Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
32º
MIN 18º MÁX 37º

Finanças? "Como se fosse ao médico doente e saísse com ideia de boa cara"

Manuela Ferreira Leite atirou farpas aos membros do Executivo que, ao fim de oito anos, “nada” têm para dizer.

Finanças? "Como se fosse ao médico doente e saísse com ideia de boa cara"
Notícias ao Minuto

09:12 - 07/07/23 por Notícias ao Minuto

Política Manuela Ferreira Leite

A antiga ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, teceu duras críticas às declarações proferidas pelos ministros que prestaram contas ao país no debate ‘CNN Town Hall – Estado da Nação’, atirando que as ideias sobre a economia portuguesa assemelham-se a ir "ao médico, muito doente, com vários problemas graves, e sair de lá com a ideia de que estou com boa cara".

A economista começou por apontar que os responsáveis não transmitiram nenhuma novidade sobre o estado das finanças do país, lançando que "têm sido sempre iguais a si próprios".

"Este debate não tem a ver com um ano. Este Governo está lá há oito anos, e agora com maioria absoluta. Nesse contexto, aquilo que os ministros têm para dizer é verdadeiramente confrangedor, porque é nada", disse, no espaço de opinião que partilha com o também antigo ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, na CNN Portugal.

Na sua ótica, uma das explicações poderá passar pela "ideia peregrina de que a economia, os números, não são apenas um instrumento de informação para que se possa intervir no sentido correto".

E passou a explicar: "É uma ciência de natureza social e, como de natureza social, só pode ser avaliada pelos efeitos que tem nos cidadãos. Quando pensamos não no valor do défice, do crescimento económico, estamos pura e simplesmente a apresentar o aspeto de todo este conjunto que nada tem a ver propriamente com a vida das pessoas."

"É como se fosse ao médico, muito doente, com vários problemas graves, e sair de lá com a ideia de que estou com boa cara. Se calhar estava maquilhada", ironizou.

Ferreira Leite acusou, assim, o Executivo de "não dissecar" os números, o crescimento económico, o investimento, e o emprego, lançando que "uma coisa é certa: qualquer pessoa que ouça aquele debate e que ache que a situação económica está muito tranquilizadora não percebe por que é que não tem um único serviço público a funcionar".

A comentadora foi mais longe, apontando que "não vamos dizer que os serviços públicos estão a funcionar muito bem porque o ministro das Finanças lá pôs muito dinheiro".

"Diria, então, que piora um pouco – não sabe aplicar o dinheiro de forma correta", rematou.

De notar que este programa da CNN, que coloca todos os ministros que compõem o Governo português a responder ao país a partir das universidades Nova SBE, Universidade de Aveiro e I3S da Universidade do Porto, arrancou na terça-feira, dia 4 de julho, tendo contado com a presença de Fernando Medina, do ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva, e da do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Leia Também: "Finanças públicas foram sempre o calcanhar de Aquiles do nosso país"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório