foi obrigado? "Pessoas sabem no que acreditar"

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre desafiou hoje as lideranças do PSD a decidirem se "foram obrigadas a fazer o que fizeram" durante o período da 'troika' ou "se tiveram orgulho" e salientou que à Esquerda "as pessoas sabem no que acreditar".

Troika: PSD tem orgulho ou foi obrigado? "Pessoas sabem no que acreditar"

O porta-voz do Livre desafiou hoje as lideranças do PSD a decidirem se "foram obrigadas a fazer o que fizeram" durante o período da 'troika' ou "se tiveram orgulho" e salientou que à Esquerda "as pessoas sabem no que acreditar".

Lusa | 18:14 - 02/03/2024

CDU atira à Direita pela discriminação nos discursos sobre imigração

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP criticou hoje, em Beja, os partidos de Direita pelas posições sobre imigração, denunciando "o discurso do ódio, racismo e discriminação", e apelando ao pleno reconhecimento dos direitos dos imigrantes.

"Os discursos do ódio, do racismo e da discriminação que têm vindo a aumentar mais não fazem do que querer desviar as atenções dos reais problemas e dos responsáveis que meteram milhares de cidadãos portugueses para fora do seu país", disse Paulo Raimundo, num comício da CDU (Coligação Democrática Unitária, que junta PCP e PEV) na Casa da Cultura, em Beja.

"Certas forças políticas decidiram voltar a caminhos de retrocesso"

Lusa | há 1 mês

O conselheiro de Estado António Sampaio da Nóvoa afirmou hoje que a campanha para as legislativas tem mostrado "que certas forças políticas decidiram voltar a caminhos de grande retrocesso para o contrato social" e apelou a um reforço da Esquerda.

"Certas forças políticas decidiram voltar a caminhos de retrocesso"

O conselheiro de Estado António Sampaio da Nóvoa afirmou hoje que a campanha para as legislativas tem mostrado "que certas forças políticas decidiram voltar a caminhos de grande retrocesso para o contrato social" e apelou a um reforço da esquerda.

Lusa | 17:51 - 02/03/2024

Menezes pergunta onde estão os ex-líderes do PS ao lado de Pedro Nuno

Lusa | há 1 mês

O antigo presidente do PSD Luís Filipe Menezes perguntou "onde estão ex-líderes do PS", como Constâncio, Ferro ou Seguro, mas considerou que a presença de Costa na campanha socialista é "tentativa desesperada de branquear falhanço" de Pedro Nuno Santos.

Menezes pergunta onde estão os ex-líderes do PS ao lado de Pedro Nuno

O antigo presidente do PSD Luís Filipe Menezes perguntou "onde estão ex-líderes do PS", como Constâncio, Ferro ou Seguro, mas considerou que a presença de Costa na campanha socialista é "tentativa desesperada de branquear falhanço" de Pedro Nuno Santos.

Lusa | 17:37 - 02/03/2024

PAN quer valorização profissional dos bombeiros e linha 112 Animal

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN foi hoje aos bombeiros de Matosinhos/Leça defender a valorização destes profissionais no que respeita ao estatuto de profissão de desgaste rápido e também a criação de uma linha 112 Animal.

PAN quer valorização profissional dos bombeiros e linha 112 Animal

A porta-voz do PAN foi hoje aos bombeiros de Matosinhos/Leça defender a valorização destes profissionais no que respeita ao estatuto de profissão de desgaste rápido e também a criação de uma linha 112 Animal.

Lusa | 17:32 - 02/03/2024

Lítio. BE no pulmão da Argemela que a população teme que vire cemitério

Lusa | há 1 mês

O desespero da população que se sente a gritar no deserto sem que ninguém ouça mereceu hoje a atenção de Mariana Mortágua, numa luta contra transformar o "pulmão da Serra da Argemela num cemitério" com a mineração de lítio.

Lítio. BE no pulmão da Argemela que a população teme que vire cemitério

O desespero da população que se sente a gritar no deserto sem que ninguém ouça mereceu hoje a atenção de Mariana Mortágua, numa luta contra transformar o "pulmão da Serra da Argemela num cemitério" com a mineração de lítio.

Lusa | 17:30 - 02/03/2024

Montenegro quer "novo ciclo" inspirado em Cavaco e "ainda melhor"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD afirmou hoje que quer protagonizar "um novo ciclo de Governo aberto à sociedade", com menos impostos e crescimento económico, inspirado na governação de Aníbal Cavaco Silva, para fazer "ainda melhor".

Montenegro quer "novo ciclo" inspirado em Cavaco e "ainda melhor"

O presidente do PSD afirmou hoje que quer protagonizar "um novo ciclo de Governo aberto à sociedade", com menos impostos e crescimento económico, inspirado na governação de Aníbal Cavaco Silva, para fazer "ainda melhor".

Lusa | 17:33 - 02/03/2024

AD do "passado", mas e o futuro? "Não tenho falado com Pedro Nuno"

Teresa Banha | há 1 mês

Mariana Mortágua, que já disse que tinha coisas a dizer a António Costa, que é hoje esperado num comício do PS, no Porto, foi questionada sobre essa eventual conversa. "Para já, tenho a dizer que estes dois últimos anos foram da maior instabilidade", afirmou.

Considerando que "a maioria absoluta não deixa saudades a ninguém" a líder bloquista foi questionada se, neste âmbito, tem falando com Pedro Nuno Sofre o futuro, numa altura em que ambos os líderes falam numa "AD do passado".. "Não tenho falado com Pedro Nuno Santos. Acho que é muito importante que este país vire a página da maioria absoluta", apontou.

Campanha do Chega? "Não diz de onde vem dinheiro. Tem explicações a dar"

Teresa Banha | há 1 mês

A líder do BE, Mariana Mortágua, reagiu, este sábado, às declarações de Luís Montenegro quando prometeu não cortar prestações sociais, caso seja primeiro-ministro. "Toda  agente que viu a campanha do PSD nos últimos dias percebe que o PSD não consegue apresentar proposta de futuro ao país. O máximo que consegue dize é tentar convencer as pessoas que não vai cortar nas pensões. Tentar esconder quando aparece um ex-primeiro-ministro que foi responsável por um crime e guerra: a invasão do Iraque. A Direita é isto, está sempre a olhar para o passado", considerou, no Mercado do Bolhão, no Porto, falando ainda de casos polémicos como os que decorrem.

Mortágua foi ainda questionada sobre o financiamento do Chega, apontando que o partido não cumpre as regras impostas. "Há um partido em Portugal que não diz de onde recebe dinheiro e quando diz são de grandes empresas e milionárias. Há um partido em Portugal que está em risco de ter financiamento ilegal e de quebrar a lei. Esse partido é o Chega. E o Chega tem explicações a dar ao país", afirmou, dizendo que até ao último dia iria questionar de onde vem o dinheiro.

"Parece-me muito importante em nome do combate à corrupção  que o partido Chega e André Ventura digam hoje e já quem é que financia o partido. Vamos perguntar todos os dias", reforçou.

BE exige transparência e vai perguntar "todos os dias" quem financia Chega

A coordenadora do BE defendeu hoje que o Chega tem explicações a dar sobre o seu financiamento e que vai perguntar "todos os dias" quem dá dinheiro ao partido, alegando que esta transparência é fundamental para o combate à corrupção.

Lusa | 19:20 - 02/03/2024

'Regressos'? "Não se cansem. Há muitos mais para virem connosco"

Teresa Banha | há 1 mês

O líder social-democrata, Luís Montenegro, está este sábado em Braga, onde falou, novamente sobre os 'regressos' de alguns ex-líderes e apoio nesta campanha - deixando um aviso aos críticos: "Para aqueles que estão menos contentes ou que veem nisso um problema - de termos aqueles que nos antecederam no exercício de algumas funções, aqueles que fazem parte da nossa história e legado - para aqueles que convivem mal com isso, eu quero dizer: Não se cansem. Há muitos mais para virem connosco. Estamos todos juntos".

Montenegro sublinhou novamente que a candidatura da AD era de mudança, e que não se resignava à saída dos jovens que não encontram emprego ou a um país em que os pensionistas não tivessem condições para fazer face a despesas alimentares. "Não nos podemos resignar a um governo, projeto, que olha para o próximo futuro e acha que vamos continuar no 'deixa andar'". A crescer um ponto, 1,5 ou 2 % ao ano. É esse o projeto do Partido Socialista", atirou.

Função pública? "Era importante que o líder da AD dissesse ao que vem"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PS desafiou hoje o presidente do PSD a esclarecer se quer alterar o sistema de progressões nas carreiras da administração pública, designadamente dos professores, colocando em causa o fator tempo de serviço.

Pedro Nuno Santos falava aos jornalistas em Mirandela, durante uma breve visita à Feira da Alheira, com a presidente da Câmara, Júlia Rodrigues, e com a cabeça de lista socialista por Bragança, Isabel Ferreira, onde cumprimentou vendedores de produtos regionais transmontanos, como queijos, alheiras, azeite e vinho.

Função pública? "Era importante que o líder da AD dissesse ao que vem"

O secretário-geral do PS desafiou hoje o presidente do PSD a esclarecer se quer alterar o sistema de progressões nas carreiras da administração pública, designadamente dos professores, colocando em causa o fator tempo de serviço.

Lusa | 17:01 - 02/03/2024

Na sexta-feira à noite, em Santa Maria da Feira, o presidente do PSD, Luís Montenegro, defendeu que os funcionários públicos "devem ter um sistema de progressão sempre e só influenciado pelo seu desempenho, pelo seu mérito".

Ventura diz que "alma da AD" é ser "muleta do PS"

Lusa | há 1 mês

O líder do Chega, André Ventura, afirmou hoje que a "alma da AD" é ser "muleta do PS" e defendeu que o seu partido representa a "única oportunidade de mudança" nas eleições legislativas de dia 10.

Num almoço-comício em Coimbra, André Ventura aproveitou a gafe do líder do CDS-PP, Nuno Melo, que na sexta-feira à noite se enganou e disse ser necessária "uma vitória robusta que permita a Pedro Nuno Santos ser primeiro-ministro sem depender muito dos outros".

"Eu vou conseguir". Rui Rocha convicto de que vai ser eleito por Braga

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje não ter dúvidas de que vai ser eleito por Braga, distrito de onde é natural e pelo qual é cabeça de lista, porque conhece as pessoas e os problemas da região.

"Eu vou conseguir". Rui Rocha convicto de que vai ser eleito por Braga

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) disse hoje não ter dúvidas de que vai ser eleito por Braga, distrito de onde é natural e pelo qual é cabeça de lista, porque conhece as pessoas e os problemas da região.

Lusa | 15:12 - 02/03/2024

José Manuel Coelho sozinho em ação de rua do PTP (nem contacta populares)

Lusa | há 1 mês

O dirigente do Partido Trabalhista Português (PTP), José Manuel Coelho, participou hoje sozinho numa ação de campanha para as legislativas, em Lisboa, na qual não contactou com qualquer popular, falando apenas à comunicação social, da qual se queixou.

José Manuel Coelho sozinho em ação de rua do PTP (nem contacta populares)

O dirigente do Partido Trabalhista Português (PTP), José Manuel Coelho, participou hoje sozinho numa ação de campanha para as legislativas, em Lisboa, na qual não contactou com qualquer popular, falando apenas à comunicação social, da qual se queixou.

Lusa | 15:17 - 02/03/2024

Montenegro responde a Pedro Nuno: "Queremos valorizar o trabalho"

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD afirmou hoje, em resposta ao secretário-geral do PS, que quer "valorizar o trabalho" sem "tirar nada a ninguém", compensando até quem recebia prestações sociais e perdeu rendimento ao começar a trabalhar.

Montenegro responde a Pedro Nuno: "Queremos valorizar o trabalho"

O presidente do PSD afirmou hoje, em resposta ao secretário-geral do PS, que quer "valorizar o trabalho" sem "tirar nada a ninguém", compensando até quem recebia prestações sociais e perdeu rendimento ao começar a trabalhar.

Lusa | 16:40 - 02/03/2024

Passos e Montenegro? "Não são confiáveis para mais velhos", diz PNS

Teresa Banha | há 1 mês

Pedro Nuno Santos sublinhou ainda que a AD "era um projeto do passado". "Falam de mudança, mas a mudança deles é para  o passado. O país precisa de avançar", afirmou, acrescentando que "cada vez que aparecia alguém" era uma lembrança do passado. "Seja o ataque às pensões de Passos Coelho, seja o ataque aos direitos das mulheres de Paulo Núncio, seja a negação climática do cabeça de lista em Santarém. O que a AD tem para apresentar é o passado", justificou.

Os jornalistas insistiram ainda sobre a questão do "adversário Passos Coelho" e sobre qual o cenário que que Pedro Nuno Santos estaria a imaginar para ter escolhido estas palavras. "A única coisa que sei é que Pedro Passos Coelho com o apoio do líder parlamentar Luís Montenegro atingiram o povo muito para lá daquilo que dizem que estava no memorando. Muito para lá. E com o líder parlamentar, atual líder da AD, a apoiar. Faz parte do currículo deles. Não são confiáveis para os mais velhos em Portugal. Querem andar para trás", atirou.

Pedro Nuno afirma que já percebeu que Passos será seu "futuro adversário"

O secretário-geral do PS afirmou hoje que já percebeu que o ex-primeiro-ministro Passos Coelho será seu futuro adversário e pediu que "Deus nos livre" de o "número um" da AD por Santarém ser ministro da Agricultura.

Lusa | 20:13 - 01/03/2024

Rui Moreira vota AD e diz que ser independente não é ser neutral

Lusa | há 1 mês

Rui Moreira vota AD e diz que ser independente não é ser neutral

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, declarou hoje que votará na Aliança Democrática nas eleições legislativas de dia 10 e frisou "que ser independente não é ser neutral".

Lusa | 15:33 - 02/03/2024

"Quem atirou piropos foram candidatos da AD, que apelaram a apoio a mim"

Teresa Banha | há 1 mês

O líder do Partido Socialista, Pedro Nuno Santos, falou aos jornalistas em Mirandela, no 7.º dia de campanha eleitoral.

Questionado sobre quando é que Pedro Passos Coelho iria ser seu adversário, como disse ontem, o socialista disse que "isso já passou" e que havia assuntos mais importantes para tratar. PNS foi ainda questionado sobre os "piropos que vai atirado à Aliança Democrática", como disse Luís Montenegro, Pedro Nuno respondeu: "Quem atirou piropos a mim foram candidatos da AD, que apelaram ao apoio em mim".

O 'regresso' de Passos Coelho, que se juntou à campanha no início da semana, tem sido um dos temas centrais dos últimos dias, tendo vindo o PSD, e consequentemente, a AD, a estar debaixo de fogo por 'recorrer' a figuras do passado. Num comício este sábado na Trofa, Luís Montenegro respondeu aos críticos, garantindo que estas personalidades continuarão a surgir - e deixou uma crítica a quem lhes tem vindo a apontar o dedo: "Não se cansem já a mandar piropos por termos tantos dos melhores connosco".

Nuno Melo engana-se e apela a "vitória robusta" de Pedro Nuno Santos

O líder do CDS apercebeu-se do erro e corrigiu. "Eu disse isso? Enganei-me. Ao Luís Montenegro, Deus me livre, cruzes", afirmou.

Notícias ao Minuto | 11:06 - 02/03/2024

 

Montenegro está "muito satisfeito" por ter Rui Moreira em comício da AD

Joana Duarte | há 1 mês

O líder da Aliança Democrática, Luís Montenegro, afirmou que está "muito satisfeito" por contar com a presença de Rui Moreira no almoço comício na Trofa. "Ele não é só presidente da Câmara, ele é empreendedor".

Montenegro afirmou que o contacto com as pessoas na rua "tem sido espetacular". O líder do PSP referiu ainda que "os cidadãos de forma anónima" lhe têm pedido que "tenha coragem" e que "não de levar adiante o seu projeto". "Acreditamos muito em si" e "Portugal precisa de mudança", têm dito os portugueses a Montenegro. 

O líder do PSD salientou ainda que a AD está aberta à sociedade e aberta "para resolver os problemas".

PAN considera positiva a subida do 'rating' de Portugal, mas deixa alerta

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, considerou hoje, no Porto, "positiva" a subida do 'rating' de Portugal, que 13 anos depois volta a estar entre os níveis 'A' de todas as principais agências.

"É positivo para Portugal haver essa alteração, mas isso não deve levar-nos a, de alguma forma, retrocedermos nas políticas ou acharmos que está tudo feito, porque não está. Temos claramente um longo caminho a percorrer em matéria de transição energética, de descarbonização da economia e também com as centrais fotovoltaicas ", disse Inês Sousa Real.

Pedro Nuno critica quem desistiu do interior e agora quer "dar lições"

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral socialista criticou hoje "quem tenta agora dar lições sobre como governar" e que no passado desistiu do interior, numa alusão a Cavaco Silva.

Pedro Nuno Santos defendeu ainda que os socialistas são pessoas comuns a governar e não uma elite.

Num discurso num almoço-comício em Bragança, Pedro Nuno Santos dedicou uma larga parte do seu discurso ao interior e, sem o nomear, reagiu ao artigo no Correio da Manhã do antigo primeiro-ministro e Presidente da República Aníbal Cavaco Silva.

Pedro Nuno critica quem desistiu do interior e agora quer "dar lições"

O secretário-geral socialista criticou hoje "quem tenta agora dar lições sobre como governar" e que no passado desistiu do interior, numa alusão a Cavaco Silva.

Lusa | 14:48 - 02/03/2024

PAN critica revivalismo de valores da AD. "Não nos podemos esquecer"

Lusa | há 1 mês

A porta-voz do PAN reafirmou hoje, no Porto, que o partido "não está disponível para dar a mão à AD" e criticou aquilo que tem sido "um revivalismo de valores que não fazem jus às necessidades da população a este tempo".

Inês Sousa Real, que comentava o regresso de Durão Barroso e de António Costa às campanhas da Aliança Democrática e do PS, respetivamente, considerou que "mais do que os regressos e, sobretudo, o regresso ao passado, aquilo que o PAN tem de preocupação, neste momento, são, de facto, as declarações proferidas, em particular por Luís Montenegro, relativamente ao subsídio de desemprego".

Socialistas de Bragança apuparam logo que ouviram o nome de Cavaco Silva

Lusa | há 1 mês

A líder da Federação de Bragança do PS, Berta Nunes, acusou hoje, durante o comício do PS, o antigo primeiro-ministro Cavaco Silva de ter desmantelado a ferrovia no nordeste do país, o que gerou imediatamente apupos.

O nome do antigo Presidente da República (2006/2016) e líder do PSD entre 1985 e 1995 entrou na caravana do PS logo pela manhã, quando o secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, foi confrontado pelos jornalistas com um artigo de opinião muito crítico para os socialistas escrito por Cavaco Silva no jornal Correio da Manhã.

Socialistas de Bragança apuparam logo que ouviram o nome de Cavaco Silva

A líder da Federação de Bragança do PS, Berta Nunes, acusou hoje, durante o comício do PS, o antigo primeiro-ministro Cavaco Silva de ter desmantelado a ferrovia no nordeste do país, o que gerou imediatamente apupos.

Lusa | 14:26 - 02/03/2024

"Voz do passado". IL diz ser normal presença de Costa na campanha do PS

Joana Duarte | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) encarou hoje com normalidade a presença de António Costa numa ação de campanha do PS e frisou que essa "é uma voz do passado" e que Portugal precisa é de futuro.

"Vejo com normalidade [presença de Costa], mas são sempre vozes do passado. Aquilo que nós precisamos é de vozes para o futuro, vozes de transformação", afirmou Rui Rocha no final de uma reunião com a Associação Empresarial do Minho, em Braga, depois de ter começado o dia de campanha para as eleições antecipadas no mercado local.

"Voz do passado". IL diz ser normal presença de Costa na campanha do PS

O presidente da Iniciativa Liberal (IL) encarou hoje com normalidade a presença de António Costa numa ação de campanha do PS e frisou que essa "é uma voz do passado" e que Portugal precisa é de futuro.

Lusa | 14:04 - 02/03/2024

Orgulho de Durão na 'troika'? Mortágua diz que é "quase insultuoso"

Lusa | há 1 mês

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, considerou hoje insultuoso que o antigo primeiro-ministro Durão Barroso tenha "orgulho da austeridade e dos tempos da 'troika'" e acusou Cavaco Silva de ter estado "sempre do lado do mau governo".

No final de um encontro com as populações que querem travar a mineração de lítio a céu aberto na Serra da Argemela, na freguesia de Barco, Covilhã, distrito de Castelo Branco, a líder do BE foi questionada sobre as declarações de sexta-feira do antigo presidente da Comissão Europeia Durão Barroso e do artigo de opinião do ex-Presidente da República, Cavaco Silva.

Rui Rocha desafia Montenegro a baixar 100 euros mensais em IRS

Lusa | há 1 mês

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, desafiou hoje o líder do PSD, Luís Montenegro, a comprometer-se a baixar 100 euros mensais em IRS para quem ganha o salário médio em Portugal.

"Quero mesmo lançar daqui um desafio a Luís Montenegro, quero desafiar Luís Montenegro a comprometer-se a aliviar em IRS 100 euros por mês a quem ganha o salário médio em Portugal", atirou o dirigente liberal no final de uma visita à Associação Empresarial do Minho, em Braga, depois de ter arrancado o dia de campanha para as legislativas no mercado.

Rui Rocha desafia Montenegro a baixar 100 euros mensais em IRS

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, desafiou hoje o líder do PSD, Luís Montenegro, a comprometer-se a baixar 100 euros mensais em IRS para quem ganha o salário médio em Portugal.

Lusa | 13:50 - 02/03/2024

AD quer juntar "a família de Portugal" e travar a emigração de jovens

Lusa | há 1 mês

O presidente do PSD, Luís Montenegro, fez hoje um curto discurso num mercado em Amarante e comprometeu-se a criar condições para travar a emigração de jovens, para juntar "a família de Portugal".

Perante vendedores e dezenas de apoiantes da Aliança Democrática (AD), Luís Montenegro assumiu o compromisso de construir "um país que dê oportunidades a todos, que olhe para os mais novos e lhes permita que possam alcançar os seus sonhos aqui em Portugal, que não tenham de emigrar".

Raimundo lembra responsabilidade de Pedro Nuno na falta de obras no IP8

Lusa | há 1 mês

O secretário-geral do PCP destacou hoje a "quota de responsabilidade" do líder do PS, Pedro Nuno Santos, enquanto ex-ministro das Infraestruturas, na falta de conclusão das obras do IP8 no Alentejo e assinalou o prejuízo para a região.

"Está aqui à vista. Não vale a pena estar a desenvolver muito, basta a imagem para perceber o que ficou por fazer", disse Paulo Raimundo, sublinhando que "Pedro Nuno Santos, naturalmente, tem a sua quota de responsabilidade e tem de assumir essas responsabilidades".

Raimundo lembra responsabilidade de Pedro Nuno na falta de obras no IP8

O secretário-geral do PCP destacou hoje a "quota de responsabilidade" do líder do PS, Pedro Nuno Santos, enquanto ex-ministro das Infraestruturas, na falta de conclusão das obras do IP8 no Alentejo e assinalou o prejuízo para a região.

Lusa | 13:17 - 02/03/2024

Pedro Nuno com receção debaixo de chuva intensa em Bragança

Joana Duarte | há 1 mês

O secretário-geral do PS teve hoje uma receção debaixo de chuva intensa no centro histórico de Bragança, o que o obrigou a refugiar-se num café, juntamente com a cabeça de lista socialista por este distrito, Isabel Ferreira.

"Temos os comícios cheios. Não temos de trazer ninguém de fora. Os apoiantes do PS estão em força connosco", declarou Pedro Nuno Santos aos jornalistas, numa alusão indireta a ações de campanha da Aliança Democrática (AD), tendo perto de si a ex-secretária de Estado e atual deputada do PS Berta Nunes.

Tavares? "Um homem sério". E Montenegro? "Tem o fato, mas não vai vencer"

Lusa | há 1 mês

No mercado de Benfica, o porta-voz do Livre ouviu apelos à união da esquerda e encontrou apoiantes como o senhor Sá, que considerou Tavares "um homem sério" e brincou que Montenegro "já tem o fato, mas não vai vencer".

Entre o cheiro a peixe e os pregões habituais de um mercado, a comitiva do Livre chegou àquele espaço de Benfica munida de panfletos e bandeiras verdes decoradas com papoilas, que chamavam a atenção de quem passava.

O arranque das interações foi difícil, com Rui Tavares a ver recusados alguns panfletos ou com diálogos rápidos e sem entusiasmo. Mas ao virar de uma esquina, o deputado único do Livre, acompanhado da 'número dois' por Lisboa, Isabel Mendes Lopes, encontrou José do Carmo, reformado e residente em Benfica, que lhe deixou palavras de incentivo.

Tavares? "Um homem sério". E Montenegro? "Tem o fato, mas não vai vencer"

No mercado de Benfica, o porta-voz do Livre ouviu apelos à união da esquerda e encontrou apoiantes como o senhor Sá, que considerou Tavares "um homem sério" e brincou que Montenegro "já tem o fato, mas não vai vencer".

Lusa | 12:52 - 02/03/2024

Livre acusa AD de ingenuidade sobre os perigos da extrema-direita

Lusa | há 1 mês

O porta-voz do Livre considerou hoje que a Aliança Democrática (AD) revela "uma grande dose de ingenuidade" quanto aos perigos da extrema-direita e pediu a Luís Montenegro que explique o que quer fazer quanto ao subsídio de desemprego.

"Aquilo que me é dado a avaliar exteriormente, por aquilo que Luís Montenegro diz, é uma grande dose de ingenuidade em relação ao real perigo da extrema-direita", defendeu Rui Tavares, à margem de uma ação de campanha no mercado de Benfica, em Lisboa.

O historiador considerou que "as lideranças da direita tradicional em Portugal estão a cometer os mesmos erros que as lideranças do centro-direita cometeram noutros países europeus".

Livre acusa AD de ingenuidade sobre os perigos da extrema-direita

O porta-voz do Livre considerou hoje que a Aliança Democrática (AD) revela "uma grande dose de ingenuidade" quanto aos perigos da extrema-direita e pediu a Luís Montenegro que explique o que quer fazer quanto ao subsídio de desemprego.

Lusa | 11:35 - 02/03/2024

Costa? Mostrou que é possível governar em "crise respeitando as pessoas"

Joana Duarte | há 1 mês

O secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, afirmou, este sábado, que a António Costa "foi um primeiro-ministro muito importante nos últimos anos" porque "conseguiu mostrar que é possível governar em crise e durante a crise respeitando as pessoas, sem se cortarem pensões, sem se cortarem salários". 

Em declarações aos jornalistas, Pedro Nuno salientou que o "PS protege, dá estabilidade à vida e à economia".

Questionado sobre as críticas feitas pelo ex-Presidente da República Cavaco Silva, Pedro Nuno garantiu que "não esperaria apoio, com certeza"

"Foi agradável, isso de facto também não esperava, é verdade", disse ainda sobre o apelo feito, por engano, por Nuno Melo. 

Mina de lítio na Argemela? Mortágua fala em "grito de revolta"

Joana Duarte | há 1 mês

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, esteve, este sábado, com o grupo que luta pela preservação da serra da Argemela, na Covilhã.

"É um grito de revolta de uma população que se viu desrespeitada e que se vê confrontada com uma mina de lítio a céu aberto, a pouca distância das suas casa", afirmou Mortágua em declarações aos jornalistas. 

"É impossível dizer que o interior deve ser povoado, é impossível dizer que temos de recuperar o interior, respeitar o meio ambiente e ao mesmo tempo querer esburacar território protegido, querer esburacar uma serra da Argemela", salientou

"Este é um projeto de desrespeito pelas populações e de desrespeito ambiental", reforçou ainda a coordenadora do BE.

Mortágua quer Pedro Nuno "a dizer não" à exploração de lítio a céu aberto

A coordenadora do BE, Mariana Mortágua, desafiou hoje o líder do PS, Pedro Nuno Santos, a "dizer não à exploração de lítio a céu aberto" e apontou um "consenso apodrecido" entre PS e direita nestas matérias.

Lusa | 12:42 - 02/03/2024

Cavaco Silva apela ao voto da AD e alerta para "partidos extremistas"

Lusa | há 1 mês

O ex-Presidente da República Cavaco Silva apelou hoje ao voto na AD, alertando que optar por "partidos de protesto extremistas" contribuirá apenas para eleger o líder socialista, Pedro Nuno Santos, que diz não ter perfil para primeiro-ministro.

Num artigo publicado hoje no jornal Correio da Manhã, Aníbal Cavaco Silva defende que "só a AD pode garantir a estabilidade política" e que "o seu líder, Luís Montenegro, está muito mais próximo do que devem ser as qualidades e o comportamento de um primeiro-ministro".

Com "orgulho" na troika e garantias, Barroso e Montenegro marcam comício

Joana Duarte | há 1 mês

A campanha eleitoral para as Legislativas de 10 de março continua a percorrer o país, de Norte a Sul. Na sexta-feira, o Europarque, em Santa Maria da Feira, no distrito de Aveiro recebeu um comício da AD (Aliança Democrática), onde marcou presença o antigo líder do PSD Durão Barroso. 

O antigo presidente da Comissão Europeia defendeu que o PSD e o CDS-PP não têm de pedir desculpa, mas ter orgulho no que fizeram no Governo "com sentido patriótico" no período da "troika", entre 2011 e 2014.

"É preciso lembrar como fomos para lá e como saímos. Quem pôs Portugal na situação de bancarrota foi o governo do PS, depois houve um programa de ajustamento dificílimo, e o governo de José Sócrates foi substituído pelo de Pedro Passos Coelho", sublinhou perante um auditório com 1.400 lugares sentados.

Com "orgulho" na troika e garantias, Barroso e Montenegro marcam comício

Durão Barroso juntou-se a Luís Montenegro na campanha da AD, num comício em Santa Maria da Feira.

Notícias ao Minuto com Lusa | 09:11 - 02/03/2024

IL critica governação "absolutamente nociva" de PS, BE e PCP para Braga

Lusa | há 1 mês

O presidente da IL acusou na sexta-feira à noite a governação do PS, BE e PCP de ter sido "absolutamente nociva" em matéria de transportes e saúde para Braga, distrito por onde é cabeça de lista às legislativas.

Num jantar-comício em Braga, distrito de onde é natural e pelo qual concorre às eleições legislativas de dia 10, Rui Rocha afirmou que a governação do PS, BE e PCP foi má para Portugal, mas pior ainda para o distrito minhoto.

IL critica governação "absolutamente nociva" de PS, BE e PCP para Braga

O presidente da IL acusou na sexta-feira à noite a governação do PS, BE e PCP de ter sido "absolutamente nociva" em matéria de transportes e saúde para Braga, distrito por onde é cabeça de lista às legislativas.

Lusa | 08:34 - 02/03/2024

Líderes partidários em comícios e ações de rua do Norte ao Alentejo

Lusa | há 1 mês

Os líderes dos principais partidos concorrentes às eleições legislativas vão hoje dedicar-se sobretudo a ações de contacto com população e comícios pelo país, no fim de semana em que a campanha chega a meio.

Saiba onde vão estar hoje os candidatos a primeiro-ministro

Costa entra hoje na campanha com presença no comício do Porto do PS

Lusa | há 1 mês

O primeiro-ministro, António Costa, entra hoje na campanha para as eleições legislativas, participando ao fim da tarde no comício do PS, no Porto, vindo de Roma, onde esta manhã discursa no congresso do Partido Socialista Europeu.

Em declarações à CNN, o presidente do PS, Carlos César, afirmou que a presença de António Costa no comício do pavilhão Rosa Mota marca um legado que os socialistas estão "empenhados em cuidar e em chamar a atenção dos portugueses para o seu valor".

Costa entra hoje na campanha com presença no comício do Porto do PS

O primeiro-ministro, António Costa, entra hoje na campanha para as eleições legislativas, participando ao fim da tarde no comício do PS, no Porto, vindo de Roma, onde esta manhã discursa no congresso do Partido Socialista Europeu.

Lusa | 06:56 - 02/03/2024

Início de cobertura

Joana Duarte | há 1 mês

Bom dia! Siga aqui o nosso acompanhamento AO MINUTO da campanha eleitoral neste sábado, de Norte a Sul do país.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório