Meteorologia

  • 04 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 17º

Bloco de Esquerda de Viana do Castelo elege dia 14 novo porta-voz

O Bloco de Esquerda (BE) tem nova Comissão Coordenadora Distrital de Viana do Castelo, composta por cinco elementos, sendo que no próximo dia 14 será escolhido o porta-voz do partido no Alto Minho, foi hoje divulgado.

Bloco de Esquerda de Viana do Castelo elege dia 14 novo porta-voz
Notícias ao Minuto

16:19 - 02/10/23 por Lusa

Política Distrito

Em comunicado, a nova comissão coordenadora distrital do BE adiantou que ao ato eleitoral, realizado no passado dia 23, concorreu uma lista única, com o lema "Juntos pela pluralidade: construir o Alto Minho que queremos".

A lista eleita é composta por Adriana Temporão, em representação do concelho de Valença, Abílio Cerqueira, de Caminha, Edite Costa, Margarida Rodrigues e Tiago Bonito, de Viana do Castelo.

No próximo dia 14, a nova comissão coordenadora vai escolher o novo porta-voz do partido no distrito de Viana do Castelo, cargo exercido desde 2001/2022 e até às últimas eleições por Luís Louro, um dos fundadores do BE no Alto Minho, em 1999. 

Contactada pela agência Lusa, Adriana Temporão, um dos elementos da nova comissão coordenadora, adiantou que a prioridade do BE no Alto Minho passa por "reforçar a sua presença e ação a nível distrital, dar apoio aos eleitos nas Assembleias Municipais e de Freguesia".

"Estarmos atentos ao que se passa no distrito de Viana do Castelo face à realidade nacional marcada por uma crise social", referiu, apontando o "problema gritante da habitação, do Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

No comunicado enviado à imprensa, a nova Comissão Coordenadora Distrital do BE acrescenta que, "nos últimos anos tem marcado presença nas lutas do distrito", indicando como exemplos "as manifestações contra a mineração da Serra d'Arga, nas lutas feministas, junto dos pescadores que exigem melhores condições de trabalho, junto das populações prejudicadas pela má gestão das Águas do Alto Minho".

"Os eleitos do Bloco de Esquerda nas Assembleias Municipais e de Freguesia têm feito um trabalho de proximidade com os munícipes, ouvindo as suas preocupações e os seus anseios, apresentando nos respetivos órgãos as soluções e as posições políticas de acordo com os programas eleitorais dos eleitos do Bloco de Esquerda", refere a nota.

Leia Também: Mortágua critica "silêncio" de Costa sobre rendas em 2024 e deixa desafio

Recomendados para si

;
Campo obrigatório