Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 28º

Rui Rocha apela a maioria clara para "a mesa das soluções" com IL e AD

O presidente da Iniciativa Liberal (IL), Rui Rocha, pediu hoje aos portugueses uma maioria clara no dia 10 de março para a IL e a AD, "mesa onde estão as soluções" para o país.

Rui Rocha apela a maioria clara para "a mesa das soluções" com IL e AD
Notícias ao Minuto

13:56 - 29/02/24 por Lusa

Política IL

"Dirijo-me aos portugueses para dizer que é preciso uma maioria clara para a mesa onde estão as soluções. Sendo minha responsabilidade também dizer aos portugueses que a mudança de que o país precisa será tão mais forte quanto mais forte for o voto na IL", afirmou o dirigente liberal no final de uma visita à Navigator, em Setúbal, que foi fechada aos jornalistas.

Refugiando-se no exemplo das mesas, Rui Rocha vincou que, neste momento, só há uma mesa capaz de trazer a mudança de que o país precisa, mesa onde se sentam a IL e a AD.

"Há uma mesa onde há dois partidos ou uma coligação e um partido sentados e essa coligação tem que assumir que a transformação é necessária e vai acontecer a partir de 10 de março", sublinhou.

Contudo, reforçou, nessa mesa da IL e da AD existem duas velocidades de mudança, a velocidade da IL que quer uma mudança a sério para o país e a velocidade modesta da AD.

Daí a importância e a necessidade de votar na IL, apelou.

"Depois, há a mesa da esquerda que traz igual ou pior, porque será provavelmente influenciada por partidos radicais que trarão ainda piores políticas para Portugal do que o que temos tido. E depois há uma mesa onde só um partido se senta, mais ninguém se senta, logo não é solução porque atrasa e bloqueia o país e consiste, no final, num voto no PS", insistiu.

Portanto, Rui Rocha referiu que é preciso dizer claramente ao país que há o voto na mesa da mudança e da transformação e, depois, o voto nas mesas que bloqueiam e atrasam Portugal e que colocam o PS em diferentes configurações no poder, solução ainda pior do que aquela que existiu.

Reafirmando estar na altura de pedir a maioria clara para a mudança que diz estar a ser afirmada nas diferentes sondagens, o dirigente liberal considerou que é também o momento de dizer ao país que essa mudança tem protagonistas.

"Nós precisamos de mais, precisamos de mais soluções, de mais transformação para Portugal, portanto, é por isso que eu insisto, não basta mudar", vincou.

Questionado sobre se existe algum tipo de concertação neste apelo a uma maioria clara com o presidente do PSD, Luís Montenegro, Rui Rocha respondeu que não, realçando que os partidos estão focados nos seus objetivos e nas suas propostas para o país.

[Notícia atualizada às 14h15]

Leia Também: Rui Rocha diz que só com a IL é possível "mais dinheiro nos bolsos"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório