Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

PS diz que ferrovia é "sonho para concretizar" em Vila Real e Bragança

O secretário-geral do PS afirmou na quarta-feira que a inclusão de Vila Real e Bragança na rede ferroviária nacional é um sonho que é para concretizar e anunciou que o referendo à regionalização é para avançar.

PS diz que ferrovia é "sonho para concretizar" em Vila Real e Bragança
Notícias ao Minuto

06:27 - 22/02/24 por Lusa

Política Pedro Nuno Santos

"Um sonho, mas é um sonho para concretizar, que é nós termos uma linha de caminho-de-ferro com essa velocidade que vocês desejam, que vai do Porto a Vila Real a Bragança e conseguirmos com os nossos vizinhos espanhóis que possa mesmo ir até Zamora", afirmou Pedro Nuno Santos, durante um comício em Vila Real.

Durante a discussão pública do Plano Ferroviário de Portugal, foi reivindicado por autarcas dos distritos de Vila Real e Bragança e sociedade civil a inclusão da ligação a Espanha, via Trás-os-Montes: Porto-Vila Real-Bragança-Zamora (Espanha), e daí a ligação à rede de alta velocidade espanhola.

No discurso perante uma sala cheia, o líder socialista disse que este não é um objetivo fácil, nem barato.

"Mas é uma ambição que nós temos por respeito a esta região e porque sabemos que é uma oportunidade para todo o Norte e para todo o país e é, por isso, que nós fizemos questão que tivesse no Plano Ferroviário Nacional e nós queremos encontrar as condições económicas para começarmos a fazer esse caminho", salientou.

Não é, no entanto, um projeto, acrescentou, para concretizar numa legislatura.

"É impossível, não é uma obra fácil, nós fizemos o Túnel do Marão para a rodovia, só que cometemos um pequenos erro porque ele devia ter sido um bocadinho maior para estar já preparado para a ferrovia", brincou, referindo-se ao túnel que atravessa a serra do Marão e está incluído na Autoestrada 4 (A4).

"Mas nós vamos revisitar esse projeto, porque nós queremos que a ferrovia chegue a Vila Real e continue para Bragança", realçou.

Pedro Nuno Santos lembrou ainda o investimento que está em curso na Linha do Douro.

"Está atrasado, nós queremos mais celeridade, nós temos que concluir a obra que está em curso, concluí-la até ao fim e concluí-la até ao fim não é até ao Pocinho, é mesmo até Barca d'Alva, de uma ponta à outra da Linha do Douro", garantiu, referindo-se à reativação do troço que está fechado e liga a Espanha.

Por fim, o secretário-geral afirmou que os socialistas nunca desistirão de se bater pela regionalização e garantiu que o PS "vai mesmo avançar com o referendo à regionalização em Portugal".

Antes de Pedro Nuno Santos, discursou Fátima Correia Pinto, a primeira mulher que encabeça a lista do PS por Vila Real.

A candidata defendeu a criação de duas Unidades Locais de Saúde para a região, em vez de apenas a ULS de Trás-os-Montes e Alto Douro, com sede em Vila Real, que foi criada em janeiro.

Para além da linha de alta velocidade em Trás-os-Montes, a candidata elencou a reativação da Linha do Corgo, fechada em 2009, e ainda uma "verdadeira estratégia de atração" de economia e de investimento para o interior, corrigindo os desequilíbrios estruturais do país e levando pessoas, empresas e investimentos ao Interior.

"Para cá do Marão queremos mais ação, precisámos de mais ação", frisou, reforçando que, com o PS, vão ser abolidas as portagens nas ex-SCUTS (autoestradas sem custo para o utilizador), que no distrito abrangeria a Autoestrada 24 (A24).

Leia Também: Viabilizar governo do PS? Luís Montenegro tem de "clarificar isto"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório