Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

Paulo Raimundo apoia CGTP: "Trabalhadores merecem respeito e dignidade "

A CGTP está concentrada junto à Assembleia da República contra o aumento do custo de vida, no dia em que é votado na globalidade o Orçamento do Estado para 2023.

Paulo Raimundo apoia CGTP: "Trabalhadores merecem respeito e dignidade "
Notícias ao Minuto

11:44 - 25/11/22 por Notícias ao Minuto

Política Paulo Raimundo

O secretário-geral do Partido Comunista Português (PCP), Paulo Raimundo, juntou-se esta sexta-feira, à concentração da CGTP em frente ao à Assembleia da República, referindo que está "confiante numa mudança", no dia em que é votado na globalidade o Orçamento do Estado para 2023.

"Os trabalhadores merecem respeito e dignidade", garantiu Paulo Raimundo, reforçando que quanto ao orçamento, "o Governo fez opções e que não correspondem às necessidades dos trabalhadores".

Segundo o secretário-geral do partido, o documento é "um orçamento de empobrecimento", contra o qual o PCP votará. "Votamos contra um orçamento que não corresponde às necessidades do país e dos trabalhadores", justificou.

Segundo Paulo Raimundo, a presença do PCP nesta manifestação acontece para “mostrar a solidariedade” por uma “luta muito importante”.

Na concentração assente num dos temas "Mais salários! Melhores pensões!", o secretário-geral do PCP, deu conta de que o aumento dos salários é de "emergência nacional". 

Questionado pelos jornalistas sobre a proposta do partido de aumento do salário mínimo nacional para 850 euros em 2023, Paulo Raimundo destacou que "é o mínimo". Caso não avance, “vamos continuar a propor e lutar todos os dias”, reforçou.

A CGTP está a realizar uma concentração junto à Assembleia da República com o objetivo de alertar para a necessidade de resposta aos problemas dos trabalhadores e do país, em luta pelo aumento dos sofrimentos e pensões para relatar e melhorar o poder de compra.

A manifestação decorre no último dia de votação das cerca de 1.800 propostas de comercialização, que culminará com a votação final global do Orçamento do Estado para 2023.

O PCP já tinha avançado que ia votar contra o Orçamento do Estado para o próximo ano (OE2023), considerando que "aprofunda as injustiças" e não apresenta "respostas de fundo aos problemas do país".         

Leia também: OE2023. PCP mantém voto contra na votação final global

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório