Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 20º

"Uma Igreja que foge da verdade, que verdade pode transmitir?"

Joacine Katar Moreira partilhou, este fim de semana, nas redes sociais publicações a criticar a posição da Igreja relativamente aos abusos sexuais.

"Uma Igreja que foge da verdade, que verdade pode transmitir?"
Notícias ao Minuto

15:49 - 05/03/23 por José Miguel Pires com Lusa

Política Abusos na Igreja

Joacine Katar Moreira, ex-deputada não inscrita à Assembleia da República, partilhou, entre sábado e este domingo, mensagens a criticar a posição da Igreja relativamente aos abusos sexuais. Lançou, também, farpas ao Estado e à sua resposta à polémica situação.

"Uma Igreja que foge da verdade, que verdade pode transmitir a quem nela confiou? Nenhuma justiça para as vítimas de abusos sexuais?! Somos nós que o permitimos enquanto sociedade. Esta impunidade secular da Igreja católica", escreveu a antiga deputada no Twitter, no sábado à noite.

Já no domingo, Katar Moreira voltou à ação: "Pedofilia não é pecado. Pedofilia é crime. Cabe ao Estado não deixar impunes crimes cometidos por membros da igreja contra os seus cidadãos e cidadãs."

A Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica validou 512 dos 564 testemunhos recebidos, apontando, por extrapolação, para um número mínimo de vítimas da ordem das 4.815.

Vinte e cinco casos foram reportados ao Ministério Público, que deram origem à abertura de 15 inquéritos, dos quais nove foram já arquivados, permanecendo seis em investigação.

Estes testemunhos referem-se a casos ocorridos entre 1950 e 2022, período abrangido pelo trabalho da comissão.

Leia Também: Abusos na Igreja? Governo reúne com Comissão e define "linhas de atuação"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório