Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 24º

PAN quer "resgatar" lugar que já teve no parlamento regional da Madeira

A porta-voz do PAN, Inês Sousa Real, afirmou hoje que o objetivo nas eleições legislativas da Madeira é recuperar o lugar que o partido teve no parlamento regional em 2011, onde "uma só voz fez a diferença".

PAN quer "resgatar" lugar que já teve no parlamento regional da Madeira
Notícias ao Minuto

13:42 - 16/07/23 por Lusa

Política Madeira

"Queremos resgatar, recuperar o lugar que já tivemos na Assembleia Legislativa da Madeira e trabalharemos para ter o melhor resultado possível", disse a responsável do PAN à agência Lusa, no âmbito da visita de três dias à região que termina segunda-feira com a apresentação oficial da candidatura as Regionais que se realizam a 24 de setembro.

Inês Corte Real salientou que o partido elegeu um deputado em 2011 e "foi a partir da Madeira que se conseguiu uma iniciativa que foi aprovada no continente: proibir os animais selvagens nos circos".

"Isto demonstra a diferença que apenas um deputado pode fazer, quanto mais um grupo parlamentar, inspirando e sendo até um modelo para todo o país", argumentou.

A deputada realçou que o PAN já conseguiu "fazer toda essa diferença" na Madeira e, ao eleger nas próximas legislativas regionais, "vai ter uma voz ativa que contribua de forma positiva para a construção de soluções".

Inês Sousa Real considerou que "numa fase tão difícil para todos os portugueses, com o aumento do custo de vida, seja por força da inflação ou do crédito à habitação", o PAN contribuiu para medidas no pacote Mais Habitação.

"Isto demonstra a diferença que uma só voz pode fazer se for uma voz comprometida com eleitorado, com a preocupação das pessoas ao invés de estar num campeonato já muito gasto, que as pessoas sentem que já não dá respostas às suas preocupações", argumentou.

Segundo a porta-voz do PAN, existem "novos desafios por força deste contexto da inflação, do aumento das taxas de juro", que são acrescidos devido à insularidade, do ponto de vista da mobilidade, respostas de saúde, incluindo as materno-infantil. Sobre a visita que está a realizar à Madeira, realçou que decorre no âmbito de uma "política de proximidade, porque estar em contacto, do ponto de vista nacional com o regional, é muito importante estar no terreno e ouvir as pessoas".

Inês Corte Real mencionou que as preocupações transmitidas se "cingem muito em torno da habitação, falta de acessibilidade dos jovens à habitação, dos incentivos para manter talento na região autónoma e apoios nos estudos, sejam por questões de mobilidade e insularidade e também nos programas Erasmos".

"A sustentabilidade na Madeira é um desafio e uma oportunidade, sendo um tema tão caro ao PAN, temos promovido visitas por causa da manutenção do património natural que para esta região autónoma assume outra relevância", acrescentou.

Também referiu o fenómeno da violência doméstica "que persiste e precisa de combate mais eficaz", a proteção animal, porque em período de verão é essencial apostar "não apenas em campanhas de esterilização, mas de combate ao abandono e maus tratos", o apoio à agricultura e a capacidade dos mercados fazerem chegar os produtos locais aos consumidores finais, foram outras preocupações manifestadas.

Leia Também: "Não podemos deixar que casos como o de Jéssica caiam no esquecimento"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório