Meteorologia

  • 01 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

PS diz que vereadora da Educação na Câmara de Braga é "incompetente"

O vereador do PS na Câmara de Braga Hugo Pires apelidou hoje a vereadora da Educação, Carla Sepúlveda, de "incompetente", acusando-a de não conseguir resolver "coisa nenhuma".

PS diz que vereadora da Educação na Câmara de Braga é "incompetente"
Notícias ao Minuto

18:46 - 26/09/22 por Lusa

Política Braga

No final da reunião quinzenal do executivo, Hugo Pires apontou como exemplo a "discriminação" das crianças com necessidade educativas especiais (NEE) no que toca à sua ocupação nos tempos não letivos.

"É incompetente, não consegue resolver coisa nenhuma, não tem preparação para o cargo que exerce", disse Hugo Pires, em declarações aos jornalistas.

Contactada pela Lusa, Carla Sepúlveda, militante do CDS eleita numa coligação liderada pelo social-democrata Ricardo Rio, lamentou que Hugo Pires tivesse optado por falar nas suas costas e acusou-o de não ter feito "rigorosamente nada" para ajudar a resolver o problema das crianças com NEE, apesar de ser deputado na Assembleia da República.

"Nós estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para resolver o problema, ele [Hugo Pires] nem sequer conseguiu agendar uma reunião entre o ministro ou o secretário de Estado da Educação e os pais das crianças com NEE", criticou.

Sobre a acusação de incompetência, a vereadora desafiou Hugo Pires a apontar factos concretos, a apresentar soluções para os problemas e a ajudar a resolvê-los, seja em sede do executivo municipal, seja na Assembleia da República.

"O problema é que não vejo rigorosamente nada da parte dele", referiu.

Nas mesmas declarações aos jornalistas, Hugo Pires disse ainda que Ricardo Rio, na reunião de hoje, atirou Carla Sepúlveda "aos leões", delegando nela todas as respostas aos vereadores da oposição sobre os problemas na Educação.

"[Ricardo Rio] percebeu a sua incompetência e já nem sequer vai em seu auxílio", referiu.

À Lusa, Carla Sepúlveda disse que sempre contou com a total solidariedade de Ricardo Rio e disse que a atitude do presidente da Câmara é "uma prova de confiança" no seu desempenho.

"Confia no meu trabalho, são assuntos do meu pelouro, mas obviamente dou-lhe sempre conta dos desenvolvimentos de cada dossiê", referiu.

Na reunião de hoje, o PS apontou ainda alguns constrangimentos resultantes da aplicação do novo cartão escolar digital, criticando ainda o valor de cinco euros a cobrar a quem perder aquele documento.

"Deveria haver aqui alguma sensibilidade social", disse a vereadora Sílvia Sousa, lembrando que para algumas famílias cinco euros "pode não ser nada", mas que para outras "fará diferença".

Carla Sepúlveda admitiu que o valor pode ser pesado, mas sublinhou que é uma forma de "responsabilização" do seu titular.

Admitiu ainda que tem havido alguns problemas com a aplicação do cartão, porque em causa estão "muitas escolas e muitos cartões", mas vaticinou que em breve tudo estará resolvido e que o novo mecanismo tem como principal objetivo "uniformizar" procedimentos, pondo toda a comunidade escolar "a trabalhar na mesma linguagem".

Leia Também: Ventura acusa Costa e Montenegro de "conluio" sobre novo aeroporto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório