Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 11º

Objetivo de Rui Rocha é chegar aos 15%. "IL quer influenciar o poder"

O novo presidente dos liberais quer ter a capacidade de "transformar o país", mas deixa claro que isso não significa que queira fazer parte de um Governo.

Objetivo de Rui Rocha é chegar aos 15%. "IL quer influenciar o poder"
Notícias ao Minuto

23:59 - 25/01/23 por Notícias ao Minuto

Política Iniciativa Liberal

Poucos dias depois de assumir a liderança do Iniciativa Liberal (IL), o novo presidente do partido, Rui Rocha, reafirmou que o objetivo até 2026 é aumentar o resultado eleitoral de 4,91% para 15% e ter capacidade de influenciar a governação.

Em entrevista ao programa 'Grande Entrevista', da RTP, o deputado e líder liberal comentou que as mais recentes sondagens têm demonstrado uma "tendência de subida", o que dá "uma reafirmação do valor eleitoral da IL".

Para Rui Rocha, o objetivo de aumentar substancialmente a representação parlamentar da IL "traduz uma ambição, um desafio e uma ideia: se for para fazer pouco, se for para fazer um bocadinho melhor do que já fizemos até agora, o desafio não vale a pena".

O presidente da IL deixou claro que esse crescimento deve traduzir-se numa capacidade de influenciar a governação, algo que considera ser "uma evolução natural". "A questão dos cargos não é importante, não é o essencial, fundamental é a capacidade de influência", esclareceu.

"Senão, estamos a jogar o jogo que já existe, e a IL não quer jogar este jogo, quer influenciar o poder e transformar o país", acrescentou Rui Rocha.

Segundo a última sondagem da Pitagórica para a CNN/TVI, divulgada esta quarta-feira, a IL aumentou as suas intenções de voto para 8%. Paralelamente, o PSD surgiu à frente do PS, com uma diferença de quase 4 pontos percentuais.

Deixando várias críticas à governação de António Costa, que considerou gasta e "irrecuperável" - repetindo a mensagem da IL durante a apresentação da moção de censura falhada ao Governo -, o deputado acrescentou ainda que "o país precisa de uma grande transformação".

"O país está estagnado, enfrenta um conjunto de dificuldades e não tem encontrado soluções para elas: a imigração recorrente, sobretudo dos nossos jovens, com perda de qualificações, a questão do despovoamento do interior, da natalidade, da sustentabilidade da Segurança Social, da função pública e dos serviços. Chegamos a um momento em que o país não pode continuar assim; portanto, é preciso propor aos portugueses um país completamente diferente. Só vale a pena o desafio para este nível de dimensão", explicou.

Rui Rocha também abordou a mudança na mensagem da Iniciativa Liberal, apontando que há "ideias fundamentais" no partido, que fazem parte "da matriz" liberal, mas admite que o o grupo some "um conjunto de propostas novas que resolvam ou vão ao encontro dos problemas concretos dos portugueses" (nomeadamente na questão da habitação).

Leia Também: Líder e vice da bancada parlamentar da IL irão colocar lugar à disposição

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório