Meteorologia

  • 15 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 26º

IL fala em "escassez da oferta". PAN critica pacote "cheio de intenções"

Vários partidos estiveram presentes na manifestação deste sábado em Lisboa, voltando a vincar aquilo que consideram ser insuficiências nas medidas para habitação propostas pelo Governo.

IL fala em "escassez da oferta". PAN critica pacote "cheio de intenções"
Notícias ao Minuto

19:19 - 01/04/23 por Hélio Carvalho

Política Habitação

Numa tarde recheada de críticas ao executivo e ao pacote 'Mais Habitação' apresentado, vários partidos voltaram a manifestar-se contra vários pontos do plano durante as manifestações deste sábado, onde milhares de pessoas protestaram pelo direito à habitação.

Em entrevista à RTP, durante uma visita à Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, em Braga, o líder da Iniciativa Liberal considerou que António Costa "não soube responder" ao problema da habitação em todos os seus anos de Governo, apontando para a questão dos rendimentos e da oferta.

"Há uma escassez de oferta, que decorre de licenciamentos muito demorados, da burocracia e da limitação muitas vezes excessiva da construção; e temos um problema de baixos rendimentos. Independentemente do custo da habitação, temos uma população que não tem rendimentos para adquirir habitação", vincou Rui Rocha.

Já a coordenadora do Pessoas-Animais-Natureza (PAN), Inês de Sousa Real, marcou presença na manifestação em Lisboa, salientou que "o Governo não pode fazer um brilharete com a redução do défice e arrecadar mais de três mil milhões de euros para os cofres do Estado, e não dar as mãos às famílias".

"E nesse sentido, o pacote da habitação que foi apresentado é uma mão cheia de intenções, mas que não pode tarde a chegar a quem mais precisa", afirmou.

A deputada-única do PAN acrescentou que é fundamental uma "convergência para ter um parque imobiliário público para o arrendamento acessível, mas também para mudar a política dos salários, e isso também se faz através da taxa de inflação sobre os escalões do IRS". "Neste momento, a tributação que incide sobre os ordenados das famílias está também a contribuir para os cofres do Estado, ao invés de aliviarmos a carga fiscal. E não nos podemos esquecer que Portugal é dos países da OCDE com maior carga fiscal", acrescentou Inês de Sousa Real.

Este sábado, milhares de pessoas manifestaram-se por todo o país contra os preços elevados das casas e pelo direito à habitação acessível, com as cidades de Lisboa e Porto a reuniram as maiores multidões.

Leia Também: Milhares em Lisboa descem Almirante Reis em defesa pela habitação

Recomendados para si

;
Campo obrigatório