Meteorologia

  • 04 MARçO 2024
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 17º

Ventura condena ataque com tinta ao ministro do Ambiente

O presidente do Chega, André Ventura, condenou hoje o ataque com tinta ao ministro do Ambiente por parte de jovens ativistas pelo clima e disse esperar que este tipo de protestos "não se torne um hábito".

Ventura condena ataque com tinta ao ministro do Ambiente
Notícias ao Minuto

17:19 - 26/09/23 por Lusa

Política CHEGA

"Concorde-se ou não - e eu tenho dito várias vezes que acho que Duarte Cordeiro é um mau ministro do Ambiente -, a violência, a agressividade, a tentativa e calar as pessoas por outros meios que não seja o debate, são condenáveis em qualquer circunstância", disse o líder do Chega numa conferência de imprensa na sede do partido, em Lisboa.

André Ventura tinha sido questionado sobre o ataque com tinta verde ao ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, durante uma conferência.

"Não deixaremos de condenar este ato pela sua envolvência não democrática. Lamentamos que tenha ocorrido e esperamos que não se torne um hábito, como temos visto noutros países, este tipo de protesto", afirmou.

Nesta conferência de imprensa, o líder do Chega foi questionado também sobre notícias que referem que a TAP foi avaliada em cerca de mil milhões de euros, um terço face ao valor que os contribuintes injetaram na companhia aérea.

André Ventura acusou o Governo de estar a "gerir mal este dossiê" e "deixou a TAP desvalorizar pelo triste espetáculo que deu, nomeadamente na Comissão Parlamentar de Inquérito".

"Vamos ao desbarato colocar nas mãos de terceiros ativos que todos os contribuintes estiveram a defender e a sustentar com os seus impostos", criticou, acusando o primeiro-ministro de estar "disposto a sacrificar tudo para não ter mais um dossiê negro ou pesado na mão".

O líder e deputado do Chega lembrou que o partido pediu na semana passada ao Governo "que entregue ao parlamento todo o dossiê de negociações com a TAP", mas indicou que a resposta "ainda não chegou".

Ventura voltou a manifestar preocupação "se a Iberia vai ou não estar no consórcio de aquisição da TAP", antecipando que Madrid poderá ser o "novo 'hub' principal da Península Ibérica".

O ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, foi hoje atacado com tinta verde por três jovens ativistas climáticas, em Lisboa, durante uma conferência da CNN sobre transição energética em que participam as empresas Galp e EDP.

Poucos minutos após o início da conferência, quando o ministro do Ambiente tomou a palavra, as três jovens dirigiram-se ao palco e atiraram tinta verde que atingiu Duarte Cordeiro na roupa, enquanto gritavam frases de contestação ao Governo.

[Notícia atualizada às 19h14]

Leia Também: "Péssimo serviço" à causa e à "democracia". Reações ao ataque a Cordeiro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório